Google SEO Camila Fiori

Você tem medo do Google Panda?

GooglePandaNesta última semana, o anúncio de que o novo algoritmo de buscas do Google – apelidado de Panda – passou a valer para os resultados em português causou alvoroço.

Alguns autores respiraram aliviados, enquanto outros estão arrancando os seus cabelos.

Isso porque a promessa é que, a partir de agora, serão privilegiados nos resultados das buscas os artigos com comprovada qualidade.

Neste artigo, explicarei o quanto você deve se preocupar com esta novidade.

Introdução

Você sabe o quanto os resultados do Google representam nas visitas que você recebe em seu blog?

Isso é fácil de saber através do Google Analytics ou de outra ferramenta que você utilize para acompanhar seus acessos.

No caso do Gerenciando Blog, mais de 65% das visitas que recebo hoje vêm do Google.

Isso mostra a importância de estar bem posicionado entre os resultados da busca.

Por outro lado, o Google também tem um desafio imenso: como mostrar aos seus usuários os resultados de buscas que são realmente importantes?

Falei sobre isso no artigo Google: presente e futuro das buscas na Internet, escrito no Itu.com.br.

O mecanismo de buscas evoluiu muito desde que foi criado.

Inicialmente, metatags e PageRank tinha um peso enorme para posicionar os resultados.

Isso dava abertura à utilização de técnicas – nem sempre honestas – com o objetivo de distorcer os resultados exibidos, o que fazia com que nem sempre fossem trazidos os melhores resultados na primeiras posições.

Essas técnicas desonestas são conhecidas como “black hat” (ou “chapéu preto”, numa tradução literal).

A resposta do Google para isso chegou no início deste ano e recebeu o carinhoso apelido de “Panda”: tratam-se de alterações impactantes no algoritmo que seleciona as páginas que serão exibidas nos resultados nas melhores posições.

A promessa do Google é que agora serão privilegiados os sites de qualidade.

Entendeu por que alguns autores e webmasters estão arrancando os cabelos?

Com essa atualização, a tendência é que as páginas de má qualidade que apareciam bem posicionadas nos resultado graças às técnicas de “black hat” agora caiam vertiginosamente de posição ou até desapareçam.

O resultado final é que o número de visitas que o Google envia para esses sites deve cair – e muito! – graças ao Panda.

 

O que isso muda para mim?

Vou começar pelo lado negativo. Você precisa ter medo do Google Panda se você:

  • Copia artigos de outros sites e blogs. O Panda abomina o plágio.
  • Não se preocupa com ortografia e gramática ao escrever seus artigos. O Panda promete ser um leitor exigente.
  • Enche seu blog de gadgets e imagens pesadas, que fazem o seu blog demorar muito para carregar. O Panda não tem muita paciência.
  • Coloca em seus artigos um monte de palavras sem relação com o conteúdo, apenas para que o Google o encontre. O Panda é esperto para descobrir isso.
  • Cria uma rede de sites apenas para colocar links para seu artigo. Novamente, o Panda descobrirá isso facilmente.

Por outro lado, o Panda será seu amigo se você realmente se preocupa em escrever artigos originais e de qualidade e trabalha para divulgá-los de forma honesta.

Se você já faz isso, deve ser privilegiado pelas alterações recentes. Simples assim.

 

Como saber se serei prejudicado ou beneficiado?

Em primeiro lugar, faça um exame de consciência sincero.

Você se enquadra em uma das categorias negativas que citei no item anterior?

Se o faz, abandone de imediato esse comportamento porque é altamente provável que você será prejudicado.

E, se você não o faz, passe a acompanhar atentamente o número de visitas que o Google lhe envia.

Se esse número crescer nas próximas semanas, é porque você foi beneficiado.

Se ele diminuir, é porque você caiu nas garras do Panda.

No Google Analytics, basta você acessar a área de “Fontes de Tráfego” / “Origens” / “Todo o tráfego” e clicar sobre o item “google / organic” que aparece na lista dos sites.

Você verá o gráfico das visitas trazidas pelo Google:

 

Panda01

 

Dicas para que o Panda seja seu amigo

Quer se tornar um amigo do Panda?

Escreva artigos de qualidade!

E, acima de tudo, não tente enganá-lo.

No ótimo artigo More guidance on building high-quality sites (“Mais orientações para construir sites de qualidade”), a equipe do Google dá algumas dicas preciosas.

Abaixo algumas orientações que podem ser extraídas desses e de outros artigos sobre o tema:

1. O seu principal foco deve ser os seus leitores, e não ficar bem posicionado no Google. Pedro Dias, também do Google, reafirma isso em uma entrevista dada à Escola Dinheiro.

2. Tenha o máximo cuidado com o bom português ao escrever seu seu blog. No artigo A Importância do Português Correto, eu já falava sobre isso.

Um ponto que foge a muitos é que também os comentários fazem parte do seu artigo.

Por isso, reluto muito em aprovar comentários com erros de português (e já fui muito criticado por isso).

3. Escreva artigos que realmente interessarão ao seus leitores e tenham relação com o tema do seu blog. Não faz sentido, por exemplo, escrever sobre a Sandy em um blog de Tecnologia apenas para atrair mais visitas.

4. Não copie artigos de outros sites e blogs – mesmo que você cite a fonte.

Conteúdo duplicado sempre foi um problema e isso deve se exponencializar com o Panda.

Se você gostou de um artigo, escreva suas próprias ideias sobre o tema e apenas cite o artigo original.

5. Otimize o seu blog para que as páginas sejam carregadas rapidamente.

O artigo A importância da velocidade de suas páginas dá dicas sobre como fazer isso.

6. Divulgue os seus artigos em agregadores confiáveis e redes sociais. Links obtidos honestamente continuarão tendo impacto positivo para os resultados das buscas.

7. Cuide de sua Taxa de Rejeição, mantendo o seu visitante interessado em seu blog.

Se você não sabe o que é isso, leia o artigo O que é Taxa de Rejeição e como diminuí-la.

Em resumo: cuide da qualidade de seus artigos.

Isso atrairá novos visitantes, manterá os atuais interessados e os estimulará a divulgar naturalmente o que você escreve.

Essa forma natural de ganho de popularidade é uma ótima indicação de que seu artigo merece aparecer bem posicionado.

E é isso o que o Panda busca.

 

Conclusão

Para quem sempre se preocupou com a qualidade, o Google Panda é um alívio.

A expectativa é que o mecanismo elimine – ou ao menos diminua – algumas distorções que aparecem nos resultados do Google.

É também ótimo para todos saberem que não é necessário realizar “magia negra” para ser bem visto pelo Google.

Isso torna a internet mais democrática, na medida em que é privilegiado o conteúdo de qualidade e original.

E você, está com medo do Google Panda?

Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião!

 

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

31 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.