Dominio: gerenciandoblog.com.br
Chave: 00e39a4dc6309327334fa422703bddd1e83c509f
Hora do cache: 1490534354
Vida do cache: 1490793554
Status: 1
Mensagem: Licença válida
Chave do Pedido: 11808bbc6205bade68f0b70c302eaa74d4305945
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Hospedagem - 728 x 90

Google SEO

Google alerta novamente sobre os perigos dos backlinks não naturais

Links não naturais
Entenda os riscos que você corre sempre que conquista um link para o seu blog de formas “não naturais” e quais são as formas honestas para obtê-los.

Introdução

Este é um assunto recorrente aqui no Gerenciando Blog. Já falei sobre ele em alguns artigos anteriores:

Um link “não natural” é todo aquele que aponta para o seu e não foi criado de forma espontânea. O link mais natural possível seria aquele que outro autor criou para um artigo seu, após lê-lo e gostar dele.

No artigo recente Links não naturais em websites e pedidos de reconsideração, o Google fala bastante sobre isso. Explica quais são os riscos dos links não naturais e porque você deve evitá-los.

É um artigo que “pega pesado” nessa questão, e que merece ser lido para entender a gravidade da situação.

No texto, o Google é bem enfático: não compre, venda, troque ou peça links. Isso gera os links não naturais que o Google tanto detesta, o chamado “webspam”.

Quando o Google detecta esses links, eles podem punir os sites envolvidos, tanto aquele onde o link está quanto aquele para o qual o link aponta.

A punição pode ser feita pelo rebaixamento nos resultados das buscas ou mesmo pela exclusão do seu blog do índice do Google. Terrível, não?

Mas, é fácil entender o motivo pelo qual o Google odeia tanto e persegue esses links: os backlinks são um dos fatores importantes para o Google determinar a importância de um site, e utilizados para definir a posição em que esse site será mostrado nas buscas.

Qualquer link que seja criado com o único objetivo de influenciar nesse resultado compromete a qualidade do Google e tira a confiança do usuário.

Então, o Google perde com isso.

Quais links devem ser evitados?

Lembre-se da frase do Google que coloquei logo acima: não compre, venda, troque ou peça links. Todo link obtido dessa forma deve ser evitado.

É importante você perceber que isso pode afetá-lo de duas formas: você não deve criar links “não naturais” apontando para o seu blog, e nem criar links “não naturais” em seu blog apontando para outros sites.

Alguns exemplos que devem ser evitados:

  • Nunca escreva para um autor de outro blog sugerindo uma “parceria” que se resumo na troca de links. Vocês dois podem ser prejudicados se fizerem isso. Em vez disso, indique em seu blog (especialmente em suas postagens) os links de outros artigos ou blogs que você considera realmente importante para seus leitores. E não espere um link em troca!

  • Não caia na história de pessoas e empresas que pedem que você publique seus artigos, pedindo como único pagamento a publicação de um ou dois links, especialmente se houver a exigência que os links sejam “dofollow” ou “follow” (caso não saiba o que é isso, leia o artigo O que é Nofollow?).

  • Nunca, em hipótese alguma, publique um link “follow” em seu blog em troca de pagamento. Isso é a venda de links, um dos maiores perigos para o seu blog. Isso vale para banners, artigos patrocinados e qualquer outra forma de criação de links. Links pagos sempre devem ser “nofollow”.

  • Tome extremo cuidado com os “guest posts” (artigos de autores convidados). Quando bem realizados, eles podem ser muito úteis e interessantes para o seu blog e para o do autor. Mas, se a única intenção deles é conquistar um link, você correrá grande risco. Matt Cutts (líder da equipe de webspam da Google) escreveu recentemente um artigo muito interessante sobre isso em seu blog: The decay and fall of guest blogging for SEO (algo como “A decadência e queda dos guest posts em blogs para SEO”).

E ainda haverá uma grande quantidade de formas honestas para conseguir links para o seu blog. No artigo Link building: consiga links que são importantes para seu blog, falo sobre algumas delas.

Como saber se fui punido?

Quando o Google faz uma punição manual para o seu site ou blog, é possível visualizá-la em suas Ferramentas do Google para Webmasters.

Acesse-as, clique em seu blog e vá para a seção “Tráfego de pesquisa” / “Ações manuais”. O esperado é que sua tela esteja como a abaixo:

 

Links não naturais

Caso você tenha alguma ação registrada nessa página, será motivo de grande preocupação.

Você precisa analisar o problema e corrigi-lo o quanto antes.

Após isso, é necessário entrar com um pedido de reconsideração ao Google, o que poderá ser feito através dessa própria página.

Conclusão

Se você leva seu blog a sério, deve também levar a sério a questão dos links e backlinks.

Não vale a pena correr riscos. E não pense que o Google nunca descobrirá se você fizer algo errado nesse sentido.

Como eu disse na introdução deste artigo, isso afeta diretamente a confiabilidade das buscas, e cada vez mais o Google emprega recursos para detectar o “webspam”.

E você, o que pensa sobre o assunto? Compartilhe sua opinião em um comentário.

Google alerta novamente sobre os perigos dos backlinks não naturais
4 (80%) 2 votes


De um play no vídeo abaixo e aprenda a Criar blogs Profissionais




Gostou deste artigo? Ajude nosso projeto.
Compartilhe em suas redes sociais nos botões abaixo:

Sobre o autor | Website

Especialista em Marketing Digital, presta Consultoria e auxilia diversos clientes. Amante por blogs, é responsável pela administração dos blogs Afiliados na web, Gerenciando Blog e Mundo Blogger.

53 Comentários

  1. Edigley Alexandre disse:

    Olá, Adelson!

    Mais claro impossível! As vezes tenho medo quando vou realizar alguma ação no blog, por isso sempre venho aqui buscar ajuda. E desta vez, uma baita ajuda com este artigo.

    No painel do blog no Google Ferramentas para Webmasters não consta nenhuma ação.

    Quanto aos guests posts fico mais tranquilo, pois quem me envia nem blog tem. É um professor aposentado que me envia artigos sensacionais e não pede nada em troca, apenas por prazer. Até já perguntei porque ele não tem um blog, mas ele prefere escrever livros.

    As dicas de leitura presentes neste artigo foram ótimas, li todas e aprendi muito.

    Um abraço!

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Edigley!

      Sempre fico feliz em saber que os artigos que escrevo são úteis!

      Quanto aos seus guest posts, essa é a forma mais perfeita de recebê-los! Aí se percebe que o autor só tem mesmo a intenção de colaborar com o seu trabalho.

      Um abraço!

    • Edigley Alexandre disse:

      Mas já recebi cada proposta, inclusive você já me ajudou, pedindo para publicar guest post com links follow espalhados pelo texto.

      Sempre que encontro alguém que tem as mesmas dúvidas que eu tinha, eu apresento o GB. Eu ajudei uma colega professora com o seu blog, aplicado todas dicas possíveis que aprendi por aqui e recomendei que ela passasse por aqui frequentemente para ler e aprender um pouco mais.

      Me sinto na obrigação de fazer isso. Criar um blog todo bonitinho não adianta muito.

      Um abraço!

  2. Carlos Leandro de Oliveira disse:

    Olá Adelson. Mantenho alguns banners com alguns outros blogs e sites que tenho contato profissional e como somos de áreas afins, trocamos banners. Tu acha que eu deveria color nofollow nos links?

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Carlos!

      Se você for seguir estritamente as regras do Google, eles deveriam ser "nofollow". Mas, isso só seria justo se o seu banner no site deles também for "nofollow".

      Cabe a você avaliar se vale a pena correr o risco ou não de mantê-los como estão hoje.

      Um abraço!

  3. Raiz Crespa Por Vânia Luz disse:

    Muito bom o post, gostei do esclarecimento.

  4. Luciene de Paula disse:

    Olá Adelson, sempre leio seu blog, embora comente pouco aqui. Mas o assunto abordado hoje realmente á muito importante.

    Pois muitos blogueiros caem na tentação de compra links para melhorar o page rank ou o resultado nas buscas, e isto realmente é muito perigoso de ser feito e pode gerar o efeito contrário, a pessoa quer ganhar visitas e autoridade e acaba com o blog punido, caindo muito as visitas.

    Gostei muito do artigo, super completo , parabéns…

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Luciene!

      Fiquei muito feliz com o seu comentário!

      E muitos caem mesmo nessa tentação, tanto de comprar quanto de vender link. Isso é péssimo para o blog!

      Um abraço!

  5. Fabio Alves disse:

    Muito Obrigado pelas dicas. É importante fazer o trabalho de forma honesta e limpa para evitar problemas.

  6. G Lima disse:

    Muito bem esclarecido, que bom que não corro esse risco. 😀

  7. Paulo Sebin - analista de SEO disse:

    Realmente o Google está conseguindo melhorar muito nas interpretações de backlinks. Em um artigo recente postado em meu blog pessoal criei uma postagem ao qual abordo o uso errado de fóruns de discussão para criação de links. Os erros mais comuns nessas ações são:

    1. Assinatura automática: na configuração de perfil do usuário, muitas vezes, é possível criar uma assinatura automática, possibilitando assim que logo após qualquer interação de postagem crie-se uma assinatura que pode conter o seu nome, uma frase de efeito e um link para o seu site. Se em um fórum de discussão você interagir 100 vezes, então o seu site terá 100 links em postagens diferentes do mesmo fórum. O problema é que nem sempre essas postagens contam com conteúdos intimamente relacionados com o seu negócio, deixando claro para o Google que é spam, não são links naturais.

    2. Link em fórum não relacionado: vamos supor que você tenha um site que vende aparelhos de ar condicionado. Seria mais sensato resolver problemas de usuários em fóruns que debatam sobre seu nicho de mercado. Mas ao invés disso, faz alguma interação em uma postagem que fala de alimentos saudáveis e cria um link para seu site. O que ar condicionado tem a ver com alimentos saudáveis?

    3. Site em campo de descrição: alguns fóruns permitem que coloquem um site vinculado com o seu nome. Isso gera problema sério por que vai criar links automáticos em qualquer interação que fizer, gerando assim links não naturais.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Paulo!

      Obrigado por sua contribuição para o artigo!

      Concordo plenamente com o seu ponto de vista. E pensar que, alguns anos atrás, essas eram recomendações comuns de SEO, com o único objetivo de gerar backlinks em quantidade, não em qualidade.

      Felizmente, os tempos mudaram e o Google está mais correto e justo em suas avaliações.

      Um abraço!

  8. mateus disse:

    O tiu google sabe de tudo, vê tudo e ouve tudo.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Mateus!

      Você tem razão! Mas, sempre haverá quem se ache mais esperto que o Google e proporá esquemas mirabolantes para gerar backlinks sem ser descoberto. Sempre!

      Um abraço!

  9. Almir Ferreira (Panorâmica Social) disse:

    Olá Adelson,

    Esses são esclarecimentos importantes. Às vezes temos a melhor das intenções, que é aumentar o tráfego do nosso blog, mas sem querer desrespeitamos as regras, por desconhecê-las.
    Ainda bem que eu não estou cometendo nenhuma falta nesse aspecto.

    Um grande abraço.

    • Adriano Luz disse:

      Olá, Almir!

      O que o Google busca é justamente que a indicação de links seja feita de forma natural, quando o outro site realmente merecer o link. Quando isso é feito por outras formas (pagas ou combinadas), o Google perde a referência de qualidade.

      Um abraço!

  10. JC-DICAS E TUTORIAIS disse:

    Nossa muito bom esse artigo,em relação a '' backlinks não naturais'',foi bem esclarecedor,fui conferir no meu blog se continha algo citado não tem nada desses ' backlinks não naturais' que é prejudicial a um blog, ta tudo em ordem,muito bom até mais 😀

    • Adriano Luz disse:

      Olá, JC!

      Que ótimo saber que você gostou do artigo! E parabéns por não utilizar nenhuma técnica condenada pelo Google! Você só tem a ganhar com isso!

      Um abraço!

  11. Admin disse:

    Até pensei em comprar esses ditos links para meu blog.mas fiquei com receio. E com esse seu post agora que não comprarei mesmo. Obrigado pela dica.

  12. Anônimo disse:

    Olá,
    no caso de ser um publieditorial, ou você querer realizar um patrocínio ou uma divulgação em um banner isso tbm gera punição?

    Abs

  13. Fabio Rangel disse:

    bom
    eu não achei um local especifico pra por essa pergunta
    perguntárei aqui ok

    Tipo eu quero compra um dominio
    em um certo site que custa 30reais anual

    Tenho um certo saldo no pagseguro
    já tou tentando a 5 dias compra mais não o consigo

    queria uma ajuda sua privada online
    pq tou desorientado

  14. Marcio Diniz disse:

    Ola Anderson boa tarde.
    Essa e a primeiro vez que visito o seu site.
    E eu me a encontro nessa situação gerei bastantes backlinks para o meu site. e no Rio de janeiro quando eu digito recarga de cartucho no google o meu site esta em primeiro nas buscas organicas.
    Porem eu posso ser penalizado por isso.

  15. Lucas disse:

    Olá, Adelson.
    Muito bom seu artigo.
    Você me salvou de ser punido pelo google, valeu!

  16. Emporium Nine disse:

    Não concordo com sua visão de compra de links. Por exemplo, se eu combinar uma compra de link com um blog parceiro, pelo facebook e depositar o dinheiro em conta. Após isso, eu faço um texto básico sobre uma postagem minha e coloco meu link. Após isso, envio para a pessoa postar no blog dela. Me diga como o google vai descobrir uma coisa dessas? O que o google vê, nesse caso? " basicamente, a pessoa gostou do meu conteúdo e fez um post sobre o assunto no blog dela" quer algo mais natural do que isso?

  17. Gell Almeida disse:

    Olá Adelson, tudo bem!

    Seus artigos sempre são muitos esclarecedores! Obrigada por compartilhar boas dicas!

  18. Felipe Barbosa disse:

    Olá Adelson, como vai?

    Estive lendo o artigo e achei bem interessante, confesso que não praticava a ideia de backlinks, hoje em dia me preocupo bastante com isso e artigos como o seu vem para somar nesse quesito, trazendo informação clara e direta, explicada de uma forma bem interessante 🙂

    Realmente espero que o senhor Google melhore cada vez mais com relação aos backlinks não naturais, afinal não é justo para quem trabalha corretamente.

    Um abraço e muito sucesso!

  19. como fazer caricaturas disse:

    Ótimas dicas, me ajudou muito.
    Obrigado.

  20. Anônimo disse:

    Mais uma pergunta.. O Google é o dono da Internt? Se eu tenho um site que gera muito trafego direito na minha cidade e no meu pais. Ou seja os usuarios atraves de ads em outros meios da midia digitam o endereço direito na barra de endereços. Se tiver uma empresa que quer me pagar bem para colocar alguns links no site nao vejo mal nenhum nisso.
    Afinal o google apesar de ser um lider e conter o maior motor de busca nao é o dono da internet.

  21. gustavo disse:

    da até medo destes backlinks

    • Adriano Luz disse:

      É verdade Gustavo,

      Temos que ter cuidado para não soar artificial.

      O certo mesmo é esquecer dos backlinks e deixar que surjam naturalmente.

      Adriano

  22. Batman disse:

    E no caso links em comentários são sempre bons né? Ou são prejudiciais caso o site linkado não seja do mesmo gênero que o da postagem?

    Bom texto, não sabia sobre essa funcionalidade do Google para Webmasters

  23. Jorge Antunes disse:

    Siga essas dicas do google a risca e quem sabe daqui a 20 anos ele olhe para seu site. Pense no site sex shop, ou então em um blog que fale sobre problemas de relacionamento íntimo em que as pessoas sentem vergonha em falar sobre isso abertamente, acha mesmo que terão seus conteúdos compartilhados e linkados de maneira natural como o titio google recomenda?

    Acho válido seguir a risca essas dicas do google quando se tem uma marca por trás do site em si, sites grandes de empresas com muitos funcionários. Agora para empreendedores digitais individuais que tem como foco posicionar o site no google para gerar receita é bobeira seguir a risca as recomendações do google.

    Mesmo porque se acontecer de ser penalizado é so criar outros projetos e pronto. Pelo menos ja vai ter ganho dinheiro suficiente para isso e para curtir sua vida, diferente do que esperar varios anos acreditando no conto do conteudo de qualidade e links naturais que nunca chegam e só te faz perder tempo.

  24. Adriano Luz disse:

    Ola Jorge,

    Respeito sua opinião mais não concordo.

    No exemplo que citou como sex shop, o problema também ocorre com os concorrentes. Ou seja, se o site tem dificuldade para conseguir uma elevada presença social os concorrentes também tem.

    Cada área de negócio possui características próprias e elas se estendem também aos concorrentes.

    Com relação a seguir as premissas para ter sucesso com o Google, posso te dizer que é perfeitamente possível sim e não há necessidade de "esperar os 20 anos", desde que siga os padrões e tenha o principal: Qualidade, Qualidade e Qualidade.

    Aqui no Gerenciando Blog nunca tivemos ações que fossem contra as regras e posso te dizer que somos um blog de sucesso, apesar de existirem blogs que chegaram a ter mais tráfego que o nosso.

    Felizmente hoje não há mais espaço para quem visa burlar os buscadores, pois com a eficiência dos robôs do Google dificilmente alguém consiga durar mais de 1 ou 2 meses em posições privilegiadas.

    Não recomendo e nunca irei recomendar praticas que burlem mecanismos de busca.

    Um abraço e sucesso!

  25. Wanderson Bessa disse:

    Sempre me pergunto, como o google sabe se o link é comprado ou não. Acho que ele fala do exagero e o uso da prática por muito tempo, acho que só assim o algoritmo entende e pune os infratores. Belo artigo, até mais!

  26. rivael disse:

    obrigado amigo, seu artigo é bem fundamentado e bem feito, suas dicas me ajudaram na divulgação do meu site.

  27. Matheus disse:

    O Google nunca é específico nessas publicações.
    Trocar links não é proibido, contanto que ambos os sites tenham autoridade alta e que o conteúdo a ser divulgado também tenha autoridade alta. Por exemplo, você escreve um artigo enorme e de qualidade, e pede uma citação em um blog X, você citou esse Blog X no seu artigo, se ambos os sites tem Page Authority e Domain Authority alto, não problema nenhum trocar os links. Tanto que essa é uma das estratégias sugeridas pelo blog backlinko.com, um dos blogs de mais autoridade no Google internacional.

  28. Marco Aurélio disse:

    Muito bom a postagem, quem quiser comprar backlinks para melhorar o posicionamento do seu site
    http://www.backlinksweb.com

  29. Alex disse:

    Vc exagerou um pouco na questão de troca de links pagos, é impossivel o google saber se o link que o blog parceiro postou é pago ou de graça, o google nao vai rastreiar a sua conta bancaria e a do blog parceiro para ver se houve transferências

    • Adriano Luz disse:

      Amigo,

      O Google não vai rastrear sua conta bancária, mais vai rastrear o conteúdo dos sites.

      Links para sites irrelevantes ao nicho podem ser considerado um problema.

      Então se você tem um site que fala de futebol e vendeu um link para um site que fala sobre moda, fatalmente isso é um link irrelevante.

      É obvio que não é 1 link que vai fazer seu site ser punido, mas sim uma pratica reincidente.

      Além disso quando ele detecta por algum motivo que um site compra links, obviamente que todos os sites que linkaram para ele venderam links, certo?

      Já parou para pensar que a origem da detecção do problema pode não ser o seu site e sim o site de quem compra?

      Essa é a posição oficial do Google. Deram o alerta. Se entende ser um exagero, siga em frente….

      Abraço

      Adriano

  30. Anônimo disse:

    Kkkkk muito blablabla, põe muito medo no pessoal, parece que o Google vai punir a cada vírgula mal dada.

  31. Erik disse:

    Muuito obrigado, me ajudou demais. Agora vou tomar mais cuidado 🙂 um forte Abraço!!!

  32. Marco disse:

    Olá! E sobre os blogs 2.0! Seguem a mesma ideia? Posso utilizar o wordpress.com, tumblr, etc para criar posts apontando para o meu site? Até..

  33. Marco disse:

    E quanto os blogs 2.0, eu posso utilizá-lo para gerar conteúdos para o meu site principal, utilizado o wordpress.com ou tumblr? Grato.

    • Adriano Luz disse:

      Ola Marco,

      Toda prática de criação de links não naturais não é permitida.

      Porém dependendo da forma que você faz fica muito difícil detectar.

      É um jogo de gato e rato. Se você for um rato esperto vai se dar bem, porém há sempre o risco.

      Abraço

  34. Wagner Pessoa Lima disse:

    Obrigado pelas informações. Graças a pessoas como você é que conseguimos aprender um pouco mais sobre como aumentar a relevância de site.

  35. Rodrigo Fogaça disse:

    Olá Adriano.

    Muito bom o teu artigo. Ontem mesmo eu estava pesquisando quais seriam as melhores maneiras de conseguir backlinks de qualidade. Pra variar apareceram vários sites oferecendo algum tipo serviço envolvendo isso. Felizmente eu encontrei o teu conteúdo e ele me ajudou a clarear as ideias.

    Muito obrigado pelas dicas!
    Abraço e sucesso!

  36. Daniel da Silva disse:

    O Que Penso sobre o Assunto é que fica cada vez mais difícil se posicionar no Google, mas fazer o que, a concorrência é Grande, então vamos obedecer o Google !!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Quer aprender como R$173.571,73 como Afiliado em 4 meses?Quero Assistir o Vídeo!