infraestrutura serviços Camila Fiori

Como redirecionar seus domínios secundários para o principal

redirecionar130Uma dúvida comum de quem vai configurar um domínio próprio em seu blog é: qual domínio devo adquirir, .COM ou .COM.BR?

A melhor resposta é: AMBOS!

Você poderá configurar ambos para acessar o seu blog, não correndo o risco de perder visitas ou – pior – ver seu nome registrado por outra pessoa.

Aprenda neste artigo como apontar todos os domínios adquiridos para o mesmo blog.

Introdução

Registrar um domínio próprio para seu blog é um passo importante para sua evolução.

Um domínio próprio (www.seublog.com) passa aos seus visitantes a ideia de seriedade e comprometimento.

Além disso, permite que você mude livremente seu blog de plataforma (do Blogger para o WordPress, ou vice-versa) sem perder o seu endereço.

Já falei sobre isso no artigo Mudando para seu domínio próprio – Parte 1.

Quando chega essa momento, a dúvida que abri este texto é comum.

Na prática, não há grandes diferenças entre um registro .COM ou .COM.BR.

Essa diferença será sentida quando alguém tentar lembrar o endereço do seu blog.

Mas, se seu blog é voltado para o público internacional, por exemplo, não faz sentido colocar um .COM.BR. Para o Gerenciando Blog, escolhe o domínio .COM.BR e estou feliz com a escolha.

Mas, seja qual for a sua escolha, é importante que você registre e direcione para o seu blog também o outro domínio.

Tente acessar o endereço http://www.gerenciandoblog.com ou http://gerenciandoblog.com.

Você verá que ambos o direcionam para meu endereço principal.

Com isso, não corro o risco de alguém achar que meu domínio é um .COM e perder essas visitas (se bem que meu Google Analytics mostra que visitas vindas desses endereços são raríssimas).

Outro ponto importante é você preservar a sua marca: se você registrar esse outro domínio, não dará margem para outra pessoa fazê-lo.

Neste artigo, mostrarei como você pode fazer o direcionamento de seus domínios secundários para o seu domínio principal.

Se você ainda não registrou nenhum domínio para o seu blog, sugiro a leitura do artigo Domínio .com.br para seu Blog Ficou Mais Simples.

IMPORTANTE: As configurações que mostro neste artigo devem ser feitas apenas nos domínios secundários. Em seu domínio principal, deve ser realizada apenas a configuração de registros DNS para acessar o endereço original do seu blog.

Opção 1: Utilize os recursos fornecidos pelo seu domínio

Há diversas empresas onde você faz o registro do seu domínio que já oferecem o serviço de redirecionamento.

Neste caso, a configuração é bastante simples, bastando seguir as configurações específicas da plataforma.

Se você tem dúvidas se o seu domínio já possui o serviço de direcionamento, procure por opções com os nomes “Direcionamento”, “Redirecionamento”, “Forward”, “WebForward”, “Domain Forward”.

Procure também na área de Suporte ou Ajuda, para obter informações sobre como configurá-lo.

Abaixo estão exemplos de duas empresas que fornecem tal serviço, com instruções sobre como configurá-lo.

GoDaddy

O meu domínio .COM está registrado na GoDaddy. O serviço para redirecionamento está disponível na janela de “Domain Management”, na opção “Forward” / “Forward Domain”:

Redirecionar01 

 Na tela seguinte, basta preencher o endereço do seu domínio principal e clicar em “Ok”.

Redirecionar02





RedeHost

A RedeHost é um serviço nacional que também fornece o redirecionamento de domínios de forma bastante simples.

A opção está disponível na janela principal do do Painel de Controle, logo abaixo do domínio que você irá redirecionar:

Redirecionar03 

Na tela seguinte, você deve escolher a opção “Redirecionar para outra URL permanentemente” e preencher o endereço do seu domínio principal:

Redirecionar04

Deixo aqui meu agradecimento à Vivian, do interessante blog Universo em Você, por me fornecer o acesso ao seu painel da Rede Host.

Opção 2: Utilize o serviço grátis do FreeDNS

Atualização 27/07/12: Incluí esta nova opção, pois o Zone Edit (mostrado no item seguinte), agora é pago.

Se o seu domínio não possuir o serviço de direcionamento de domínio (como o Registro.br e o UOLHost, por exemplo), você pode utilizar serviços externos para isso.

Um dos mais simples e eficientes que encontrei foi a FreeDNS, que pode ser utilizado seguindo as instruções abaixo.

1. Acesse http://freedns.afraid.org/signup

2. Preencha as informações e clique em “Send activation e-mail”.

OpenDNS01_thumb 

3. Você receberá por e-mail o link para ativação do serviço. Clique no link recebido.

4. Você será levado de volta ao serviço. Clique na opção “Domains” na barra lateral esquerda.

OpenDNS02_thumb[2] 

5. Escolha a opção “Add a domain into FreeDNS”.

 

OpenDNS03_thumb[2] 

6. Preencha o nome do seu domínio em “Domain”. Preste atenção aos “name servers” que são mostrados abaixo dele (destacados na figura em azul).

Você deve preenchê-los nas configurações de seu domínio – e isso deve ser feito na empresa onde você o registrou.

Clique em “Submit”.

OpenDNS04_thumb[2] 

7. Você verá uma tela de confirmação, informando que seu domínio foi adicionado ao sistema.

No entanto, o funcionamento não é imediato.

Pode demorar até 24 horas para ele funcione corretamente, embora normalmente demore menos.

Para verificar seu status, basta clicar novamente em “Domains”.

No início, é normal que ele fique com o status abaixo:

OpenDNS05_thumb[2] 

Quando tudo estiver funcionando corretamente, ele estará como abaixo:

OpenDNS06_thumb[2] 

8. Clique agora na opção “Manage” que aparece ao lado do seu domínio (veja a figura do item anterior).

9. Clique na primeira opção da lista, que é o seu “naked domain” (ou seja, seu domínio sem o “www” ou outro endereço à frente).

OpenDNS07_thumb[2] 

10. Clique na opção “Forward to a URL”.

OpenDNS08_thumb[2] 

11. Preencha as informações conforme o exemplo abaixo, indicando o endereço para onde este domínio será redirecionado, e clique em “Save”.

OpenDNS09_thumb[2] 

12. Clique na opção “Subdomains”, na barra lateral esquerda, para exibir novamente a tela do item 9.

Desta vez, clique no item iniciado com “www”.

OpenDNS12_thumb[2] 

13. Crie um novo redirecionamento, agora com o endereço “www”. Ao terminar, clique em “Save”.

OpenDNS11_thumb

Pronto!

Seus redirecionamentos estão concluídos. Em alguns minutos eles já estarão funcionando corretamente.

Opção 3: Utilize o serviço pago da Zone Edit

Outro serviço que faz o redirecionamento, embora agora seja pago, é o Zone Edit.

Realizar o direcionamento lá é também bastante simples.

Basta seguir os passos abaixo:

1. Acesse https://www.zoneedit.com/signUp.html, preencha as informações e clique em “Sign Up” para criar sua conta grátis.

Redirecionar05 

2. Acesse sua conta de e-mail informada no cadastro e clique no link para confirmar a inscrição.

Faça o login com o nome de usuário e senha escolhidos no cadastro.

Redirecionar06 

3. Clique em “New Zone” para criar uma zona para o seu domínio.

Redirecionar07 

4. Preencha a caixa com o nome do seu domínio secundário e clique em “Submit”.

Redirecionar08 

5. Você verá que foram atribuídos dois registros do tipo “NS” para o seu domínio.

Vá até o serviço onde você registrou seu domínio secundário e configure estes dois NameServers nele.

Redirecionar09 

6. Nessa mesma tela, clique em “remove” para remover o registro A que foi criado automaticamente.

Redirecionar09A 

7. Clique na opção “WebForward” do menu.

Redirecionar10 

8. Clique em “click here to add Web Forwarding to this zone”.

Redirecionar11 

9. Preencha a opção “New Domain” com @ e “Destination” com o seu domínio principal.

Depois, clique em “add” para adicionar outra linha e preencha “New Domain” com www e repita seu domínio principal em “Destination”.

Ao final, clique em “Save”.

Redirecionar12 

10. Clique no botão com a figura de um globo terrestre para publicar sua zona.

Redirecionar13 

Agora, é só esperar até 24 horas até que as configurações estejam publicadas.

Quando tudo estiver pronto, ao digitar o endereço do seu em seu domínio secundário você será automaticamente levado ao seu domínio principal.

Conclusão

Com este artigo, espero ter conseguido mostrar que, independente de onde você fez o registro do seu domínio secundário, é possível – e importante – direcioná-lo ao seu domínio principal.

E você, possui domínios secundários apontando para o seu principal?

Compartilhe suas experiências sobre o assunto deixando um comentário.

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

156 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.