Google SEO Camila Fiori

15 dicas de SEO do Google para iniciantes

SEO Google

Uma das maiores dúvidas de quem está iniciando um blog é o que fazer para que suas páginas fiquem bem posicionadas nos resultados do Google.

Recentemente, o próprio Google divulgou um vídeo onde são mostradas dicas básicas de SEO (Search Engine Optimization), ideais para quem está começando e deseja conquistar mais visitas vindas das ferramentas de busca.

São dicas básicas – mas importantes – e que podem ser aplicadas em qualquer blog.

Neste artigo, você verá uma compilação dessas dicas e como aplicá-las em seu blog.

Antes de continuar no vídeo, sugiro assistir este vídeo com dicas de SEO para iniciantes muito interessantes:

 

[Ads2Cash video=”https://www.youtube.com/watch?v=lO9IcVWTYGc”]

 

Introdução

O Google e as demais ferramentas de busca são fontes importantes de visitas para seu blog.

No caso do Gerenciando Blog, as visitas vindas dessas fontes correspondem a cerca de 75% do total de visitas recebidas.

Por esse motivo, é essencial tomar alguns cuidados para que seus artigos fiquem bem posicionados nos resultados da busca do Google.

Isso é fato: quanto mais bem posicionado seu artigo estiver, mais visitas ele receberá.

Uma ótima notícia é que, ao contrário do que ocorria muitos anos atrás, não é necessário lançar mão de códigos extravagantes e técnicas avançadas para ficar bem posicionado.

O próprio Google recomenda que você deve focar o conteúdo nos usuários e não nas ferramentas de busca.

Ou seja: se você escreve textos originais, de boa qualidade e organizados corretamente, você já terá cumprido os preceitos principais de SEO.

As dicas deste artigos foram extraídas do vídeo SEO essentials for startups in under 10 minutes (“Fundamentos de SEO para iniciantes em menos de 10 minutos”), produzido e publicado pelo próprio Google.

São dicas essenciais para quem está começando (e mesmo para quem é mais experiente).

Este artigo vale uma leitura cuidadosa.


Se você colocar em prática todas essas técnicas, notará sensível aumento nas visitas que você recebe vindas do Google.

Não acredita?

Faça o teste: aplique-as e acompanhe seus resultados nos próximos meses!

Vamos às dicas!

 

Dica 0 – Tenha um domínio próprio em seu blog

Esta dica não faz parte do vídeo, mas ela fica subentendida nas demais dicas.

Por isso, ressalto: configurar um domínio próprio em seu blog é essencial para você assumir o controle sobre o endereço do seu blog e transmitir uma sensação de maior comprometimento aos seus leitores.

Isso custa muito barato: pagando entre R$ 20 e R$ 30 por ano, você poderá ter um domínio próprio em seu blog – o que significa não ter mais o termo .blogspot.com nele.

Pense nisso como o primeiro e mais importante investimento que você deve fazer em seu blog: se você levá-lo a sério, conseguirá recuperar rapidamente este valor.

Mostro como fazer a configuração de um domínio .COM.BR no artigo Domínio .com.br para seu Blog Ficou Mais Simples.

 

Dica 1 – Faça redirecionamento entre endereço WWW e sem WWW

Quando você configura um domínio próprio em seu blog, você tem a opção de escolher entre ele ser acessado com o seu endereço com o WWW (que é o caso do www.gerenciandoblog.com.br) ou sem ele (por exemplo, o querocriarumblog.com.br).

Esta segunda opção é chamada de “naked domain”.

Para o Google, não há diferenças entre uma escolha e outra.

Mas, é essencial que ambas as opções de endereço, com e sem o WWW, estejam corretamente direcionadas para o seu blog.

Tente acessar, por exemplo, o endereço https://www.gerenciandoblog.com.br. Você notará que será automaticamente levado à página principal do Gerenciando Blog, com o WWW.

Isso é importante para que todas as propriedades de indexação de ambos os endereços sejam consideradas para seu blog.

Assim, se alguém cria um link para o endereço https://www.gerenciandoblog.com.br, eu recebo seus benefícios em termos de SEO.

Tanto o Blogger quanto o WordPress permite esse tipo de configuração.

 

É importante que o redirecionamento seja feito de forma “amigável às ferramentas de buscas”, o chamado “301 redirect”. Você pode fazer essa verificação na ferramenta http://www.webconfs.com/redirect-check.php.

 

Dica 2 – Inscreva-se nas ferramentas do Google para Webmasters

O Google oferece uma série de ferramentas grátis para os administradores de sites e blogs.

Tratam-se das Ferramentas do Google para Webmasters.

Essas ferramentas fornecem funcionalidades importantes de configuração de informações do seu blog para o Google e também lhes dão alertas quando há algo errado.

Por exemplo: você pode ser avisado quando seu blog estiver inacessível ou passar a exibir mensagem de “malware” e outras ameaças.

As Ferramentas podem ser acessadas pelo endereço https://www.google.com/webmasters, onde você deve inscrever os seus blogs.

No caso do Blogger, os blogs são automaticamente adicionados, o que facilita o processo. No artigo Google Webmasters: Mostre-se ao mundo eu falo mais sobre elas.

Uma dica dada no vídeo e que facilita muito o trabalho de acompanhamento é marcar a opção para “Encaminhamento de mensagens”.

Dessa forma, você receberá em seu e-mail as mensagens de alertas das Ferramentas para Webmasters.

Isso é bem simples de ser configurado: basta acessar essa opção no menu “Preferências” da página inicial e clicar em “Salvar preferências”, conforme mostrado abaixo:

Inscrição nas ferramentas para webmasters

 

Dica 3 – Tenha cuidado ao escolher um novo domínio próprio

Outra dica importante é com relação à escolha do domínio próprio.

Algo que nem sempre todos se preocupam é com relação ao uso anterior do domínio: será bastante prejudicial se você escolher para seu blog um domínio que já tenha sido utilizado para fazer spam ou divulgar artigos sem relação nenhuma com seu conteúdo atual.

Há algumas orientações para evitar isso:

  • Procure no Google pelo nome desse domínio (em meu caso, por exemplo, eu deveria procurar por “Gerenciando Blog”). Se o primeiro resultado não for a página principal do domínio, isso provavelmente significa que ele foi punido pelo Google.
  • Também no Google, procure pelo próprio domínio com o termo site: antes dele (como exemplo, em meu caso eu procuraria por “site:www.gerenciandoblog.com.br”). Essa consulta mostrará as páginas conhecidas pelo Google. Avalie os resultados mostrados.
  • Nas Ferramentas para Webmasters, acesse a área “Tráfego” / “Consultas de pesquisa” e avalie as palavras chave que levam visitas a esse domínio.

Caso você pretenda utilizar um domínio “problemático”, você deve ter ciência de que trabalho de SEO será bem mais difícil.

Será necessário tempo para se recuperar dos prejuízos causados pelo uso anterior e, possivelmente, o envio de um pedido de reavaliação ao Google.

 

Dica 4 – Utilize a ferramenta “Buscar como o Google”

Outra funcionalidade interessante que as Ferramentas para Webmasters oferecem é o “Buscar como o Google”.

Esta ferramenta é especialmente útil para os casos em que você não sabe se o Google encontrará um texto em determinada página do seu blog (como um índice montado dinamicamente, por exemplo).

 

Isso é feito na opção “Integridade” / “Buscar como o Google” do menu lateral.

Basta você preencher o endereço da página a pesquisar e clicar em “Buscar”.

Buscar como o Google

Uma vez realizado o processo, esse endereço aparecerá em uma lista na parte inferior dessa mesma tela, com a palavra “Processado” à frente da página inserida.

Se você clicar nessa palavra, você verá exatamente como essa página será lida pelo Google.

Por exemplo: minha página de índice cronológico dos artigos não é lida corretamente pelo Google, justamente por ser montada dinamicamente.

Outra funcionalidade interessante dessa mesma tela é que, após processar a página, é mostrada a opção “Enviar ao índice” à sua frente.

É útil realizar essa operação quando uma determinada página do seu blog não aparece nos resultados do Google.

No entanto, veja esta opção como um último recurso: mais útil é enviar às Ferramentas para Webmaster o “sitemap” do seu blog, como mostrei no artigo Google Webmasters: Sitemap.

 

Dica 5 – Inclua código do Google Analytics ou outra ferramenta de análise

Outra dica do Google é que você adicione em seu blog o código para uma ferramenta de análise como o Google Analytics.

Essa dica é importante mesmo que você não pretenda começar a analisar os seus dados de imediato, pois os dados só serão coletados a partir do momento em que você o colocar em seu blog, e é importante ter dados históricos para análise.

Instalar o Google Analytics em seu blog é bastante simples.

Se o seu blog está no Blogger, mostro exatamente como fazer isso no artigo Como configurar o Google Analytics em seu blog.
 

Dica 6 – Tenha cuidados com o design

O Google também recomenda que você tome cuidados com o design do seu blog, para que ele seja agradável e claro aos seus visitantes.

É importante que, ao chegar em seu blog, o visitante vindo do Google saiba exatamente onde ele está, evitando visuais confusos.

 

Um exemplo prático: imagine que o visitante encontre no Google uma página onde você falará sobre um determinado evento que ocorrerá em sua cidade.

Se, ao entrar naquela página, ele se deparar com gadgets mostrando animais animados, rádios para ele escolher uma música, vídeos com mensagens de motivação etc. dificilmente ele navegará em sua página até encontrar o que está procurando.

Parece exagero, mas há blogs onde é difícil encontrar o conteúdo mostrado pelo Google.

Assim, novamente foque o seu visitante: facilite sua navegação e destaque o seu conteúdo, e permita que ele encontre o que deseja.

Embora não pareça, isto não pode ser compreendido como parte do seu SEO, pois um bom layout ajuda a manter o visitante em seu blog após ele chegar vindo do Google.
 

Dica 7 – Defina sua conversão

“Conversão” é um termo utilizado para definir um objetivo que o visitante tenha ao chegar em seu blog – além de visitar e ler seus artigos.

Por exemplo: podem ser tratados como conversões a assinatura de seu RSS, a compra de um produto, o contato com você e outros itens.

O Google recomenda que as conversões sejam possíveis com o menor número possível de cliques.

Assim, evite que o visitante tenha que passar por diversas páginas diferentes para chegar onde ele deseja.

Dica 8 – Inclua palavras chave em seus textos

Este é um ponto muito importante do SEO recomendado pelo Google.

“Palavras chave” são os termos que os usuários digitam no Google e outras ferramentas ao realizar uma busca.

Por isso, ao escrever um texto, você deve sempre se perguntar quais são as palavras que as pessoas procurariam a respeito daquele assunto.

Se você tem dúvidas sobre as palavras chave adequadas, você pode utilizar a Google AdWords Keyword Tool para ajudá-lo.

A dica do Google é simples e eficiente: inclua em seu texto as palavras que as pessoas procurariam sobre aquele tema, de forma natural.

Ou seja: não faz sentido escrever um texto sobre o Google Chrome, sem citar nenhuma vez o termo “Google Chrome”.

Mas, também não é correto escrever um texto de dez parágrafos e citar o termo “Google Chrome” 20 vezes nesse texto.

Escrever de forma natural é fazer isso de forma equilibrada, como seria um texto escrito fora da internet ou uma palestra sobre o assunto.

 

Dica 9 – Responda as perguntas que seu visitante possa ter sobre aquele tema

Também é uma ideia interessante procurar responder antecipadamente as perguntas que seu visitante possa vir a ter ao ler seu artigo.

Se você está escrevendo sobre um produto de beleza, por exemplo, considere o que seus usuários gostariam de saber.

Qual a forma de usar? Custa caro? Exige algum cuidado especial?

Isso enriquece o seu texto, dá mais chances de seu artigo ser encontrado e faz com que o visitante permaneça mais tempo em sua página.

 

Dica 10 –  Inclua os elementos importantes em seus artigos

Ao escrever as postagens do seu blog, também há uma série de cuidados que você deve tomar:

 

  • Tópico único – Ao escrever um texto, procure não misturar assuntos diferentes. Não são atrativos para as ferramentas de buscas os textos que misturam assuntos diversos, pois elas dificilmente serão relevantes para cada assunto. Se você está com diversas ideias, é melhor dividi-las em artigos diferentes.
  • Título interessante – Escrever um bom título é um dos pontos mais importantes para o seu artigo (e merece um artigo inteiro). Mas, há algumas dicas básicas: seu artigo deve ser interessante, descrever bem o que você abordará em seu texto, fazer uso das palavras chave e nunca ser duplicado em seu blog. Fazendo isso, já será um ótimo atrativos para os seus artigos. Lembre-se: o título do seu artigo é a primeira informação mostrada no resultado do Google e pode ser a diferença entre o usuário clicar ou não nele.
  • Metatag “description” – Para mostrar a descrição do seu artigo nos resultados da busca, o Google tem duas opções: ele pode mostrar um trecho do artigo referente à busca realizada ou pode mostrar a descrição do seu artigo – caso você a tenha feito. Essa decisão é feita de forma automática, de acordo com critérios do Google. Tanto o WordPress quanto o Blogger permitem que você defina corretamente a metatag “description”. Para o Blogger, veja como fazer isso no artigo SEO no Blogger: Metatags.
  • Texto âncora em links – Quando você cita um artigo seu ou outra página do seu blog, evite colocar o link em um texto “clique aqui”. Isso é ruim porque o Google usa esse texto (chamado de “texto âncora”) para medir a relevância de uma página. Em vez disso, coloque o link em um texto interessante e que descreva o destino do link como “Como anunciar” ou “Política de Privacidade“, por exemplo.
  • URL correta – Outro fator levado em consideração pelo Google é o endereço de sua página. O Google recomenda que sejam utilizadas no endereço as principais palavras chave, em minúsculas e separadas por hífen. Felizmente, esta semana o Blogger liberou uma nova funcionalidade que permite que isso seja definido pelo usuário. Veja detalhes no artigo do Dicas Blogger: URL completa nos posts do Blogger.
  • Palavras chave no nome do arquivo, em minúsculas e separadas por hifens

 

Dica 11 – Utilize bem os “links do site”

Um recurso que o Google utiliza para destacar as páginas importantes de um blog ou site são os “links do site”.

Com ele, além da página principal, são mostradas também outras páginas abaixo do resultado principal, bem como parte do seu conteúdo.

Embora o Google crie os “links do site” automaticamente, você pode influenciá-los, como mostrei no artigo Definindo seus “links do site” que aparecerão no Google.

 

Dica 12 – Fuja das armadilhas

Outra dica importante, realçada no vídeo, é fugir das armadilhas.

Em outras palavras, não tente enganar o Google, com esquemas miraculosos para ganhar posições nos resultados das buscas.

Nos artigos sobre o Panda e o Penguin, foram citadas algumas situações que levam a punições pelo Google, tanto com perdas nas posições quanto com o banimento do índice – o que é um desastre para qualquer blog.

Pontos essenciais neste tópico:

 

  • Não contrate empresas que garantem que você estará na primeira página dos resultados do Google. Ou se tratam de resultados pagos ou enganação, pois não ninguém pode garantir isso.
  • Não participe de esquemas de trocar de links e nunca compre ou venda links “dofollow”. Isso é proibido pelas diretrizes do Google. Caso não saiba o que é isso, sugiro a leitura do artigo O que é Nofollow?
  • Não privilegie o visual em detrimento do conteúdo. Seu conteúdo sempre será o elemento mais importantes do seu blog.

 

Dica 13 – Diminua o tempo de carregamento de suas páginas

Quanto mais suas páginas demorarem para ser carregadas, maior é a chance de que o visitante vindo do Google as abandone sem mesmo ler.

O que é pior: dificilmente ele voltará ao seu blog. Por isso, é importante que suas páginas carregue no menor tempo possível.

A dica básica para isso é manter em seu blog somente o que é necessário e útil ao seu visitante.

Para mais informações e dicas para otimizar a velocidade do seu blog, sugiro a leitura dos artigos Como Aumentar a Velocidade de Carregamento do BlogA Importância da Velocidade de suas Páginas.

 

Dica 14 – Seja o número 1 com o nome do seu blog

Seu primeiro desafio de SEO é conquistar o primeiro lugar nas buscas do Google para o nome do seu blog (especialmente se ele é a sua “empresa”).

Para verificar isso, faça uma busca no Google com o nome do seu blog (o mais indicado é que seja feita uma busca utilizando o recurso de navegação “anônima” do seu browser).

A situação ideal é que você tenha um resultado como o abaixo, que mostra a busca por Gerenciando Blog no Google.

Veja que são mostrados a descrição do blog, o nome e foto do autor e os links do site.

 

Resultado do Google

Seu próximo desafio é ficar bem posicionado nos resultados de buscas para as palavras chave que você trata em seus artigos.

Novamente, as Ferramentas para Webmasters podem ser úteis para essa análise.

Caso você ainda não tenha bons posicionamentos nas buscas, é hora de trabalhar na obtenção de links para o seu blog.

Eles podem ser conseguidos comentando em outros blogs e assinando corretamente, participando de fóruns de discussão sobre os assuntos que você trata, utilizando bons agregadores de notícias e, o mais importante: conquistando links naturais em outros blogs.

Você obtém estes links escrevendo artigos originais e de qualidade.

 

Dica 15 – Utilize bem as mídias sociais

Utilizar bem as mídias sociais (como as redes sociais, como Facebook, Twitter e Google+) é essencial para o sucesso do seu blog.

Com elas, você consegue criar uma comunidade ao redor do seu blog, que potencializa a divulgação do seu blog.

Uma dica importante do Google é utilizar as mídias onde os seus potenciais visitantes estão.

Um exemplo extremo: se você fala sobre um produto que ainda gera grande repercussão no Orkut, vale a pena utilizá-lo para divulgar o seu blog.

Se os seus visitantes estão no Facebook, é ele que deve ser utilizado.

É importante interagir com a comunidade que você cria.

Ou seja: vale a pena utilizar ferramentas para automatizar a divulgação, mas é essencial que as pessoas percebam que há uma pessoa interagindo com elas.

Por isso, responda dúvidas, divulgue notícias manualmente e interaja com seus fãs e seguidores.

Abaixo estão alguns artigos importantes para o bom uso das redes sociais com seu blog:

 

Conclusão

Você deve ter notado que não se tratam de dicas mágicas para conquistar a primeira página do Google.

Melhor do que isso: com estas orientações, o Google nos mostra que qualquer um que tenha boas ideias e produza conteúdo de qualidade pode ficar bem posicionado nos resultados das buscas.

E esta sempre será a melhor técnica de SEO: escrever textos originais, interessantes e de qualidade.

É isso o que atrai backlinks e visitantes aos nossos blogs.

Estas dicas são um complemento a essa linha central e devem ser sempre colocadas em prática a cada novo artigo que escrevemos.

Gostou das dicas?

Você já as pratica ou pretende colocá-las em prática?

Divida suas opiniões com os demais deixando um comentário!

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

132 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.