publicação Camila Fiori

O que Fazer quando seu Artigo é Copiado

Infelizmente, o plágio é uma praga que assombra a todos que produzem conteúdo original , seja na internet ou fora dela. Na internet a maior dificuldade em combater o plágio está na facilidade com que um artigo é copiado e republicado em outros sites e blogs. Neste artigo, comento as experiências que tive até hoje ligadas ao assunto, incluindo um curioso e recente caso em que fui acusado de plágio – envolvendo artigos escritos por mim mesmo!

Introdução

O plágio é um problema incômodo. Ao escrever cada artigo meu, dedico algumas horas do meu tempo. Quando alguém copia um artigo meu, há consequências negativas para mim: corro o risco de ter meu artigo removido dos resultados do Google (embora eles normalmente consigam identificar quem é o autor original) e também corro o risco de perder visitantes para o site que o copiou. No rodapé do Gerenciando Blog, há a indicação de que os artigos daqui não podem ser reproduzidos sem minha autorização. E, claro, há a lei sobre Direitos Autorais que rege o tema. Mas, mesmo assim, eu poderia listar dezenas de sites em que encontrei artigos meus copiados textualmente, palavra a palavra, algumas vezes com indicação da fonte (o que mesmo assim não é permitido), e outras – o que é ainda pior – sem citação nenhuma, como se o artigo tivesse sido escrito pelo autor daquele blog. Recentemente, um artigo bastante completo sobre o tema foi escrito no Oficina da Net. Trata-se do texto Plágio na internet: o que fazer?, escrito pelo Luiz Castro. Aqui no Gerenciando Blog, já falei sobre o assunto no artigo Plágio: o que Fazer Contra essa Praga. Naquele artigo, cito algumas formas para você dificultar o plágio e detectar as cópias de seus artigos por outros autores. Mesmo assim, resolvi insistir no tema, contando minhas experiências no combate ao plágio ao longo destes anos que estou à frente do Gerenciando Blog.  

Como sei que meu artigo foi plagiado?

Há 3 ferramentas básicas que uso para detectar o plágio, todas grátis: 1. FairShare – Esta ferramenta é ótima porque seu funcionamento é automático. Após realizar seu cadastro, você será avisado automaticamente via RSS quando for encontrada na internet a cópia de um artigo seu. Mas, notei que a ferramenta não é 100% precisa, então as fontes abaixo também são de grande ajuda. 2. Google Alerts – É trabalhoso, mas você pode cadastrar um trecho de seu artigo no Google Alerts, e ele mostrará quando for encontrada alguma outra página que também possua aquele texto. Faço isso com artigos mais propensos ao plágio, como os que recebem mais visitas. Veja mais detalhe em Saiba antes com o Google Alerts. 3. Google – Regularmente, procuro no Google por trechos de artigos meus. É assustadora a quantidade de cópias que encontro assim.  

O que devo fazer quando encontro um plágio?

Quando você se depara com um artigo copiado sem sua autorização, há algumas ações que você pode tomar. 1. O primeiro e mais simples passo é entrar em contato com o autor e solicitar a remoção do seu artigo. Costumo fazer isso deixando um comentário no artigo ou enviando e-mail, quando o encontro no blog ou site. Em diversas situações que fiz isso, o caso foi prontamente resolvido. Isso normalmente funciona quando a pessoa que fez a cópia o fez por ignorar que isso é errado (o que ainda não justifica o fato). Em outras situações, a pessoa que fez a cópia não imaginava que esse fato seria descoberto. 2. O segundo passo, caso o primeiro não funcione, é denunciar o caso de plágio ao serviço onde ele está hospedado. Nisso, o Blogger é infalível: todos os casos que levei a ele foram resolvidos. No artigo Como denunciar plágio ao Blogger, do Dicas Blogger, há a explicação detalhada sobre como fazer isso. Se o blog estiver no WordPress.com, o artigo Como Denunciar Plágio no WordPress, do Dicas para Blogs, mostra o procedimento. 3. Caso não esteja em uma plataforma conhecida, você pode tentar o contato com o serviço de hospedagem onde está o site que o plagiou. Serviços de “whois” pode ajudá-lo a identificar onde está o conteúdo. 4. Se nenhum dos itens anteriores funcionar, você pode denunciar o plágio ao Google, que removerá esses resultados de sua busca se for comprovado o plágio. A denúncia deve ser feita através deste link, escolhendo na sequência as opções “Pesquisa na web do Google”, “Tenho uma questão legal que não foi mencionada acima” e “Encontrei conteúdo que pode violar meus direitos autorais”. Confesso que não é um processo simples combater o plágio, mas acredito que é um trabalho necessário para defender os meus direitos.  

O dia em que fui denunciado por plágio

Na semana passada, passei por uma experiência diferente: fui acusado de plágio, não só de um, mas de dois artigos escritos no Gerenciando Blog. Recebi uma notificação do Blogger de que os artigos Lançamento do eBook “Blogger Seguro” e Marca WordPress Muda de Mãos tiveram seu status mudados para “Rascunho” devido à denúncia de que eram fruto de plágio. Por curiosidade, procurei trechos desses artigos na internet e localizei diversos sites que os haviam plagiado. E eu estava sendo acusado disso! Como eu tinha provas de que os direitos de publicação original desses artigos eram meus, foi simples resolver o caso. Enviei uma contra-notificação ao Blogger e os artigos puderam ser republicados, sem perda de conteúdo ou comentários. Imagino que a denúncia foi uma tentativa de represália por outras denúncias fundamentadas que fiz. Estou verificando com minha advogada que ações tomaremos contra a pessoa que fez a falsa denúncia.  

Conclusão

Combater o plágio não é tarefa fácil. Há muitos que não se importam com isso. Particularmente, acredito que vale a pena fazê-lo: é uma forma de conscientizar as pessoas da gravidade dessa ação tão comum hoje em dia, e de evitar os prejuízos que ele acarreta.   E você, já foi vítima de plágio? Como você lida com esse assunto? Deixe seu comentário!

O que Fazer quando seu Artigo é Copiado
5 (100%) 1 vote[s]

| Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

75 Comentários

  1. Vivian Assis disse:

    Nossa amigo que chato isso hein imagino o quanto você deve ter ficado chateado com isso mas é assim mesmo.Eu também já fui plagiada e fiz alguns procedimentos que você citou no post, graças a Deus tudo foi resolvido, e como não tinha experiência com essas coisas procurei me informar sobre isso na internet.As pessoas acham que só porque algo está na internet é de domínio público e eles fazem isso mesmo não estão nem ai e ainda se você for reclamar eles ainda argumentam achando que tem todo direito do mundo de copiar as coisas.O google deveria fazer algumas mudanças para punir os plagiadores usar critério para descobrir quem é o plagiador e o plagiado porque uma hora dessas podemos ser acusados injustamente.Fiquei sabendo de uma moça que teve vários plágios na internet e o google puniu o blog dela tirando dos resultados de busca e isso deve ser desagradável demais né, porque um blog dá muito trabalho para manter-lo e agente e dedica tanto para ter o artigo copiado e ainda o outro ainda ser aclamado pelo público, mas tenho certeza que tudo se resolverá e quem te acompanha sabe que você jamais será capaz de plagiar alguém na internet.Olha se o seu advogado te passar alguma coisa sobre isso não esqueça de fazer um artigo para ajudar as pessoas a procurarem seus direitos!!!
    Abraços

  2. Rede União disse:

    "Enviei uma contra-notificação ao Blogger e os artigos puderam ser republicados, sem perda de conteúdo ou comentários."

    Olá Adelson, onde está então o artigo Lançamento do eBook “Blogger Seguro”? Ví ontem e depois sumiu!

    Water

  3. Allan Penteado disse:

    muitas vezes medidas simples como desabilitar o teclado o direito do mouse dificultaria o plágio.

  4. Tynn disse:

    Que "provas" serão essas?Você poderia me dizer que providencia tomar para que quando aconteça isso comigo eu tenha essas "provas"?

    Paranbens pelo blog esta excelente!

  5. Matheus disse:

    Olá Adelson,

    Esta realmente é uma prática horrível. Ainda quando a pessoa não entende que não e legal e você entra em contato e ela se desculpa e retira o artigo tudo bem.

    O problema esta quando os próprios plagiadores chegam a lhe xingar, como aconteceu comigo algumas vezes que fui pedir com educação para retirarem os artigos.

    Infelizmente isso nunca irá acabar, contudo assim como você, sempre que eu vejo um artigo meu plagiado eu denuncio. O Blogger negou 1 notificação minha em relação a plágio até hoje, e até hoje estou sem saber porque, principalmente porque o plagiador além de copiar o artigo, ainda copiou a parte que mostra o autor abaixo do título (WordPress), comprovando que era uma cópia.

    Lhe desejo sorte nas medidas a serem tomadas contra o cara que te denunciou! Se precisar de ajuda, só entrar em contato!

    Abraço!

  6. Samanta disse:

    Olá Adelson !!

    Maravilhosa esta postagem, já vai para os meus favoritos !!
    Infelizmente plágio é uma praga mesmo e acredito que devamos combatê-la sem medir esforços.
    Eu, quando tinha menos de 2 meses de blog, tive vários textos plagiados, e até fotos do meu arquivo pessoal, com imagens de parentes, meu marido e irmão !!
    O que me deixou pasma é que geralmente posto opiniões pessoais… O que leva uma pessoa a copiar uma opinião ? Inacreditável !
    Entrei em contato via comentários e e-mails e ainda tive que ouvir que estavam fazendo divulgação ( sem links….), mas bati o pé e pedi que retirassem do ar, felizmente deu resultado.
    Depois disso bloquiei o mouse e o control C, sei que não é infalível, mas diminuiu bastante. Mas paguei um preço, meu banner fica bloqueado e os leitores tem que entrar em contato para pegá-los…
    Periodicamente consulto alguns buscadores de plágio e me cadastrei em alguns sites que fazem este serviço.
    Quem faz uma postagem sabe o trabalho que dá, exige dedicação e tempo, e não acho justo de maneira nenhuma que o Autor seja prejudicado desta maneira.
    Se não sabe escrever, vai surfar, mas não saia por aí copiando textos !
    Um abração e boa semana !

  7. José Carlos disse:

    Bom dia
    Gostei do texto. É um assunto realmente relevante e deve ser percolado. Eu só tenho dúvidas quando vc diz que é plagio o caso em que partes de textos são copiados, mesmo referenciando-os e se faz um novo post.

    Pela definição de plágio, a wikipedia considera:

    "O plágio é o ato de assinar ou apresentar uma obra intelectual de qualquer natureza (texto, música, obra pictórica, fotografia, obra audiovisual, etc) contendo partes de uma obra que pertença a outra pessoa sem colocar os créditos para o autor original. No acto de plágio, o plagiador apropria-se indevidamente da obra intelectual de outra pessoa, assumindo a autoria da mesma". (ref: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pl%C3%A1gio).

    José Carlos

  8. Dr. Claudio disse:

    Eu gostaria de saber qual tipo de prova você possuía para se defender das acusações, afinal de contas, são apenas palavras na internet.

    O que, exatamente, devemos fazer quando somos acusados injustamente de plágio por nossos próprios e autênticos artigos?

    • Mirian C. Prado disse:

      Depois de apreciar a mesma matéria de minha autoria publicada em três jornais,num deles, li no alto do texto a assinatura de funcionária do jornal que permitiu tal vacilo.Mais tarde,uma amiga me telefonou dizendo que sabia de onde eu havia copiado os escritos.

  9. @sjodiel disse:

    Adorei. Agora, me dica, o que fazer quando o layout do blog é plagiado?

  10. TKevsirk disse:

    Concordo com o José Carlos.
    As vezes a pessoa só achou o seu conteúdo interessante e quis repassar para os seu leitores. Agora, fazer isso sem citar a devida fonte sim poderia ser tratado como plágio. Pois dessa forma, dá-se a entender que o próprio redigiu o texto.

    Quando eu vejo um artigo com a fonte citada, eu vou para a fonte comentar o artigo.

    Ainda assim, parabéns pelo Post. Vou publicar em meu blog. xD Brinks.

  11. Adelson Smania disse:

    @Vivian: É sempre chato quando encontramos nossa obra tendo sua autoria assumida por outras pessoas. É como você disse: é tão fácil copiar que as pessoas não se preocupam com isso. Quanto ao Google, ele já tem alguns mecanismos para detectar o plágio, mas nem sempre ele acerta.

    @Water: O artigo continua em seu link original (https://www.gerenciandoblog.com.br/2009/08/lancamento-do-ebook-blogger-seguro.html). Quando foi republicado, ele apareceu na primeira página, mas eu o deixei novamente com sua data original de publicação.

    @Allan: Desativar o mouse dificulta a cópia, mas não a impede. Em meu caso, isso é inviável de ser feito, porque há artigos em que forneço um código a ser copiado. Mas, pode ser uma saída para outros blogs.

    @Tynn: Uma das provas mais eficientes que encontrei foi o MyFreeCopyright, que você pode ver no rodapé do Gerenciando Blog. Ele fornece um código único, mostrando que você é o autor daquele texto e é aceito em situações assim. Você pode ver mais detalhes sobre ele em Blogosfera Legal. Outra evidência que pode ser levantada é a data de publicação do artigo: se a data do seu artigo for a mais antiga que as cópias, também é um bom indício.

    @Matheus: Concordo com você: infelizmente, o plágio nunca acabará. Por isso, é importante termos meios de nos defendermos contra ele.

    @Samanta: Em seu caso, o plágio é mesmo absurdo! Apropriar-se de textos de conteúdo pessoal é mesmo o cúmulo. Ainda mais com fotos pessoais! O mecanismo que você utilizou em seu blog dificulta a cópia, mas causa transtornos como o do seu banner. Uma pena termos que conviver com isso.

    @Luciano: As falsas denúncias podem nos perseguir em todo o lugar! Acho isso espantoso: o que leva alguém a tomar uma atitude dessas? Em meu caso, ainda acho que foi retaliação pelas denúncias que fiz. A ideia de colocar uma observação no rodapé é mesmo ótima! Eu já tinha antes uma mensagem informando que o artigo havia sido publicado originalmente no Gerenciando Blog – e mesmo assim não adiantava. A partir desta semana, fui mais incisivo, informando tratar-se de violação de direitos autorais.

    @José Carlos: Você tem razão em sua colocação: o plágio somente se configura quando há a apropriação de autoria indevido de uma obra. Mas, quem copia um texto sem autorização, mesmo citando a fonte, infringe a lei de direitos autorais, citada no meu texto. Não é permitido reproduzir uma obra, seja parcial ou integralmente, sem a autorização do autor. Isso é dito no artigo 29 da lei 9.610, que rege este assunto. O que é permitido, embora não haja um limite claro para isso, é citar pequenos trechos de uma obra, sempre referenciando o autor.

    @Dr. Claudio: A resposta à sua pergunta está um pouco acima, na resposta dada ao Tynn.

    @sjodiel: Você também pode fazer a denúncia ao Blogger quando ocorreu plágio do template. Veja mais detalhes no blog Blogosfera Legal.

    @TKevsirk: Como eu disse ao José Carlos, mesmo que haja boa intenção de divulgação, isso só pode ser feito caso haja autorização expressa do autor, ou isso esteja claro no blog de onde foi tirado o texto. Em qualquer outra situação, trata-se de uma infração aos direitos autorais e a pessoa poderá ser punida. Apenas para dar um exemplo, já encontrei blogs construídos somente com artigos de minha autoria, todos citando a fonte. Não vejo como isso possa ter sido feito com boa intenção.

    Agradeço o apoio e a participação de todos vocês! Grande abraço!

  12. Jackie Freitas disse:

    Oi Adelson querido!
    Eu já fui vítima, várias vezes…rsrs, mas denunciei ao Blogger e ao Google e fui prontamente atendida! Hoje, calejada, coloquei em meu blog alguns dificultadores de cópia e não tenho mais recebido pelos alertas do Google notificações de plágios… Sei que é trabalhoso mesmo, mas vale a pena preservarmos nossa integridade e direitos autorais, intelectuais e (no meu caso…rsrs) sentimentais!
    Grande post, amigo! Como sempre!
    Grande beijo,
    Jackie

  13. Irismar Santos disse:

    Valei pelas preciosas dicas, não tinha conhecimento da ferramenta Google Alerts.

    Valeu por partilhar

    Uma boa tarde

  14. Guta Schneider disse:

    Caro amigo,

    Seu artigo é excelente! Agradeço muito por compartilhar essas informações.

    Bjs,

    Guta

  15. Mary Miranda disse:

    Boa tarde!

    O plágio deve ser combatido porque, no mínimo, é crime.
    Tudo que é importante dá trabalho, e não devemos nos acomodar diante dos primeiros obstáculos.
    Adorei suas informações e guardei todos os links que podem nos ajudar, os blogueiros.

    Muito obrigada!

    Abraços,
    Mary:)

  16. Programas Afiliados disse:

    A data é o melhor meio para se verificar se um arquivo foi copiado ou não. O Google tem condições tecnicas de saber isso. Se não o faz… é porque não tem interesse.

    Só quando alguem reclama…

  17. Sion de Lucca disse:

    Adelson,

    Acho mais do que merecido fazer este reconhecimento público.

    Há uns quinze dias comecei a construir um blog com nenhuma experiência. Tinha apenas o conteúdo.

    O seu gerenciandoblog foi fundamental para que eu conseguisse torná-lo funcional e com uma boa estética.

    Obrigado.

  18. Guilherme Turatti disse:

    Não me preocupo muito com plágio, pois os sites que fazem isso, não terão jamais reconhecimento do Google, e se terei que me preocupar com algo é com o Google, mas sempre fico mau quando alguém copia algo de mim, pois escrevi aquilo, e depois vem um cara lá, e pega tudo na maior cara de pau, não cita fonte, e vai publicar em ocioso e linklog, isso que me dá raiva.

  19. Adelson Smania disse:

    @Jackie: Acho que todos que já temos algum tempo de estrada já sofremos com plágio. Felizmente, o Blogger costumar dar pronto apoio nesses casos. Obrigado por sempre participar! 🙂

    @Irismar: O Google Alerts é uma ótima ferramenta, não apenas para controlar o plágio, mas para monitorar qualquer assunto de seu interesse.

    @Guta: Obrigado pelos elogios! Espero que o artigo seja útil para você.

    @Mary: Realmente, o simples fato de ser um crime já é um bom motivo para combater o plágio. Confesso que isso cansa às vezes, mas insisto em tomar ações para denunciá-lo.

    @Programa Afiliados: Concordo com você: o Google tem condições de detectar, na maioria das vezes, onde está o artigo original. O problema é quando o plágio é publicado em um site que tem indexação mais rápida pelos robôs do Google – e isso não é raro de acontecer.

    @Sion: Fico extremamente feliz com seu comentário! Espero que sempre encontre aqui dicas úteis para a evolução do seu blog.

    @Guilherme: O grande problema do plágio é que ele disputa a atenção de quem faz a busca no Google. Há situações infelizes em que o plágio é apresentado antes do artigo original. Por isso, faço questão de tomar ações para combatê-lo.

    Abraço a todos vocês e obrigado pela colaboração com seus comentários!

  20. Germano Roberto disse:

    Eu sofro muito com isso tambem. Eu já sofri plágio até de sites de instituições de esporte e academias de acordo com o fairshare. Isso desvaloriza todo o trabalho que eu tenho para reunir as informações ler e montar um texto mais completo possível. Obrigado pelas dicas!!!

  21. Wellington disse:

    Combater o plágio é valorizar o tempo e trabalho que dedicamos para desenvolver um artigo original.

    Precisamos usar todas ferramentas disponíveis, para combater essa transgressão. É nosso direito obter reconhecimento pelo nosso trabalho.

  22. Adelson Smania disse:

    @Germano: A situação é ainda mais triste quando acontece com instituições e empresas, que acreditamos que deveriam ter mais cuidados com relação ao assunto. Em casos assim, a melhor opção é denunciar o plágio, para que a situação seja resolvida.

    @Wellington: Concordo com sua visão: o tempo utilizado para combater o plágio é um investimento que fazermos para proteger nosso capital intelectual.

    Abraço a vocês e obrigado pela visita!

  23. Conceitus de Beleza disse:

    Esse tema é mesmo polemico. Encontrei algo interessante, uma materia minha foi copiada, a pessoa do blog colocou que a materia foi tirada do Conceitus, até aí tranquilo, mas encontrei a mesma matéria copiada por outro blog que colocava reconhecimento para o blog que copiou de mim.
    Isto significa que um blogueiro copiou do meu blog e um outro copiou do blogueiro que copiou de mim.
    Assim ficamos parecendo um leite fervido muitas vezes, perdemos a personalidade em ciuma da matéria.

    Eu tenho materia que copiei, copiei um paragragrafa e acrecentei que se a pessoa quisesse a materia completa era só entrar na pagina tal…..

  24. Iúri disse:

    Grande Adelson,

    Sem dúvida esse tema gera grandes discussões, e qualquer um que já foi plagiado pode levar horas, ou melhor, escrever várias linhas relatando sua história.

    Eu mesmo já tive alguns artigos copiados, e a sensação é muito ruim. Porém, somente com os comentários consegui resolver o problema, quando o autor do plágio inseriu um link para o artigo original. O grande problema é que, nessa situação, muitos não visitam o artigo original, e comentam no blog do plagiador.

    Conheci o Google Alerts aqui, e desde então eu o utilizo – funciona muito bem!

    Um abraço.

  25. Adelson Smania disse:

    Olá!

    O pior é que isso é algo muito comum: a cópia impera em muitos blogs. Isso faz com que surjam casos como o que você cita, da cópia da cópia. O leitor fica sem saber quem é o autor daquele artigo.

    Quanto a citar pequenos trechos, com link para a fonte original, isso sim é uma forma de reconhecer o autor do artigo, levando visitas para seu blog.

    Um abraço e obrigado pela visita!

  26. Zane e Dada Guimarães disse:

    Estamos começando agora…E nosso medo é não sermos originais, de tanta coisa que tem na internet….O bacana é que não queremos colocar nada no nosso blog sem a devida autoria daquilo que publicamos nele. Este cuidado procuramos ter…Estamos seguindo teu blog. Muito nos ajudou. Obrigada

  27. Adelson Smania disse:

    Olá, Zane e Dada!

    Mesmo citando a autoria, ainda é necessário ter cuidados: vocês só podem publicar em seu blog artigos que tenham sido autorizados pelo autor ou onde haja um comentário informando que isso pode ser feito.

    Caso contrário, ainda estarão cometendo violação de direitos autorais.

    Um abraço e sejam sempre bem vindas!

  28. Zane e Dada Guimarães disse:

    É verdade! Também fazemos isso. Pedimos autorização. Queremos tua visita. E tua opinião. Se puderes fazer isto, por nós, ficaremos agradecidas.
    Um abração

  29. Jordan Miguel disse:

    O que fazer? Nada, não há para que fazer nada. Se você postou primeiro e tem visitas do google periódicamente, o mesmo não vai dar tanta atenção ao outro website que tem o mesmo conteúdo.

  30. Os carnavais do Estado do Rio disse:

    No meu caso, o site "inimigo" editou minha matéria, aliás, minhas matéris, reduzindo seu conteúdo. Se eu procurar os textos no Google, entre aspas, encontro apenas o meu, ou o dele. Ainda não segui as dicas desse post, o que farei a seguir, mas não poderia deixar de dividir minha indignação com alguém que já viveu a mesma "triste" experiência. No "expediente" do meu blog consta o jornalista responsável, no caso eu mesmo, e a equipe de colaboradores. No "dele", que é do wordpress e vinculado a um site de Niterói, não consta um nome sequer. Nem no tal blog, nem no site ao qual estão vinculados.
    abs. e parabéns pelo site
    Luiz Eugenio
    Jornalista
    Editor do blog Na Cadência da Bateria
    nacadencia.blogspot.com

  31. Adelson Smania disse:

    @Jordan: Não concordo em ficar sem fazer nada. Mesmo quando você é o autor do artigo original, há situações em que o Google mostra antes o link do local onde ele foi copiando, "roubando" as visitas do seu site. Assim, sou partidário de tomar as ações necessárias para que as cópias sejam retiradas do ar.

    @Luiz: É revoltante ter que passar por situações como a sua! Espero que você consiga a remoção da cópia do seu artigo.

    Abraço a vocês e obrigado pela visita!

  32. chesterzins disse:

    existem códigos javascript que bloqueiam o control c + control v em determinados trechos de seu site, é só dar uma pesquisada, são maneiras simples de lutar contra o plágio.

    Você se diz entusiasta do compartilhamento de conhecimento, mas você não acha que a agregação de conteúdo também não pode ser considerada como uma forma de compartilhamento do conhecimento? pense nisto

  33. Adelson Smania disse:

    Olá!

    Os códigos para evitar a cópia são outra forma para dificultar a cópia dos textos. Mas, como qualquer outro método, também não são infalíveis.

    Quanto à agregação do conteúdo, depende do que você entende por isso. Caso seja o que é feito em agregadores, onde é feita apenas uma chamada com link para o artigo original, concordo plenamente com você.

    Mas, se você refere-se a publicar o texto completo em outros sites, eu discordo. Mesmo quando há citação da fonte, isso atrapalha a visitação do artigo original. Quando não há a citação, trata-se de plágio.

    Um abraço!

  34. Rogério disse:

    Muito interessante seu post. Eu fiz uma historia e muitos ao meu redor gostaram, então como eu não tenho dinheiro para publicar, eu estava pensando em colocar na internet, mas sempre tive o medo de ser plagiado, e alguém usufruir dessa historia no meu lugar. O que você escreveu me ajudou muito em saber o que fazer. Valeu. Sucesso!

  35. Adelson Smania disse:

    Olá, Rogério!

    Infelizmente, não é possível impedir que sua história seja copiada. Mas, você consegue dificultar essa ação e mesmo rastrear páginas que copiem o seu trabalho.

    Um abraço!

  36. Thiago Leite disse:

    Certa vez descobri por acaso um plágio de um texto de meu blog. O contato que fiz com o site não resolveu, pois eles pediram provas. Como a data de publicação do artigo pode ser manipulada, recorri à data de publicação do texto no meu perfil do Facebook e no Twitter.

    Nesse ínterim, ocorreram episódios chatos envolvendo outro autor (plagiado pelo mesmo site) e amigos meus. Conto tudo com mais detalhes em dois posts:

    http://teianeuronial.com/obrigado-pelo-plagio/

    http://teianeuronial.com/coronelismo-virtual/

    Valeu pelas dicas, podem ajudar se isso ocorrer de novo.

    Abraço.

  37. Adelson Smania disse:

    Olá, Thiago!

    É muito chato quando descobrimos um artigo de nós sendo utilizado indevidamente, como se fosse de outro autor. Pior ainda no seu caso, que a pessoa não admite o erro.

    Quando isso ocorre, o melhor mecanismo que encontrei foi denunciar o fato ao Blogger, ao Google, aos programas de afiliados, hospedagem e qualquer outro serviço relacionado. É ruim chegar a esse ponto, mas é a única forma que encontrei para conseguir a remoção dos artigos em alguns casos.

    Um abraço e obrigado por compartilhar sua história!

  38. Fernando Borges disse:

    Olá! Será que você pode tirar uma dúvida?

    Vários textos dos meus dois blogs foram copiados integralmente em outros sites. Já denunciei e já consegui que que pelo menos uns 18/19 fossem retirados do google, mas a questão é que tudo isso é bastante estressante e cansativo, ainda mais quando tenho diversas coisas com o que me preocupar.

    Faz diferença para o meu blog se eu simplesmente ignorar esses plágios?

    Sei que conteúdo duplicado pode gerar punições tanto para o site com conteúdo original quanto para o copiador, mas li recentemente que agora o google consegue diferenciar o original do falso e que um sistema chamado Panda possui mecanismos eficientes de perceber coisas do tipo.
    Se isso for verdade, posso simplesmente ignorar esses plagiadores.

    Valeu!

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Fernando!

      Quando o Google consegue detectar que você é o autor original de um artigo, normalmente você não é prejudicado. O prejudicado será quem copiou o texto.

      No entanto, há situações em que essa verificação é falha. Um exemplo é quando o blog de quem copia é indexado pelo Google antes do seu. Neste caso, ele pode entender que você é o plagiador. Por isso, prefiro ter o trabalho de denunciar e remover quem copia meus artigos.

      Um abraço!

  39. Breno Fortes disse:

    Oi bom dia. Gostei muito do seu artigo e gostaria de tirar uma dúvida.
    Tenho um blog de tecnologia http://www.brenofortes.com/tecnologia é uma aérea que gosto muito mas faço por hobby.
    Posto muitos artigos da minha autoria porém gosto de pegar artigos de outros sites de tecnologia e postá-los empei blog para compartilhar com as pessoas. Porem sempre que faço isso coloco na pastagem que aquele artigo não é meu e sempre cito de onde tirei com o endereço da URL e o nome do g
    blog. Muitas vezes fico me perguntando se isso esta errado mas considero isso um clipping de notícias como eu mesmo falo no blog. Vc poderia me dar sua opinião?

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Breno!

      Para evitar problemas, o ideal é só compartilhar artigos completos quando você tiver uma autorização do autor para isso ou quando houver uma indicação expressa de que sua reprodução está autorizada.

      Caso contrário, o melhor é colocar apenas uma chamada para a notícia, com um link para o artigo original.

      Um abraço!

  40. Alessandra Brenga disse:

    Uma empresa que cria um facebook em seu nome e copia de diversos sites vários artigos interessantes referentes a atividade de sua empresa, está cometendo o plágio?
    O facebook seria o plágio do plágio do plágio???
    Ou no facebook está liberado copiar???
    Vale também para pessoa jurídica?
    Obrigada!

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Alessandra!

      O plágio ou a violação de direitos autorais ocorre independente da plataforma ou do tipo de pessoa (física ou jurídica) que o comete.

      Assim, se alguma empresa está republicando artigos sem autorização no Facebook, ela pode ser denunciada por cometer essas infrações.

      Um abraço!

  41. Zita disse:

    Olá obrigada pela atenção que dispensou ao meu caso de plágio. Já usei este seu artigo várias vezes para denunciar mais de 100 artigos plagiados meus…. O que se passa é que o google me respondeu que não tenho provas de ser eu a dona dos artigos…
    E trata-se de um blog que todos os dias copia artigos de politica de vários blogs e está cheio de publicidade a ganhar dinheiro á custa do trabalho dos outros. E eu já enviei ao goggle 4 listas cada uma com mais de 20 posts meus copiados por esse blog e eles não fazem nada. Ainda hoje mesmo copiou o meu ultimo artigo…
    http://apodrecetuga.blogspot.com/2012/03/116-mil-euros-do-estado-gastos-em.html
    plagio
    http://totalblog.clod5.com/2012/03/116-mil-euros-do-estado-gastos-em-almocos-e-outros-luxos-pessoais/
    Como é possível permitirem plagio tão descarado? Por isso eu queria ter um programa de direitos autorais que protegesse também os posts antigos e não apenas os que postei desde fevereiro, quando coloquei o myfreecopyright.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Zita!

      Agora entendi sua situação. É estranho o Google informar que você não tem provas de que tratam-se de artigos de sua propriedade. Normalmente, a data de publicação é suficiente.

      Infelizmente, não conheço uma opção para proteger artigos antigos. Imagino que seja mais complicado, justamente por ser difícil garantir que o material a ser protegido é mesmo seu.

      Um abraço!

  42. Paolla Milnyczul disse:

    É uma praga o tal do plágio. Sim, já fui plagiada três vezes. Com não consegui que o dono do blog ao menos citasse a fonte, denunciei o blog, e o Google deletou os artigos. Vira e mexe procuro textos meus por aí. Às vezes encontro trechos com links ou autor, mas tudo bem. Mas devido aos plágios, tive que colocar um script que não permite que meu texto seja copiado e colado. O problema é quem assina feed, ai não tem jeito… mas já é uma barreira.

    Paolla

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Paolla!

      Obrigado pelo seu testemunho! Mesmo com os scripts de proteção, ainda é possível copiar o conteúdo do blog. Mas, são formas para dificultar o plágio.

      Uma esperança nesse sentindo é que o Google vem refinando cada vez mais seus algoritmos, de forma a detectar o autor original do artigo e beneficiá-lo, fazendo com que os artigos plagiados sejam merecidamente punidos nos resultados de busca.

      Um abraço!

  43. Marcos Paulo Carvalho disse:

    Realmente, é frustante ter a obra plagiada. Consumimos tempo, não só com a parte de organização e edição, mas com muitas pesquisas para não deixar buracos e trazer informação o mais completa e útil possível, e alguém simplesmente o copiar.

    Ainda não tive, até onde eu saiba, nenhum plágio(nem visitas, toin). Todo o conteúdo(100 posts) de textos são feitos por mim, ainda tenho certas dificuldades com relação a imagens, preciso aprender mais nesse aspecto, estou engatinhando meu blog. Mas pretendo me precaver, antes que algo assim aconteça. E posts como esse onde relatam também a experiência do autor, mostrando que mesmos os grandes blogs tem esse problema, cria uma certa identificação. Deixando-nos mais ciente de como agir, pois um exemplo pessoal é, geralmente, mais valioso do que um abstrato ou meras palavras formais.

    Muito bom.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Marcos!

      Infelizmente, o plágio é um mal que assombra a todos que escrevem artigos originais na internet. Hora ou outra, todos nós acabemos sendo copiados.

      Mas, há o lado bom: o Google atua de forma rápida e eficiente para combater essa prática, bastando que façamos a denúncia da forma mostrada no artigo.

      Um abraço!

  44. Anônimo disse:

    acabei de ter um artigo plagiado, minha sensação foi de que meu blgo é superior ao do plagiador que não consegue nem fazer um conteúdo de própria autoria rarara

    • Adriano Luz disse:

      Olá!

      Realmente, quem copia um artigo e assume a sua autoria intencionalmente não tem capacidade de criar um igual. É triste ver que isso ocorre com tanta frequência!

      Um abraço!

  45. Anônimo disse:

    Bom dia Adelson tudo bem ?

    Parabéns um ótimo artigo !

    Gostaria de tirar uma dúvida por exemplo eu tenho um blog e pago para outras pessoas publicarem neles, ela pode usar esse mesmo artigo no blog dela ? Eu sei que para as técnicas de SEO é ruim, mais em relação a direitos autorais e plágio como ficaria ?

    Grande abraço

    Roberto

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Roberto!

      Obrigado pelos seus elogios!

      Quanto à sua dúvida, o ideal é que os artigos publicados em seu blog sejam únicos. Em termos de SEO, isso é realmente prejudicial.

      Quanto aos direitos autorais, eles continuam pertencendo a quem escreveu o artigo para você. A questão do plágio não se aplica neste caso, porque houve autorização do autor para a publicação.

      Um abraço!

  46. Valeria Fuschi disse:

    Ola, muito interessante seu texto, gostei muito.
    Gostaria de saber o que devo fazer quando é constatado o plágio?
    Percebi que haviam copiado uma matéria minha através deste link:http://www.copyscape.com/, que espero possa ajudar outras pessoas.
    No meu caso a pessoa copiou cerca de 50% do texto e todas as imagens, mudou parcialmente o título, e mudou a data de publicação, retrocedendo a minha publicação (como forma de alegar que a escreveu primeiro).
    Obrigada e espero obter sua ajuda.

  47. Elaine Gaspareto disse:

    Adelson, boa tarde
    Como sempre encontro aqui senão resposta ao menos um norte quando preciso de ajuda.
    Hoje recebi uma notificação do Blogger informando que uma postagem minha havia sido denunciada e que a mesma fora então revertida para rascunho.
    Fiquei pasma.
    A postagem em questão é um artigo de divulgação de uma cliente minha, cujo blog eu personalizei e como cortesia publiquei um texto exibindo os trabalhos delas em crochê. Ela trabalha com isso, e vende as peças.
    As fotos usadas no meu post foram enviadas por ela, e parte do texto escrevemos juntas.
    Fiquei passada.
    Já enviei a contranotificação mas ainda não tive resposta.
    O que fazer nesse caso? Esperar?
    Fico me perguntando o motivo que leva alguém a fazer isso, sendo que a postagem foi sinalizada como publicidade, a própria dona das fotos comentou, ela mesma divulgou.
    Uma pergunta: qualquer pessoa pode fazer uma denúncia?
    Aff, que coisa chata rsrsrs

    beijossss

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Elaine!

      Coisas assim chateiam qualquer um. Acredite, já passei por coisa pior: já houve um cretino (para não dizer algo pior) que copiou o texto de uma postagem minha para o blog dele, substituindo um artigo dele que era mais antigo que o meu, e me denunciou por plágio!

      Nas vezes em que tive problemas com isso, a contranotificação resolveu. No último caso, o processo foi um pouco demorado (acredito que em torno de 30 dias), mas meu artigo foi restaurado. Assim, se faz pouco tempo, sugiro aguardar um pouco mais. Caso já tenha passado bastante tempo, uma alternativa é você enviar uma resposta para o e-mail informando sobre o recebimento da contranotificação.

      E fico na torcida para que tudo se resolva da melhor forma para você!

      Um abraço!

  48. Kallás disse:

    Boa noite, Adelson!
    Achei bastante interessante o conteúdo do artigo!. Porém, tenho dúvida a respeito de uma circunstância diferente da que você abordou: é no caso de o próprio autor realizar cópias de seus textos, ou parte deles, para divulgar ou compartilhar seu site/artigo.

    Em outras palavras, criei um site recentemente para compartilhar minhas viagens e passeios e para poder divulgá-lo, por exemplo em fóruns relacionados ao assunto, gostaria de saber se há algum problema de o próprio autor replicar parte de um artigo seu, ou até mesmo quase todo o conteúdo, em outros sites para divulgação.

    E, mais, divulgar um texto que não existe no site original, mas, que serve somente para fins de replicá-lo em outros sites e criar o estimulo para que visitem o site do autor.

    Isso é prejudicial? É ruim para o autor ou para os sites onde o texto é replicado? Ou não haverá problema para nenhum dos lados envolvidos?

    Mais uma vez, obrigado!

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Kallás!

      Isso é algo que você deve evitar, pois você criará concorrentes para seu próprio blog.

      Quando o Google encontra textos duplicados, normalmente ele deixa de exibir um deles. Por isso, você pode acabar prejudicando seu blog, fazendo com que ele perca visitas, ao invés de receber mais.

      O que você pode fazer é criar chamadas para os artigos do seu blog, apenas com um resumo da postagem, com um link para o texto original em seu blog.

      Um abraço!

    • Kallás disse:

      OK.
      Etendi a questão, então, não será muito conveniente que eu mesmo faça cópias de parte de um artigo meu e apresente em outro site, mesmo tendo a intenção apenas de divulgar meu site. Vejo que isso não será bom para o meu site.

      Mesmo que dê trabalho, o ideal seria criar um texto personalizado e diferente para cada site em que desejo divulgar, como você comentou.

      Está esclarecido! Obrigado!
      Kallás.

  49. Fernanda Cesario disse:

    O que fazer?

    Fiz um curso preparatório para concurso e descobri que todo o conteúdo foi plágio da internete…Que atitudes devo tomar em relação a isso? Pode me auxiliar?

  50. Anônimo disse:

    Nem sempre é culpa do dono do blog o plágio, contratei um freelancer e pedi 40 artigos para ele, 19 no minimo era plagiado de outros blogs e demorei um pouco pra descobri isto, eu mesmo fiz a verificação.

    Investi nos 40 artigos 130 reais, sim o barato saiu caro!

    Agora estou vendo o que fazer, o que sei é que não podemos desanimar temos que correr atrás mas sem diminuir nossa produtividade.

    • Adriano Luz disse:

      Olá!

      Esse é um realmente um caso sério! Além de você ter perdido o seu dinheiro, ainda corre o risco de ser prejudicado por publicar textos duplicados em seu blog.

      Torço para que tudo se resolva!

      Um abraço!

  51. Anônimo disse:

    Muito bom o artigo.
    Uma dúvida: estou montando um site que vai anunciar conteúdo de parceiros; e provavelmente esses parceiros vão colocar um conteúdo muito similar ao que já existe em seu site institucional. Isso pode gerar algum problema de ranqueamento no google? – o google pode assumir que eu copiei o conteúdo ? Caso positivo, há alguma forma de impedir ?

    Obrigado
    Mauricio

  52. Bruna David disse:

    Olááá…
    Estou começando com blog agora e fiquei em dúvida, porque você colocou que mesmo citando a fonte é considerado plágio.
    Nas coisas que não são minhas eu faço uma citação de quem escreveu sobre o paragrafo e faço as referencias, como não tenho muita experiencia com blog agora não sei se pode ser feito isso.
    >Obrigada!

  53. Artur Baião disse:

    Olá,

    Quero agradecer pelo excelente trabalho que está fazendo no seu site e da maneira clara como escreve os assuntos do mesmo.Aprendi bastante com este artigo e ate me deu algumas ideias de como criar um programa automatico para detetar este tipo de assuntos.

    Obrigado e continue o bom trabalho

  54. junior fagner costa disse:

    Olá, gostaria de saber se posso estar fazendo algo de errado em meu blog, pois sou amante da fotografia e posto de um tudo… jr-lyber.tumblr.com to com essa dúvida pois tambem manipulo a foto alterando sempre nos tons de cores e sombreamentos pra avivar as imagens ao meu gosto, e por fim tambem coloco uma especie de marca-dágua… não querendo dizer que a foto é de minha autoria mais pra saber de que eu curti a imagem e que é de bom gosto e anunciando meu code-nome, será ki vc pode avaliar pra mim e tirar essa pekena dúvida , estou atento pra ver sua colocação obrigado. (Jr-Lyber)

  55. marcos p.luz disse:

    Boa tarde, é crime se eu copiar um artigo interessante, com o nome do autor que escreveu?

  56. Anônimo disse:

    Boa Noite! Fiz um trabalho de faculdade, mais ainda não entreguei com receio de ter plágio. Fiz uma consulta no site plagius e alguns trechos do trabalho estão exatamente igual da internet, há uma porcentagem do que pode ser copiado ou o trabalho tem q ser 100% sem cópia? Desde já agradeço a atenção.

  57. Eu falo eu grito eu conto disse:

    Como faço para denunciar um site que adota como regra a cópia de artigos e a apropriação de suas respectivas autorias.

  58. Eu falo eu grito eu conto disse:

    Como faço para denunciar um site que adota como regra a cópia de artigos e a apropriação de suas respectivas autorias.

  59. Unknown disse:

    Fazer denuncia a policia ira resolver meu problema?

  60. TUCA MARTINS DA SILVA disse:

    Olá!!! Como sempre vcs e a Elaine Gaspareto são a minha luz no final do túnel! Eu tô aqui para agradecer as dicas! E digo que vale a pena denunciar! Quem acha que não é possível denunciar no WordPress, eu digo que sim, é possível!!!! E foi graças a vcs!!! Muito obrigada!!! E Parabéns sempre!!!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.