monitoramento serviços Camila Fiori

Tynt: Mais do que Controlar quem o Copia

Tynt200No artigo Tynt Insight: Quem Está Copiando seus Artigos?, apresentei o Tynt, uma ferramenta que permite saber quem está copiando os artigos do seu blog e onde eles estão sendo reproduzidos. Agora, o Tynt oferece ferramentas adicionais, oferecendo informações que prometem auxiliá-lo a conquistar mais visitas ao seu blog ao descobrir detalhes do comportamento de seus visitantes. Veja neste artigo minhas impressões sobre os novos recursos.  

Introdução

O plágio é uma das maiores pragas para quem produz conteúdo original na internet. No artigo Plágio: o que Fazer Contra essa Praga já escrevi minha opinião sobre o assunto e o que você pode fazer para evitá-lo. O Tynt é uma das ferramentas que podem ajudá-lo a minimizar os efeitos do plágio em seu blog. No artigo Tynt Insight: Quem Está Copiando seus Artigos?, mostro como instalar o mecanismo em seu site, e como ele irá ajudá-lo ao criar links quando seus artigos são copiados. Neste artigo, mostrarei os novos recursos do Tynt, que foram somados aos recursos já existentes.  

Instalação e configuração

1. Visite o site http://www.tynt.com.
OBS: Se você já leu e seguiu o artigo Tynt Insight: Quem Está Copiando seus Artigos?, clique em “Log In” e entre com seu domínio e senha. 2. Clique na opção “Publisher Sign Up”, no canto superior direito da tela. 3. Preencha as informações solicitadas e clique no botão “Next”.
Tynt01 4. Você verá uma tela como a seguinte. Para configurar as funcionalidades do Tynt, você deve clicar nos botões destacados em vermelho.
OBS: Se você já era usuário, basta clicar no botão “Script”, no canto superior direito, para chegar à mesma tela. 
Tynt02 5. Ao clicar em “Customize Address Bar Tracking”, será possível configurar o Tynt para rastrear não apenas o texto que foi copiado, mas também seus links que foram compartilhados em redes sociais. Para habilitar a funcionalidade, você deve habilitá-la conforme mostrado na figura abaixo e clicar em “Save”.
Tynt03 6. Ao clicar em “Customize Attribution”, você configurará a forma como serão apresentados os links quando seu texto for copiado e publicado em outro lugar. Note que você pode configurar se o link será apresentado acima (above) ou abaixo (below) o texto copiado, e também poderá configurar o texto (prefix) que será apresentado antes do link. A recomendação é que você mantenha selecionada a opção “URL” selecionada. Ao finalizar, clique em “Save”.
Tynt04 7. Se você for um usuário antigo, já verá uma janela com o código para colocar em seu template. Se for novo usuário, deve clicar no botão “Next”.
Tynt05 8. Você deve editar o HTML do seu blog e copiar o código antes da tag </head>, conforme mostrado na figura acima. Após fazer isso, clique no botão “Next”. 9. Na próxima tela, você deve configurar a frequência com que deseja receber os relatórios do Tynt por e-mail. Eles podem ser recebidos diariamente (daily), semanalmente (weekly) ou ficarem desativados (never"). Ao terminar, clique em “Finish”.
OBS: Os usuários antigos podem acessar essa funcionalidade através do botão “Subscriptions”, no canto superior direito do Tynt.
Tynt06 Pronto! O Tynt já está instalado em seu site e já deve estar funcionando. Para testar, basta copiar um texto de um artigo do seu blog e colá-lo em qualquer lugar. Já deve ser levado com ele o link para o seu artigo.  

Analisando os relatórios

Após algum tempo de uso (pelo menos 24 horas), você conseguirá acessar os relatórios que o Tynt produziu com base nos acessos e cópias feitas de seus artigos. Os relatórios são acessados a partir da página principal ou do canto superior esquerdo do site.
Tynt07  

Tynt SEO

Este é o relatório que o Tynt já apresentada anteriormente, mostrando quantas vezes seu conteúdo foi publicado e quantas visitas foram geradas a partir dessas cópias.
Tynt08  

Tynt Keywords

Este é um relatório interessante. Do lado esquerdo, mostra as palavras chave que mais visitas trouxeram ao seu blog. Do lado direito, mostra as palavras chave que seus visitantes estavam procurando ao sair do seu blog. Essa informação pode ajudá-lo a criar mais conteúdo para evitar que os visitantes deixem seu blog procurando essas informações em outros sites.
Tynt09  

Tynt Content

É outro relatório que já existia na versão anterior. Ele mostra as páginas que foram copiadas mais vezes e o número de visitas que os links gerados pelo Tynt trouxeram ao seu blog.
Tynt10  

Tynt Social

Estes novos relatórios mostram como o seu conteúdo é divulgado por e-mail, Twitter e Facebook. Os relatórios mostram o número de visitas vindas através de links monitorados pelo Tynt nessas redes sociais. Uma informação interessante é a comparação do seu resultado com a média dos outros sites monitorados pelo Tynt.
Tynt11  

Conclusão

O Tynt é uma boa ferramenta. Embora não resolva em definitivo o problema do plágio, ele pode ajudar a minimizar os resultados. Isso porque nada impede que o “espertinho” remova o link gerado pelo Tynt ao copiar seus textos. Mas, quando os links são mantidos, é uma forma interessante de gerar “backlinks” e visitas para o seu blog. Entre os novos relatórios, o “Tynt Keywords” é muito interessante. Sabendo o que os visitantes procuram ao sair de seu blog, você pode investir na geração desse conteúdo para mantê-los em seu site. Mas, tenho também algumas críticas à ferramenta. Quando todos os recursos do Tynt estão ativos, seu visitante verá caracteres estranhos no final de cada página visitada (por exemplo, https://www.gerenciandoblog.com.br/#axzz1J8AL0InR e https://www.gerenciandoblog.com.br/2011/04/avalie-seu-blog-com-o-gradercom.html#axzz1J8AL0InR). Embora isso não traga prejuízos técnicos, pode assustar quem vê esse link. Outro ponto negativo afeta a mim – mas não a todos. Parte do conteúdo do Gerenciando Blog foi feita justamente para ser copiada (como os códigos HTML de exemplo que mostro em alguns artigos). Quando é gerado o link do Tynt, ele acaba atrapalhando esse código, especialmente para os menos experientes. Assim, você deve pesar os prós e contras do Tynt e avaliar se ele ajudará ou atrapalhará o seu blog. Se você tem dúvidas, ative-o por algum tempo e analise os resultados. Se não quiser continuar com ele, basta remover o código HTML que você colocou em seu template.   E você, já usa o Tynt? Qual sua opinião sobre ele? Escreva um comentário!

Classifique este post

| Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

26 Comentários

  1. Astral Signos disse:

    Gostei das ferramentas adicionais. Copia sempre vai existir, infelizmente!

  2. SeuLuiz disse:

    Muito bom artigo. Não conhecia esta ferramenta, mas agora vou utilizar.

    Abraços!

  3. Melissa Bergonso disse:

    Eu já utilizei essa ferramente há algum tempo, mas acabei tirando do meu blog por pesar no carregamento e também por "sumir" com o favicon. Não sei qual é o problema, mas com esse código no html o favicon não carrega.

    No mais, é uma ferramenta interessante, mas de fato não resolve os problemas de plágio. Infelizmente, a maioria das pessoas que copiam os posts acabam apagando o link…

  4. Programa Afiliados disse:

    Mais uma ferramenta muito útil. Valeu!

  5. Samanta disse:

    Olá Adelson,

    Excelente postagem, como sempre, esclarecendo e mostrando as funcionalidades do Tynt.
    Eu sou cadastrada, mas confesso que quase não acesso porque ficava, digamos "meio perdida", mas com suas explicações, melhorou bastante !
    Gostei dos relatórios, vou experimentar utilizá-los !
    Logo que iniciei o blog, tive vários plágios, e foi assim que conheci o Tynt. Vamos ver se agora com mais informação, melhoro a opinião a respeito do serviço.
    Obrigada por compartilhar conosco !
    Grande abraço 🙂

  6. Dicas para ganhar dinheiro disse:

    Para evitar cópias é recomendavel colocar links do próprio blog nos artigos. Se o cara copia, acaba copiando o link também. (rs)

  7. Jackie Freitas disse:

    Olá meu guru!!
    Mais uma valiosa dica! Já uso o Alerta do Google e tenho gostado, mas, claro, é sempre bom cercar-se por todos os lados, afinal essa praga de plagiadores se alastra pela web!
    Anotado aqui e já vou adotar!
    Muito obrigada, mais uma vez!
    Grande beijo,
    Jackie

  8. Adelson Smania disse:

    @Vivian: O plágio é mesmo uma dor de cabeça. Pior ainda é quando ele está mais bem posicionado do que nós. O artigo http://www.pedrodias.net/conteudo-copiado-na-primeira-posicao-do-google, escrito pelo ótimo Pedro Dias, fala justamente sobre isso.

    @Astral: Realmente, a cópia sempre existirá. Cabe a nós dificultá-la ao máximo!

    @Seu Luiz: Espero que goste do Tynt! É realmente uma ferramenta interessante.

    @Melissa: Não notei grandes problemas com o Tynt no Gerenciando Blog. O favicon aparece normalmente. E concordo com você: o Tynt apenas dificulta um pouco as coisas, mas não impede a cópia.

    @Samanta: Que bom vê-la novamente por aqui! Percebi que uma das maiores dificuldades que as pessoas enfrentam é interpretar a grande quantidade de informações trazidas por serviços assim. Espero ter esclarecido um pouco a questão.

    @Dicas: Essa é mesmo uma ótima dica! Sempre faço isso, citando algum artigo meu no decorrer do texto. Os plagiadores normalmente não percebem isso.

    @Jackie: Olá, Embaixadora Honorária do Gerenciando! O plágio é mesmo uma praga. Diariamente, temos que lutar contra ele. O Tynt é uma ferramenta que pode nos dar uma ajuda.

    Abraço a todos vocês e obrigado pela visita!

  9. Melissa Bergonso disse:

    @Adelson

    Estranho, pois o seu favicon personalizado não aparece no meu navegador, eu só vejo o do blogger. Isso acontece com o meu também quando insiro o código do Tynt no meu html. Quando a página carrega o favicon aparece rapidamente, aí some, depois o do blogger é carregado logo em seguida e se mantém.

  10. O amor esta na rede download disse:

    Pra controlar quem copia é uma boa idéia!

    Pior que isso é distribuição de ebooks. Nem sempre é bom lançar o livro original em ebook.

    Era uma vez

  11. Adelson Smania disse:

    @Melissa: Esse comportamento é mesmo estranho. Acabo de realizar novos testes acessando meu blog em diversos navegadores. Realmente, no FireFox é mostrado o ícone do Blogger. Nos demais (Internet Explorer, Google Chrome e Opera), é mostrado corretamente o meu favicon.

    @Amor: No caso de e-books, a questão do plágio é ainda mais complicada. É muito fácil alguém disponibilizar gratuitamente o arquivo para download, desrespeitando os direitos do autor.

    Abraço a vocês e obrigado pela visita!

  12. Blog sobre relacionamentos disse:

    Prefiro não me preocupar com isso. Aliás, eu acho que o Google tem condições e dispõe de todos os métodos para descobrir a originalidade de um artigo. Se não o faz é porque não quer, ou não quer perder tempo com isso!

  13. Vinicius disse:

    Estou usando a versão online gratuita do CopyScape, mas não sei até onde é confiável nesta versão, pois parece que o sistema só encontra sites onde o artigo completo foi republicado e não cópias parciais.

  14. Adelson Smania disse:

    @Blog sobre relacionamentos: Entendo seu ponto de vista. Mas, se você não tomar ações para combater o plágio, o seu trabalho é que será prejudicado. Por isso, prefiro fazer o que está ao meu alcance para evitar o plágio de meus artigos.

    @Vinicius: A versão grátis do Copyscape tem limitação no número de artigos que serão exibidos. Mas, ela consegue encontrar cópias parciais. Fiz um teste agora e encontrou alguns trechos de artigos meus.

    Abraço a vocês!

  15. Anônimo disse:

    É possível, sim, usar o Tynt e permitir a cópia de códigos HTML sem inserir aquele link no final. Para isso, você precisa usar jQuery e inserir o seguinte script:

    $("code, .copie, input, textarea").bind("copy", function(b) {
    $.stopPropagation();
    });

    Simples.

  16. Adelson Smania disse:

    Olá!

    Não cheguei a testar, mas é uma solução interessante! Assim, pode-se utilizar o Tynt e liberar certos trechos para serem copiados.

    Obrigado por compartilhar!

    Um abraço!

  17. Rodrigo Zandonadi disse:

    Adelson,

    Faz um tempo que você escreveu esse artigo, mas não pude deixar de comentar. Fabuloso. Perfeita analogia e ótimas descrições dos novos serviços do Tynt.

    Parabéns

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Rodrigo!

      Fico feliz em sabe que tenha gostado do artigo! Durante muito tempo utilizei o Tynt e ele realmente é eficiente para detectar cópias de trechos de nossos blogs.

      Um abraço!

  18. Nestor - ---------------------------- disse:

    Meu site está hospedado no Blogger. Instalei esse Tynt nele só que isso afetou todas as URLs do site então no final das URLs apareciam uns carácteres estranhos no final das URLs e isso fez com que minhas páginas não fossem mais rastreadas pelo Google. Então tive que tirá-lo, infelizmente. Seria muito bom se encontrasse um meio de colocar o Tynt no meu blog sem afetar as URLS.
    Se alguém souber como fazer me avise por favor….
    [email protected]

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Nestor!

      Infelizmente, para o Tynt funcionar corretamente, ele precisa adicionar os caracteres no final do endereço das postagens.

      Mas, isso não deveria afetar a indexação de suas páginas. Quando utilizei o Tynt, não tive esse problema. Eles inclusive citam isso em http://www.tynt.com/support/faq (procure por SEO).

      Um abraço!

  19. Graça Madeira disse:

    Adelson,eu coloquei o Tynt ,não gostei .Tem como cancelar esta conta?Eu retirei do html do blog?
    Obrigada.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Graça!

      Basta você remover o código do HTML do seu blog. Fazendo isso, o Tynt não terá mais efeito algum em seu blog.

      Um abraço!

  20. Graça Madeira disse:

    Oi, Adelson!
    Você deve saber que visito sempre seu site,utilizo no meu blog muitas das suas dicas.
    Obrigada por responder.
    Lindo fim de semana para você,beijos

  21. Claudio Gomes disse:

    Bom dia.

    Lendo o tópico sobre o tynt percebi que não esta mais usando.

    Teve algum problema?

    O plugin yoast também ajuda nesse sentido quem copia ele coloca a url do site.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Claudio!

      Eu parei de utilizá-lo porque sempre publico aqui códigos e outras informações que precisam ser copiadas. Para esses casos, o Tynt estava atrapalhando, por levar com o código as informações da URL.

      Foi por isso que preferi abrir mão dele.

      E é bom saber que o Yoast também tem essa funcionalidade! É uma boa notícia para os usuários do WordPress.

      Um abraço!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.