Google SEO Camila Fiori

5 dúvidas [e soluções] para quem trabalha com SEO

Dúvidas de SEOSEO é sempre um tema interessante.

Por mais artigos que eu escreva sobre o assunto, sempre há um novo aspecto a ser tratado.

Neste “guest post” escrito pela Julia Bettega, da FastCom, serão abordadas 5 dúvidas comuns sobre o tema, com suas respectivas respostas.

Introdução

Há algum tempo, o Gerenciando Blog mostrou algumas dicas de SEO para os amadores.

Hoje, nós iremos explorar o tema ainda mais fundo, elencando aqui perguntas comuns para quem constantemente realiza análises e monitora as visitas do site por meio do Google Analytics.

Vez ou outra nos deparamos com questões complicadas, que nos deixam com a “pulga atrás da orelha” e não sabemos como resolver.

Uma coisa é certa: deixar como está não vai resolver, muito pelo contrário, há problemas no site que precisam ser resolvidos com urgência para que o tráfego da sua página não fique comprometido.

Dúvidas de SEO


1. Por que minhas visitas caíram?

Você constrói uma página bacana, elabora conteúdos periódicos e já sabe bem quem é o seu público-alvo, porém, de uma hora para outra, você percebe, em uma pequena análise no Google Analytics, que o tráfego do seu site está cada vez mais baixo – quase despencando mesmo.

E aí, o que fazer?

É claro que cada caso é um caso, mas de maneira geral podemos encontrar alguns culpados para tal problema: o primeiro motivo são as questões técnicas: nenhum usuário quer entrar em uma página lenta ou com links quebrados.

Outra possibilidade são as atualizações nos algoritmos no Google.

Google? Como o Google pode influenciar no tráfego do meu site?

Simples. Entenda o usuário como pessoas que buscam quase tudo o que querem pelo Google.

Tal buscador utiliza métodos para ranqueamento, ou seja, o que está em primeiro, segundo, terceiro lugar e assim por diante.

Se por algum motivo (o que acontece sempre) ele atualizar estes métodos do banco de dados, seu site pode perder pontos neste ranqueamento e desaparecer aos olhos do usuário.

Aí isso é sentido no GA. O tráfego caiu vertiginosamente.

Muitos usuários sentiram isso recentemente com a atualização do algoritmo chamado carinhosamente de Hummingbird.

Para se recuperar, você deve estar atento a estas atualizações e não se deixar abater por esta queda de tráfego.

Procure auxilio em fóruns, procure por pessoas que passaram por problemas parecidos e, claro, deixe o seu site em dia.

Como você queria que estivesse caso entrasse em seu site favorito.

Dúvidas de SEO


2. Por que a taxa de rejeição aumentou?

A taxa de rejeição no Google Analytics é uma porcentagem de visitas que entram em seu site e, por um motivo ou outro, saem da página.

Tal problema pode estar associado ao conteúdo encontrado pelo usuário na página de destino e também pode estar relacionado a problemas de navegabilidade.

Porém, outros fatores fazem a diferença.

Na teoria, quanto menor esta porcentagem, mais o seu site é bem visto pelo usuário, quanto maior, menos satisfeito está o usuário, pois ele não encontrou o que queria na sua página.

Porém, ele não deve ser encarado como uma regra.

E todas as taxas de rejeição fornecidas pelo GA precisam de análise – tanto do site como um todo quanto das páginas de conteúdo.

Caso queira fazer alguma alteração, faça o teste acompanhando os números bem de perto.

3. Por que o Google não indexa meu site?

Por várias razões o Google pode optar por não indexar o seu site e isso varia muito de site para site.

Podem ser as questões de navegabilidade já mencionadas aqui, pode ser problemas de “black hat” (ações mal vistas pelos buscadores) ou também de também questões de autorização de indexação – um exemplo está nos blogs feitos no WordPress que possuem a possibilidade de não autorizar que o Google indexe as páginas em seu banco de dados.

Tudo isso deve ser observado!

Dúvidas de SEO


4. Como mensuro a conversão?

É muito interessante configurar a aba conversões no Google Analytics.

Mas é importante adiantar que a conversão, neste caso, não representa necessariamente o lucro.

Ao configurar as metas do GA é possível criar objetivos que podem ser assinatura de um feed, preenchimento de um formulário ou qualquer outra ação realizada pelo o usuário.

Isso é importante para entender como o usuário se comporta e se não há ‘ruídos’ entre o site e o usuário.

5. Devo encher meu texto com palavras-chave?

Colocar palavras-chave em seus textos e landing pages não é algo contraindicado – até facilitam as buscas realizadas pelos usuários.

Porém, nada de robotizar o conteúdo e encher de termos, achando que isso vai fazer você subir de posição nos buscadores.

O conteúdo precisa ser de qualidade e focado no que o seu público-alvo deseja quando encontra o seu texto. Sempre pense neles.

Dúvidas de SEO



Fonte: FastCom

Imagens: loffee.com e Getty Images




Classifique este post

| Website

Apaixonada por comunicação. Formada em Jornalismo e blogueira por Hobbie. Atual responsável por este e vários outros blogs de Internet Marketing.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

6 Comentários

  1. Edigley Alexandre disse:

    Olá, Julia! Olá, Adelson! Tudo bem com vocês?

    Quero comentar sobre o primeiro tópico.

    Como você disse, Julia, cada caso é um caso, n fatores podem contribuir para a baixa de visitas. Mas, e quanto o contrário acontece e o page rank diminui? O que aconteceu? O número de visitas no meu blog só tem aumentado, com tráfegos maiores do Google e Facebook.

    O que especificamente fez com o page rank caísse? Seria os tais de links de má qualidade?
    Quando eu devo saber que um link é de má qualidade ou não?

    Tento ao máximo contextualizar os artigos que escrevo e apontar links relacionados com ele. Isso é errado?

    Um abraço!

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Edigley!

      O PageRank não tem relação direta com o número de visitas que o blog recebe. Ele é hoje apenas um dentre muitos fatores que o Google utiliza para posicionar seus artigos nos resultados das buscas.

      O PR só é mesmo influenciado pelo número e qualidade dos links que apontam para o seu blog. Quando ele cai, significa que, ou há agora menos links apontando para o seu blog, ou o PR deles caiu, ou eles apontam para mais sites (e o peso que eles têm foi dividido com eles).

      Mas, isso não é motivo de preocupação. Se outros fatores indicam a evolução do seu blog, significa que você continua no caminho correto.

      Um abraço!

    • Edigley Alexandre disse:

      Olá, Adelson!

      Obrigado pelo esclarecimento.

      Abraço!

  2. FastCom disse:

    Olá Edigley, como vai?

    A observação do Adelson Smania foi ótima, mas outro ponto interessante que podemos falar é sobre o lado prático do trabalho com links e como mensuramos a qualidade deles. Links internos dentro dos seus artigos são bem interpretados pelos buscadores que julgam aquele conteúdo relacionado como um complemento à leitura do usuário. Agora, quando se trata de links externos que apontam para páginas do seu site, aí sim se deve tomar cuidado. Links em demasia ou até mesmo a troca de links entre sites são mal vistos pelos buscadores e o resultado é a queda de posição no ranqueamento.

    Abraços!

    • Edigley Alexandre disse:

      Olá!

      Troca de links não é comigo. Quase todos os dias recebo pedidos deste tipo. Mesmo que o tráfego seja bom, pra mim não adianta, eu recuso.

      Sobre links externos, como eu controlo quem linka para o meu blog? No Google Ferramentas para Webmasters, vejo dezenas de blogs que copiam meus artigos na íntegra ou partes deles e linkam para o artigo original. Errado ou não, há aí o link externo. Como controlar quem linka? Impossível!

      Geralmente os links externos do meu blog, trazem conteúdo relacionado com o conteúdo de ambos os blogs.

      Sinceramente eu fico confuso. (risos)

      Abraço!

  3. A Casa das Redes disse:

    Muito útil, obrigado!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.

Sem tempo para Criar Conteúdo para seu blog?

E se você tivesse uma Agência produzindo seu conteúdo de GRAÇA?
EU QUERO!
Não, eu tenho tempo de sobra!
close-link
Quer aprender como R$173.571,73 como Afiliado em 4 meses?Quero Assistir o Vídeo!