Google infraestrutura Camila Fiori

O fim do Google Apps grátis

Fim do Google Apps grátisO Google Apps foi sempre minha indicação para quem desejava ter um e-mail de qualidade em seu domínio próprio sem pagar nada por isso.

Infelizmente, o Google anunciou o fim da versão grátis do Google Apps na última semana.

Neste artigo, mostrarei o isso mudará para quem já utiliza o Google Apps e quais são as alternativas para quem pretende utilizar e-mail em seu domínio próprio.

Introdução

Para quem tem um domínio próprio, ter um e-mail nesse domínio é uma ótima prática.

Traduzindo: ter um e-mail em meu domínio me permite enviar mensagens pelo endereço [email protected], em vez do meu antigo endereço [email protected]

Embora na prática o resultado seja o mesmo, há uma “sensação” de maior profissionalismo por que recebe e-mails vindos do domínio.

Em caso de empresas, essa “sensação” é ainda mais importante: parece descaso uma empresa anunciar como e-mail de contato endereços como [email protected] ou [email protected]

O Google Apps era a solução perfeita para esses casos: para quem já tinha um domínio próprio, ele permitia ter um e-mail de qualidade nesse domínio sem pagar nada por isso.

No início, o Google permitia 100 contas grátis por domínio, depois 50 e, recentemente, apenas 10 – que já era uma número suficiente.

Infelizmente, isso mudou no dia 06/12/12, com o anúncio feito em seu blog oficial e publicado um dia depois no Brasil, com o título Mudanças no Google Apps for Business.

Nesse artigo, o Google anuncia que não existe mais a versão grátis do Google Apps para empresas. Em resumo, ele dá 3 opções para e-mail:

  • Escolas e outras instituições de ensino continuam podendo utilizar a versão grátis do Google Apps for Education.
  • Empresas devem utilizar o Google Apps for Business, que é pago e custa US$ 5 por usuário por mês. Uma das vantagens alegadas pelo Google para esta edição é o suporte online 24 horas por dia.
  • Os demais usuários devem utilizar o GMail, sem a possibilidade de utilizar seu domínio próprio.

O que muda para quem já usa o Google Apps?

Para quem já se inscreveu na versão grátis do Google Apps, há uma boa notícia: o serviço continuará funcionando normalmente e de graça.

Ao menos, é o que o Google informou em seu comunicado: “Note que essa mudança não afeta nossos clientes atuais, incluindo aqueles que usam a versão padrão.”

Por isso, não motivo para você se preocupar.

Assim, a péssima notícia só afeta quem ainda não se inscreveu no serviço.

Para estes, infelizmente não será mais possível inscrever-se para utilizar gratuitamente o Google Apps.

Pelas informações que consegui até o momento, essa restrição também se aplica quem registrar um novo domínio pelo Blogger (que antes dava direito a uma conta grátis no Google Apps).

Aparentemente, essa operação só permite agora a avaliação grátis do Google Apps por 30 dias, sendo necessário contratar depois a versão paga para continuar utilizando-a.

Quais são as alternativas?

Há algumas alternativas que você pode adotar para ter um e-mail em seu domínio próprio, algumas grátis, outras pagas.

Abaixo estão listadas algumas delas:

1. Tente realizar a inscrição no Google Apps pelo App Engine Admin Console

De acordo com informação de um funcionário do Google no grupo do App Engine, ainda é possível utilizar gratuitamente o serviço, mas com apenas 1 conta.

Não se trata de inscrição direta, mas através de um link diferente.

Ainda não realizei os testes, mas seguem as instruções para quem quiser tentar este método:

1. Acesse https://appengine.google.com/start e siga as instruções para inscrição.

 

2. Cadastre um aplicativo com qualquer nome.

3. Na área “Administration” / “Application Settings”, clique em “Add domain…”.

4. Clique no botão “Sign up for Google Apps Standard” e siga as instruções do artigo Google Apps: e-mail grátis para seu domínio.

2. Utilize o Windows Live

Da mesma forma que o Google, a Microsoft também oferece um serviço de e-mail grátis em seu domínio próprio.

A diferença é que você acessará o seu e-mail através da interface do Hotmail.

Um diferencial do Windows Live é que ele permite a criação de até 500 contas grátis em seu domínio – o que é uma quantidade mais do que suficiente.

Para criar uma conta no Windows Live e configurar o seu e-mail, veja as instruções detalhadas no artigo E-mail grátis em seu domínio no Windows Live.

3. Utilize uma empresa de hospedagem

Outra opção – mas paga – é contratar os serviços de uma empresa de hospedagem, como a KingHost, o UOLHost ou outras.

Normalmente, essas empresas oferecem serviços de e-mail em seus planos de hospedagem mensal.

As instruções de cadastro e configuração variam de acordo com a empresa.

Também é importante que você confirme com eles se o e-mail está incluído no valor que você pagará.

4. Contrate o Google Apps for Business

Se você faz questão de utilizar o Google Apps para sua empresa, também vale a pena avaliar a versão paga do produto.

Além do e-mail, você terá acesso a um grande número de serviços do Google integrados ao seu domínio, como o Google Sites, Calendário e muitos outros.

Dependendo do porte de sua empresa, o investimento de US$ 5 por usuário por mês pode sair mais barato que manter o e-mail em sua infraestrutura interna.

Conclusão

É uma pena que o Google tenha abandonado a versão grátis do Google Apps.

Já utilizo o serviço há 3 anos e ele é, sem dúvidas, um dos melhores serviços que utilizo agregado ao Gerenciando Blog.

Não acredito que o Google voltará atrás em sua decisão.

Assim, espero que uma das alternativas acima solucionem o problema para quem ainda não havia se inscrito no Google Apps e ainda deseja ter e-mail grátis em seu domínio próprio.

E você, o que pensa sobre essa decisão do Google?

Conhece outra alternativa de e-mail grátis?

Deixe um comentário e compartilhe sua visão com os demais leitores.

Sobre o autor | Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

158 Comentários

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.