eventos Google guest post monitoramento serviços Camila Fiori

Google Analytics: o que Estão Procurando em seu Blog

Google Analytics Conforme anunciado, a Sandra Baroni foi a ganhadora da promoção do curso de Google Analytics realizado pela Impacta Tecnologia nos dias 23 e 24/10. Para quem não conhece, a Sandra mantém o ótimo blog Info Macross, onde ela escreve sobre temas importantes para todos aqueles que mantém um site ou blog, como otimização, plugins e muitos outros. Um artigo recente que ela escreveu e recomendo é o Você sabe escrever?, onde destaca a importância do uso do português correto em nossos blogs. Neste “guest post” (“artigo convidado”), a Sandra gentilmente compartilha conosco um pouco do que ela viu no ótimo evento em que participou. Fiquem então com o texto dela. Hoje venho estou aqui dar meu ‘testemunho’ de como foi o Google Show Day do qual eu participei justamente porque eu ganhei a inscrição aqui no Gerenciando Blog! Vou aproveitar e já escrever um Guest Post para o Gerenciando, já que o artigo publicado no Info-Macross como meu convidado foi um sucesso. Quem ainda não leu não deixe de ler mais um excelente artigo escrito pelo Adelson: O dilema da moderação de comentários. E como o curso sobre Google Analytics foi realmente muito bom, vou escrever sobre um dos inúmeros tópicos que eu aprendi lá!  

Relatório de pesquisa interna do Google Analytics

Para quem não conhece, ou ainda não usa, o Google Analytics é uma ferramenta fornecida gratuitamente pela Google, que mostra os dados de quem visita seu blog ou site. Esses dados vão desde a quantidade de visitantes e pageviews por dia, as palavras chaves de entrada no seu blog, as páginas visitadas e você pode até saber que tipo de leitor está visitando seu blog, criar metas para saber se foram ou não atingidas, como o preenchimento de um formulário ou uma venda realizada, integrar ele com seu AdSense para saber em quais páginas seus anúncios são mais clicados, ou de onde vieram seus visitantes. Enfim, são tantas as opções que precisarei de vários posts para falar de cada uma, inclusive o Adelson já escreveu vários artigos sobre o assunto. Hoje vou falar aqui no Gerenciando somente sobre pesquisas internas no seu blog.  

O que são pesquisas internas?

Se você tem um campo de pesquisa no seu blog, aquele em que o leitor digita uma palavra e aparecem todos os resultados que contém essa palavra dentro de qualquer artigo do seu blog, você pode fazer com que o Google Analytics guarde cada palavra pesquisada dentro do seu blog. Com ele você pode saber em qual página seu leitor estava quando pesquisou, para qual página ele foi depois, se ele encontrou ou não o que procurava, a quantidade total de pesquisas e até a taxa de saída dos visitantes depois de concluírem as pesquisas! Tudo isso pode ser usado para estudar o que seus visitantes querem na verdade encontrar no seu blog. Normalmente os templates para WordPress já vem com um campo de pesquisa pronto.  

Como configurar

Antes de mais nada, você deve fazer uma pesquisa usando o campo de pesquisa do seu blog e ver se existe algum parâmetro mostrado antes das palavras chaves da pesquisa na URL, como nesse exemplo: http://info.macross.com.br/?q=rss Neste caso o parâmetro é o ‘q’, que vem de ?q=rss, este parâmetro será utilizado na configuração da ferramenta. Depois de verificar se seu blog tem o parâmetro, faça o login na sua conta do Analytics, escolha qual blog quer colocar o recurso de pesquisa interna, na tela seguinte escolha o perfil e clique em editar, conforme a figura 1. Na tela seguinte clique em editar no canto superior direito, conforme a figura 2:
Feito isso a tela de configuração do perfil será aberta e na parte de Pesquisa de site deve-se marcar a primeira opção: ‘Acompanhar a pesquisa de sites’, então será aberta a parte para a configuração da pesquisa, conforme a figura 3:
No campo ‘Parâmetro de consulta (obrigatório)’, coloque o parâmetro que sua pesquisa usa, no caso do exemplo acima, deve-se escrever ‘q’ neste campo. Clique em salvar configurações e agora já pode ir até os relatórios do seu perfil que o menu ‘Pesquisa de Sites’, dentro de ‘Conteúdo’ estará habilitado, e é nele que você poderá ver seus relatórios de pesquisas internas de seu blog.
   

Os relatórios

Com a opção de relatórios para pesquisas internas habilitadas, é possível ver vários relatórios sobre o que seus visitantes estão pesquisando no seu blog, como por exemplo:

 

  • qual a porcentagem de visitantes que utilizaram a pesquisa no seu site;
  • quais os termos de pesquisas mais procurados;
  • as páginas que seus visitantes estavam quando fizeram a pesquisa;
  • para quais páginas do seu blog eles foram depois de pesquisar;
  • qual a quantidade total de pesquisas feitas no período;
  • se a palavra chave pesquisada acabou gerando uma rejeição, ou bounce rate;
  • as palavras chave mais pesquisadas;
  • as palavras chave que não encontraram nenhum resultado;Enfim, são muitos os relatórios possíveis de visualizar.

 

Quais as vantagens de monitorar o que seus visitantes pesquisam dentro de seu blog

Falei até agora um monte sobre o que são relatórios para pesquisas e como configurar o Google Analytics, mas talvez você deva estar se perguntando “para que serve tudo isso?!”. Aqui estão algumas das coisas que você poderá saber utilizando este tipo de monitoramento:

  • Se seu visitante pesquisou por uma palavra na pesquisa do seu blog e não achou nada, pode ser que seja interessante você vir a fazer um post sobre esse assunto, já que seus leitores estão esperando encontrar algo sobre esse assunto e não encontraram;
  • Se existe por exemplo muita procura pela palavra ‘contato’ ou ‘assine feeds’, pode ser que você precise melhorar seu layout para facilitar que os visitantes encontrem este tipo de assunto, pois eles podem estar perdidos dentro do seu blog e por isso apelaram à pesquisa;
  • Você pode descobrir assuntos relevantes ao seu blog, os quais deverá escrever mais posts, sabendo o que os visitantes estão pesquisando internamente;
  • Você pode saber em quais páginas esses visitantes estavam quando fizeram a pesquisa, e para onde eles foram depois dos resultados;
  • Saber ainda se nenhum resultado foi útil ao leitor, sabendo se a pesquisa gerou ou não rejeição, aumentando sua taxa de rejeição;
  • Quantos pageviews o leitor fez depois de pesquisar, ou seja, se acabou entrando em mais de um resultado da pesquisa ou continuou navegando em seu blog porque achou alguma coisa interessante;
  • Quanto tempo seu visitante ficou no seu blog depois de ter feito a visita;

Esses são apenas alguns exemplos do que pode ser feito monitorando esse tipo de visitas. E muita coisa pode ser entendida e estudada, tudo para melhorar nosso blog e nosso relacionamento com nossos visitantes, fazendo com que a navegação seja mais fácil e os conteúdos mais voltados para o que ele está procurando!  

Algumas considerações

Se você usa um campo de pesquisa personalizada do Google no seu blog, não irá conseguir medir esse tipo de comportamento no Google Analytics, isso porque quando uma pesquisa é feita, ela vai direto para o site do Google pesquisar, e, mesmo existindo o parâmetro de pesquisa não é possível guardar os dados no Google Analytics que não seja os do seu site, e nesse caso ele sai do seu site e vai para o Google. Outro detalhe a se dizer é que a partir do momento que você configura o Analytics para medir as pesquisas internas, ele imediatamente começa a guardar os resultados, então em mais ou menos 3 horas já aparecem as pesquisas nos relatórios.   Mais uma vez quero agradecer ao Adelson, por toda sua prestatividade, por ter me dado o imenso prazer em publicar um post dele em meu blog, por ter oferecido o sorteio do curso que felizmente eu ganhei e também por me dar a oportunidade de escrever aqui no Gerenciando Blog. Muito Obrigada! Um abraço e até breve!

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

24 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.