publicação Camila Fiori

O que Fazer quando seu Artigo é Copiado

Infelizmente, o plágio é uma praga que assombra a todos que produzem conteúdo original , seja na internet ou fora dela. Na internet a maior dificuldade em combater o plágio está na facilidade com que um artigo é copiado e republicado em outros sites e blogs. Neste artigo, comento as experiências que tive até hoje ligadas ao assunto, incluindo um curioso e recente caso em que fui acusado de plágio – envolvendo artigos escritos por mim mesmo!

Introdução

O plágio é um problema incômodo. Ao escrever cada artigo meu, dedico algumas horas do meu tempo. Quando alguém copia um artigo meu, há consequências negativas para mim: corro o risco de ter meu artigo removido dos resultados do Google (embora eles normalmente consigam identificar quem é o autor original) e também corro o risco de perder visitantes para o site que o copiou. No rodapé do Gerenciando Blog, há a indicação de que os artigos daqui não podem ser reproduzidos sem minha autorização. E, claro, há a lei sobre Direitos Autorais que rege o tema. Mas, mesmo assim, eu poderia listar dezenas de sites em que encontrei artigos meus copiados textualmente, palavra a palavra, algumas vezes com indicação da fonte (o que mesmo assim não é permitido), e outras – o que é ainda pior – sem citação nenhuma, como se o artigo tivesse sido escrito pelo autor daquele blog. Recentemente, um artigo bastante completo sobre o tema foi escrito no Oficina da Net. Trata-se do texto Plágio na internet: o que fazer?, escrito pelo Luiz Castro. Aqui no Gerenciando Blog, já falei sobre o assunto no artigo Plágio: o que Fazer Contra essa Praga. Naquele artigo, cito algumas formas para você dificultar o plágio e detectar as cópias de seus artigos por outros autores. Mesmo assim, resolvi insistir no tema, contando minhas experiências no combate ao plágio ao longo destes anos que estou à frente do Gerenciando Blog.  

Como sei que meu artigo foi plagiado?

Há 3 ferramentas básicas que uso para detectar o plágio, todas grátis: 1. FairShare – Esta ferramenta é ótima porque seu funcionamento é automático. Após realizar seu cadastro, você será avisado automaticamente via RSS quando for encontrada na internet a cópia de um artigo seu. Mas, notei que a ferramenta não é 100% precisa, então as fontes abaixo também são de grande ajuda. 2. Google Alerts – É trabalhoso, mas você pode cadastrar um trecho de seu artigo no Google Alerts, e ele mostrará quando for encontrada alguma outra página que também possua aquele texto. Faço isso com artigos mais propensos ao plágio, como os que recebem mais visitas. Veja mais detalhe em Saiba antes com o Google Alerts. 3. Google – Regularmente, procuro no Google por trechos de artigos meus. É assustadora a quantidade de cópias que encontro assim.  

O que devo fazer quando encontro um plágio?

Quando você se depara com um artigo copiado sem sua autorização, há algumas ações que você pode tomar. 1. O primeiro e mais simples passo é entrar em contato com o autor e solicitar a remoção do seu artigo. Costumo fazer isso deixando um comentário no artigo ou enviando e-mail, quando o encontro no blog ou site. Em diversas situações que fiz isso, o caso foi prontamente resolvido. Isso normalmente funciona quando a pessoa que fez a cópia o fez por ignorar que isso é errado (o que ainda não justifica o fato). Em outras situações, a pessoa que fez a cópia não imaginava que esse fato seria descoberto. 2. O segundo passo, caso o primeiro não funcione, é denunciar o caso de plágio ao serviço onde ele está hospedado. Nisso, o Blogger é infalível: todos os casos que levei a ele foram resolvidos. No artigo Como denunciar plágio ao Blogger, do Dicas Blogger, há a explicação detalhada sobre como fazer isso. Se o blog estiver no WordPress.com, o artigo Como Denunciar Plágio no WordPress, do Dicas para Blogs, mostra o procedimento. 3. Caso não esteja em uma plataforma conhecida, você pode tentar o contato com o serviço de hospedagem onde está o site que o plagiou. Serviços de “whois” pode ajudá-lo a identificar onde está o conteúdo. 4. Se nenhum dos itens anteriores funcionar, você pode denunciar o plágio ao Google, que removerá esses resultados de sua busca se for comprovado o plágio. A denúncia deve ser feita através deste link, escolhendo na sequência as opções “Pesquisa na web do Google”, “Tenho uma questão legal que não foi mencionada acima” e “Encontrei conteúdo que pode violar meus direitos autorais”. Confesso que não é um processo simples combater o plágio, mas acredito que é um trabalho necessário para defender os meus direitos.  

 

O dia em que fui denunciado por plágio

Na semana passada, passei por uma experiência diferente: fui acusado de plágio, não só de um, mas de dois artigos escritos no Gerenciando Blog. Recebi uma notificação do Blogger de que os artigos Lançamento do eBook “Blogger Seguro” e Marca WordPress Muda de Mãos tiveram seu status mudados para “Rascunho” devido à denúncia de que eram fruto de plágio. Por curiosidade, procurei trechos desses artigos na internet e localizei diversos sites que os haviam plagiado. E eu estava sendo acusado disso! Como eu tinha provas de que os direitos de publicação original desses artigos eram meus, foi simples resolver o caso. Enviei uma contra-notificação ao Blogger e os artigos puderam ser republicados, sem perda de conteúdo ou comentários. Imagino que a denúncia foi uma tentativa de represália por outras denúncias fundamentadas que fiz. Estou verificando com minha advogada que ações tomaremos contra a pessoa que fez a falsa denúncia.  

Conclusão

Combater o plágio não é tarefa fácil. Há muitos que não se importam com isso. Particularmente, acredito que vale a pena fazê-lo: é uma forma de conscientizar as pessoas da gravidade dessa ação tão comum hoje em dia, e de evitar os prejuízos que ele acarreta.   E você, já foi vítima de plágio? Como você lida com esse assunto? Deixe seu comentário!

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

75 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.