Google guest post SEO Camila Fiori

Queda de posições após o Google Penguin

GooglePenguinEste é mais um “guest post” escrito pelo Adriano Luz, do ótimo blog Publicidade na Web.

Além de escrever sobre SEO, monetização e dicas para blogs e sites, Adriano também oferece serviços de consultoria SEO.

Neste artigo, ele apresenta sua visão sobre as alterações mais recentes que o Google realizou em seu mecanismo de busca, que causaram impactos significativos nas visitas recebidas por diversos blogs e sites.

Introdução

No último mês, muitos blogueiros e webmasters sentiram o impacto das mudanças mais recentes realizadas no algoritmo do Google, apelidado de “Penguin” (ou Pinguim, em português).

Estas atualizações tem sido cada vez mais frequentes.

Neste ano já passamos por 3 atualizações do mecanismo anterior (veja o artigo Você tem medo do Google Panda?), mas esta última causou maiores alterações.

Vários sites e blogs que ocupavam as primeiras posições tiveram uma queda brusca no tráfego obtido através do Google.

Isto ocorre devido a avanços no algoritmo do buscador, que tem combatido cada vez mais a utilização de spam e de links de má qualidade.

O que mudou?

Com o Penguin, o algoritmo do Google ficou mais eficiente no combate a sites que possuem muitos backlinks de má qualidade, como aqueles de perfis de fóruns, post em fóruns de má qualidade, alguns sites de bookmarks e outros.

Embora o Google tenha notificado que a alteração de algoritmo geraria cerca de 3% de mudança nos resultados de buscas, o impacto que tenho visto foi bem maior do que o estimado.

Isso levou a alterações em posições de grandes sites e blogs, fazendo com que, na maior parte dos casos, os melhores sites tenham alcançado melhor posicionamento.

O objetivo do Google, como sempre, é melhorar a experiência dos usuários que o utilizam e esta mudança foi mais um passo neste sentido.

O que é “má qualidade” para o Google?

Exemplos de má qualidade são páginas com pouco conteúdo e baixo Page Authority.

Este último, para quem não conhece, é um índice criado pela SEOMoz na tentativa de conseguir critérios similares aos que os mecanismos de busca utilizam para rankear seus sites.

 

Estas características de site de má qualidade normalmente estão relacionadas a páginas criadas no intuito de gerar backlinks para sites e tentar subi-los artificialmente nos buscadores. Backlinks de má qualidade nem sempre estão ligados a práticas de “Black Hat SEO” ou “Webspam” que o Google visa punir, pois toda página acaba recebendo alguns links assim.

Qual o critério?

Essa punição não deve atingir todos os sites e blog, até porque não temos como controlar os links que são criados para nossas páginas.

Porém, o Google, através de índices históricos, consegue medir a proporção de links bons e ruins de um site de boa qualidade, fazendo com que dificilmente erre ao detectar que um site está fazendo uma prática incorreta de link building.

Além disso, outros critérios são utilizados, como variação da palavra-chave, variação de domínios etc.

Muitas vezes, seu site ou blog pode ter sido rebaixado nos resultados não pela criação recente de backlinks.

Como houve alteração no algoritmo, mesmo links criados há bastante tempo para suas páginas podem influenciar negativamente os resultados, o que gerou grande preocupação nos blogueiros.

Recomendação

É nítido que todo e qualquer blogueiro e webmaster busca sempre evoluir nos buscadores, porém é preciso cuidado para não extrapolarmos os limites éticos.

Se você teve problemas ou deseja se prevenir de possíveis quedas, a criação de link building deve ser revista como forma de tentar evitar este tipo de situação.

Em caso de problemas, buscar serviços de uma consultoria séria de SEO pode ser interessante e trazer bons frutos.

E você, notou diferenças nas visitas vindas do Google para seu blog nas últimas semanas?

Deixei seu comentário!

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

61 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.