Dominio: gerenciandoblog.com.br
Chave: 00e39a4dc6309327334fa422703bddd1e83c509f
Hora do cache: 1511001067
Vida do cache: 1511044267
Status: 1
Mensagem: Centive nao respondeu
Chave do Pedido: 11808bbc6205bade68f0b70c302eaa74d4305945
Chave do Produto: PROKEY
Scroll Top

Hospedagem - 728 x 90

SEO

Top Métricas SEO para Colocar suas Páginas na Primeira Posição do Google

Colocar páginas na Primeira Posição do Google pode sem dúvidas fazer a
diferença nos resultados de um site ou blog.

Sabemos que o tráfego orgânico é fundamental para qualquer site que deseja
ter resultados, seja ele de característica de vendas, serviços ou ainda um blog
em busca de público para aumentar rendimentos com publicidade e conversões em
campanhas de Programas de Afiliados.

Porém muito se fala a respeito mas poucas informações são realmente
confiáveis e trazem resultado reais quando aplicadas.

Com base em um estudo da Search Metrics, preparamos esse que será o roteiro definitivo
para auxiliar você a explorar esse enorme potencial que o Google tem a lhe
oferecer.

Mas afinal, o que devo fazer para colocar minhas
páginas nas primeiras posições do Google?

Existem diversos critérios que influenciam nesses resultados, porém existem os
que são mais relevantes e os menos relevantes quanto a classificação.

Já se foi o tempo que bastava ter uma boa quantidade de backlinks que suas
páginas subiam drasticamente nos resultados das buscas.

Hoje em dia, aspectos como conteúdo e demais fatores que medem a qualidade de
uma página tem muito mais relevância do que propriamente os links que apontam
para ela, que antigamente eram manipulados em alguns casos por webmasters.

Analisando os aspectos que são analisados, podemos agrupa-los em 5
categorias, sendo:

– Conteúdo: Todos os critérios avaliados no conteúdo das
páginas. São fundamentais para que consiga obter a esperada primeira posição do
Google;

– Experiência do Usuário: São todos os critérios que são
avaliados de uma página que ela oferece de experiência ao usuário que a visita.
Por exemplo, se a navegabilidade de um site é ruim, obviamente ele traz uma
experiência ruim para o usuário, o que faz com que a qualidade do mesmo seja
ruim. Antigamente pouca atenção se dava a este grupo de critérios, o que mudou
completamente nos tempos atuais, se tornando o principal grupo de critérios;

– Técnico: São todos os aspectos relacionados a questões
técnicas de um site, como autoridade do domínio por exemplo;

– Backlinks: Perdeu o reinado absoluto, mas ainda continua
sendo analisado e considerado. Embora não seja o principal fator dos tempos
atuais, ainda tem seu peso;

– Social: Este é um aspecto que passou a ser analisado com
mais ênfase nos últimos tempos, pois a interatividade social demonstra muitas
vezes a qualidade de uma página;

Conteúdo como diferencial para conquistar primeiras posições
do Google

Como todos o conteúdo é fundamental para o sucesso de qualquer blog. Mas
como exatamente o Google avalia a qualidade de conteúdo para posiciona-lo em
seus resultados?

Existem alguns critérios que são fundamentais para que os robôs do Google
façam a classificação, sendo eles:

– Termos Relevantes: Um artigo com muitos termos relevantes
relacionados a palavra principal demonstra que ele tem relevância para aquela
palavra chave.

Por exemplo, se a ideia fosse neste artigo buscar a palavra chave Primeira
posição do Google, ter dentro do artigos combinações como ranquear no Google,
SEO,  indexar suas páginas no Google ou ainda aparecer no Google pode mostrar
relevância com relação a palavra chave principal do texto.

Repare que estes termos estão relacionados mais não possuem propriamente a
palavra chave nele.

Ou seja, tem relação, mais não são termos tão próximos. Talvez o exemplo SEO
seja o melhor neste caso. Pois ele tem total relevância com primeira página do
Google, mais as palavras são completamente diferentes.

Esse critério tem alto impacto.

– Palavra chave em links internos: Quando um artigo possui
links para outro conteúdo dentro do mesmo blog que tenha semelhança, é um sinal
que você esta oferecendo ainda mais conteúdo a seu visitante.

Isso deixa seu blog mais completo e por consequência ele garante uma
experiência melhor a seus visitantes.

Links internos com o texto ancora com a palavra chave principal é uma boa
neste quesito. Por exemplo, aqui eu fiz um conteúdo falando sobre como escrever artigos visando a primeira posição do
Google
.

Veja que esse foi um exemplo clássico que usei os termos primeira posição do
Google dentro do texto ancora do link interno.

Este critério tem impacto intermediário.

– Palavras chave no Conteúdo: Um outro aspecto que o Google
avalia é se a palavra chave esta presente no conteúdo. De nada adianta um título
com uma determinada palavra-chave se ela não aparece no conteúdo.

É sinal que esta tentando manipular o Google ou não esta entregando ao seu
visitante o que promete no título, o que é uma péssima experiência para o
usuário que vai contra tudo o que o Google procura.

Portanto, sua palavra chave principal precisa aparecer em seu conteúdo. A
quantidade de vezes em que ela aparece também é importante, não pode nem ser uma
quantidade muito baixa nem muito alta, tem que ser equilibrado.

Se usa WordPress, o plugin WordPress SEO by Yoast pode ajudar nisso.

Este critério tem impacto baixo.

– Quantidade de palavras: Conteúdos mais extensos
normalmente são os que chegam na primeira posição do Google.

Mas é necessário que sejam tomados os devidos cuidados com isto.

Não adianta ter um conteúdo muito extenso mas sem passar informações
relevantes, pois isso irá acarretar outros problemas, como pouco tempo de
permanência dos visitantes em sua página, como verá ainda neste artigo pesa
negativamente nos resultados.

Este critério tem impacto alto.

– Proof Terms: A tradução de Proof terms é termos de prova.
Esse critério é próximo de Termos relevantes que citei acima.

Enquanto os termos relevantes são palavras que tem relevância mais que são
completamente diferentes, como por exemplo “Primeira posição do google” e “SEO”,
os proof terms são termos mais próximos como “Primeira posição do google” e
“primeira página do google” ou ainda “Primeiras posições do Google”.

Se o seu artigo possui muitos proof terms é sinal que ele é totalmente
relevante com a palavra chave principal, o que por consequência eleva sua
posição no Google.

Este critério tem alto impacto.

Experiência do Usuário: Você precisa proporcionar boa
experiência se quer a primeira posição do Google

Este talvez seja o principal ponto que o Google avalia em qualquer
página.

A principal preocupação do Google é garantir uma boa experiência para
qualquer usuário que realizar uma pesquisa em seu mecanismo de busca.

Desta forma, ele busca garantir que as páginas indexadas nas primeiras
posições garantam essa experiência a estes usuários.

Por isso este conjunto de critérios são tão importantes. Hoje vou falar sobre
os critérios que são avaliados para garantir essa boa experiência aos
usuários.

– CTR ou Click Trought Rate: Este termo é muito comum para
quem trabalha na internet, que é a Taxa de Cliques em função do número de
exibições.

Se uma página é relevante nos resultados das buscas, obviamente que o CTR
dela será alto.

Por exemplo, se você pesquisa no Google Tenis Infantis. Logo serão listados
inúmeros resultados.

Se a página que esta na primeira posição tiver um CTR menor que a página que
esta na segunda posição, obviamente que a que esta na segunda posição é mais
relevante para esse termo de pesquisa.

Este é o critério mais relevante de todos que o Google avalia e é o maior
responsável pelo ranqueamento de suas páginas.

Portanto, escolher um título e adicionar uma descrição chamativa a seus
artigos com certeza lhe oferecerá um impacto muito positivo em seus
resultados.

Este critério tem impacto Altíssimo.

– Tempo no Site: Qual a primeira coisa que você faz quando
entra em uma página e encontra algo que não lhe agrade ou entenda que ela não
atende ao que procura?

Sair dela. Pensando nisso o Google avalia o tempo médio de permanência das
pessoas em seu site para saber se ele esta entregando o que promete e se ele
esta sendo capaz de sanar toda a necessidade de conteúdo que seu visitante
possui.

Para melhorar este quesito, um site precisa de uma boa navegabilidade, ótimo
conteúdo e referências internas a outros conteúdos relevantes ao assunto que
esta sendo abordado.

Este critério tem impacto Altíssimo

– Links Internos: Os links internos também são fundamentais
para melhorar os resultados de suas páginas.

É um sinal que você oferece um conteúdo completo, pois esta referenciando
outros conteúdos que venham a agregar ao visitante.

Porém é necessário que seja feita de maneira racional, oferecendo conteúdos
auxiliares que tenham relação ao conteúdo na qual esta referenciando.

Este critério tem impacto Intermediário

– Integração de Vídeo: Integrar vídeos dentro de seu
conteúdo pode ajudar os resultados de sua página, pois oferece uma forma
alternativa de conteúdo.

Este critério tem impacto Baixo

– Taxa de Rejeição: Este indicador esta bastante atrelado ao
tempo de permanência, pois mostra claramente a qualidade da página na qual o
visitante esta acessando.

Quando você acessa uma página que não lhe entregou o que promete na descrição
ou não tem a qualidade necessária para te atender, obviamente você abandona o
site em questão.

Isso faz com que a taxa de rejeição deste site seja maior. Portanto, este é
um indice que o Google avalia como medidor de qualidade de uma página.

Este critério tem impacto Altíssimo

– Número de Imagens: Já imaginou este artigo sem nenhuma
imagem? Ficaria ruim correto?

Isto também é levado em consideração pelo google. Ter o equilíbrio certo na
quantidade de imagens que adiciona a seus conteúdos pode lhe trazer bons
resultados.

Este critério tem impacto intermediário.

– Adsense / Anúncios: Você gosta de visitar alguma página
que tenha um número excessivo de propagandas? Ruim né?

Pois bem, este é outro índice que o Google leva em consideração, porém
diferente dos demais. Enquanto os demais o Google avalia a qualidade, neste ele
avalia a falta de qualidade.

Ou seja, se você possuir muitos blocos de anúncios isso terá um impacto
negativo nos seus resultados.

– Tamanho da Fonte: Se estamos levando em consideração que
temos que proporcionar uma experiência boa ao usuário, seria uma experiência
frustrante entrar em uma página e ter que ler um texto com uma fonte muito
pequena que tivesse que colocar o rosto no monitor para conseguir ler, correto?

O Google avalia isso. Portanto, coloque uma fonte adequada para que seus
leitores tenham uma boa experiência.

Este critério tem impacto intermediário.

Técnico: Como garantir qualidade e de quebra
ganhar mais visitas do Google

Um bom site precisa garantir também que técnicamente oferece a qualidade
necessária para seus visitantes.

Aspectos como desempenho, estabilidade, entre outros fazem parte de critérios
muito importantes para garantir a qualidade de suas páginas.

Por conta disso, o Google avalia estes aspectos e leva em consideração na
hora de ranquear seus resultados.

– Visibilidade do Domínio: Se você esta procurando por um
conteúdo e encontra este material no www.g1.com
e o mesmo tipo de conteúdo no blog do zezinho. Qual deles tem mais credibilidade
para você?

Obviamente no G1. Isso sem mesmo abrir os conteúdos você já teve esta
diferenciação.

Isso se chama Autoridade de domínio / Visibilidade de domínio. É uma nota
composta de diversos fatores, mais o principal deles é a quantidade de links
relevantes que apontam para o domínio, variedade de urls que referenciam e a
quantidade de tráfego que o domínio recebe.

Este critério tem impacto Alto.

– Volume de pesquisas pelo nome do domínio: Se um site é
conhecido, muitas pessoas procuram por ele.

Por exemplo, o Gerenciando Blog se tornou conhecido pela comunidade nos
últimos anos. Hoje tem em média 260 pesquisas no Google mensais de pessoas que
entram e digitam diretamente Gerenciando Blog.

Isso mostra a credibilidade que ele conquistou. O Google avalia isso.

Vamos imaginar outro segmento. G1 tem aproximadamente 11.100.000 pesquisas
mensais pela palavra G1.

Isso demonstra claramente a credibilidade que o site possui.

Este critério tem um impacto intermediário.

– HTTPS: Trata-se de uma camada de segurança adicional
implementada em alguns sites.

O Protocolo HTTPS é utilizado quando se deseja evitar que a informação
transmitida entre o cliente e o servidor seja visualizada por terceiros, como
por exemplo em caso de lojas online.

Este critério tem impacto intermediário.

– Existência de Descrição: Embora não seja mais critério
essencial, a descrição (tag description) de uma página é importante.

Até mesmo porque o texto da descrição é o exibido nos resultados do
Google.

Este critério tem impacto intermediário.

– Velocidade do carregamento: A maioria dos usuários de
internet quando entram em uma página que demora o carregamento logo sai.

Isso é comprovado através de pesquisas.

E como isso é um fator que influencia diretamente na qualidade de uma página,
o tempo de carregamento é levado em consideração para classificação nas
buscas.

Este critério tem impacto Alto.

– Flash: Embora praticamente não tenha mais utilização, o
Flash é um dos critérios que conta negativamente para classificação de
páginas.

Isso ocorre porque o conteúdo de arquivos flash não podem ser indexados pelo
Google.

Este critério tem impacto negativo intermediário.

Backlinks – Acreditem, eles ainda tem seu
peso!
É claro que nos tempos atuais os backlinks já não são prioridade máxima para
o Google no que se diz respeito a indexação quanto já foi no passado, porém eles
ainda tem seu peso e podem fazer uma boa diferença nos seus resultados.

É claro que ao mesmo tempo que os backlinks podem ser um ponto positivo para
suas páginas, eles podem também ter efeito contrário se forem backlinks de má
qualidade ou criados artificialmente para obter vantagens perante os
buscadores.

Alguns critérios relacionados a backlinks são:

– Número de Backlinks: Sim, o número de backlinks é
importante quando o assunto é indexação. Quanto maior melhor, desde que é claro
não sejam artificiais e nem de baixa qualidade;

Este critério tem impacto intermediário.

– Domínios de Referência: Não basta ter 10.000 backlinks
porém todos eles vem do mesmo domínio. O Google avalia quantos domínios estão
referenciando suas páginas. Portanto a quantidade de domínios de referencia
também é levada em consideração;

Este critério tem impacto intermediário.

– Links de Sites de Notícias: Se seu site esta indexado em
um site de notícias é sinal que tem matéria relevante e atual. Então logo tem
seu peso também.

Possuir links de sites de notícias pode trazer um peso adicional a sua
página.

Este critério tem impacto intermediário.

– Percentual de links nofollow: O Google avalia também o
percentual de links nofollow que possui em função dos links follow. Se for muito
alto isso não é um bom sinal.

É comum em sites e blogs de pessoas relacionadas a internet marketing as
pessoas usarem com muito mais frequência a atributo nofollow. Então se você esta
nesta área, não se preocupe pois seus concorrentes passam pela mesma
situação.

No final das contas, como seus concorrentes tem a mesma adversidade o número
em comparação com eles será real, ou seja, apontará qual site realmente recebe
mais links follow.

Este critério tem impacto intermediário.

– Backlink Age: O tempo que o backlink foi criado também é
fator que tem seu peso para o Google.

Este critério tem impacto intermediário.

– Palavra chave no texto ancora: Tem seu peso, mas o uso em
excesso pode indicar anormalidade e acabar tendo efeito negativo.

Ninguém sabe ao certo o indice ideal de texto ancora nos links, mais é fato
que o Google da alguma importancia para isso. O certo mesmo é tratar de maneira
natural e deixar com que as pessoas que o linkam decidam o texto ancora a ser
adicionado.

Este critério tem impacto baixo.

– Texto Ancora no domínio: Também tem seu peso e é
considerado pelo Google.

Este critério tem impacto intermediário.

Social – Quanto suas páginas tem interações com as
Redes Sociais?

Não da para negar que páginas que fazem sucesso são altamente compartilhadas
e com muita interação nas redes sociais.

E isso jamais poderia passar pelo crivo do Google, que avalia todos os
aspectos para medir qualidade de uma página.

Páginas que possuem alto número de comentários, compartilhamentos, curtidas,
tweets e etc tem um ranqueamento fatalmente maior, pois demonstram claramente
que tem qualidade.

– Google + : É claro que a Rede Social do Google é uma das
mais analisadas. Inclusive demonstra um peso acentuado, chegando a ser maior até
mesmo que Facebook e Twitter;

Este critério tem impacto alto.

– Facebook: O Facebook sem dúvidas também é outra fonte
importante de análise para que o google consiga mensurar o quão importante é uma
página para as redes sociais.

Este critério tem impacto alto.

– Twitter: Com um pouco menos de peso que os anteriores, o
Twitter também é uma rede social que influencia nos resultados orgânicos do
Google;

Este critério tem impacto intermediário.

– Pinterest: Da mesma forma que o Twitter, o Pinterest tem
seu peso na avaliação do Google e é utilizado para ranqueamento.

Este critério tem impacto intermediário.

Enfim, estão ai as Métricas mais importantes que o Google utiliza para
colocar páginas na primeira posição.

Espero que tenha sido útil para aplicar em seus projetos.

Top Métricas SEO para Colocar suas Páginas na Primeira Posição do Google
5 (100%) 2 votes


De um play no vídeo abaixo e aprenda a Criar blogs Profissionais




Gostou deste artigo? Ajude nosso projeto.
Compartilhe em suas redes sociais nos botões abaixo:

Sobre o autor | Website

Especialista em Marketing Digital, presta Consultoria e auxilia diversos clientes. Amante por blogs, é responsável pela administração dos blogs Afiliados na web, Gerenciando Blog e Mundo Blogger.

37 Comentários

  1. Fábio Fortinelli disse:

    Obrigado pelo conteúdo mais que completo! Li todos os seus artigos sobre SEO! Eu pesquisei outros em inglês e achei este link: http://www.practicalbusinessideas.com/2015/01/seo-plugin-for-blogger-optimize-blogspot-blog.html mas fiquei com medo de aplicar no meu blog, você concorda com este plugin para ser aplicado no blog?

    Obg!

    • Adriano Luz disse:

      Ola Fabio, tudo bem?

      Nunca utilizei este plugin. Ele traz algumas características interessantes, mais pelo que pude notar não são os critérios mais importantes que o Google leva em consideração hoje em dia.

      Recomendo testar em um blog de menos importância antes de partir para seu projeto principal e, se for para agregar, porque não utilizar?

      Um abraço e obrigado por participar aqui.

    • Fábio Fortinelli disse:

      Obrigado pelo retorno, vou fazer isso! Uma outra coisa que tive dúvida. Eu estava lendo o blog oficial do Google e percebi que apareceu uma novidade chamada de AMP Mobile Pages que, inclusive, apareceu como função no Ferramentas Webmaster. (http://insidesearch.blogspot.com.br/2015/12/amp-projects-fast-mobile-pages-coming.html)

      No meu painel diz que não foi encontrado nenhum AMP no meu blog. Como uso a plataforma BLOGGER e os templates já são feitos automaticamente para ficarem mobile-friendly você saberia como fazer para implementar esse AMP ou ele é dispensável para quem tem blogger?

      Obrigado desde já!

    • Adriano Luz disse:

      Oi Fabio, tudo bem?

      Eu não tinha visto isto. Estou me informando e logo posto algo aqui no Gerenciando Blog.

      Vou fazer alguns testes.

      Abraço

  2. Tássia Corretora disse:

    Olá Adriano é o artigo mais completo que já vi sobre métricas importantes para o Google ! Parabéns pelo conteúdo.

    • Adriano Luz disse:

      Ola Tassia,

      Muito obrigado pelo elogio e por participar do blog.

      Espero continuar postando conteúdos que agreguem conhecimento aos que por aqui passam.

      Um abraço

  3. Marcoz Allves disse:

    Gostei muito do post, esse blog é muito bom,sempre me ajuda a melhorar o meu blog,parabéns pelo post.

  4. Celso Aguires disse:

    É espetacular suas argumentações. É por isto que há dificuldade em sobre sair dos demais no mundo virtual. A concorrência é acirrada e ter um diferencial, eis a questão!

    • Adriano Luz disse:

      É verdade Celso.

      A concorrência esta cada dia mais acirrada e são muitos critérios que são analisados pelo Google.

      Precisamos aplicar o máximo que conseguirmos.

  5. P1tbull s disse:

    muito bom conteúdo adriano,
    mais uma uma coisa e certa, não é facil ranquear no google.

    • Adriano Luz disse:

      É verdade. Esta cada vez mais dificil.

      Já se foi a época que apenas ajustar umas meta tags e conseguir uma meia duzia de links eram suficientes.

      Agora os critérios são muitos e avaliam de fato a qualidade das páginas, o que faz com que todos corram atrás disso.

  6. Bruno Bezerra disse:

    Olá Adriano!

    Congratulações pela postagem explicativa! Como você destacou, as palavras-chave são fortes recursos no ranqueamento. Mas o Google não indexa todas as páginas do Blogger. O importante é postar conteúdo de qualidade, e não plagiar artigos de terceiros, pois o Google pune. Abraço!

    • Adriano Luz disse:

      Ola Bruno,

      Você disse tudo. Qualidade é essencial para ter sucesso em um blog.

      Plágio já não tem vez hoje em dia.

      Sucesso e um abraço!

  7. Bebel Magalhães disse:

    Sensacional…. Aproveito a oportunidade para pedir que entre em contato comigo pelo email [email protected]. Já enviei noi formulário, mas não tive retorno. Quero contratar um serviço. Obrigada! Um abraço (quem indicou foi Samanta)

  8. Malu Silva disse:

    Gostei do conteúdo porem não entendi direito, vou reler mais umas duas vezes, rss,para ver onde não consegui entender.Muito obrigado

  9. Cristina Boldi disse:

    Oi Adriano, tudo bom?

    Acompanho o GB faz alguns anos, já aprendi muitas coisas por aqui.
    Estou na luta por lugar ao sol assim como alguns que tem blogs, confesso que não é nada fácil mesmo rs… mas ler e aprender é sempre a melhor saída. Ótimo post, parabéns.

    Um abraço,
    Cris.

    • Adriano Luz disse:

      Oi Cris,

      Saber que temos pessoas como você nos acompanhando há alguns anos é gratificante.

      Obrigado pela visita e pelo comentário.

      Um abraço

  10. Anônimo disse:

    Eu li que usar HTTPS pode causar conteúdo duplicado, e verdade? Como eu uso o blogger, se eu ativar posso ficar tranquilo quanto a isto?

  11. Júlio Rafael disse:

    Dicas importantes, claras e objectivas. Estou desenvolvendo meu blogue e estão sendo de grande valor.
    Obrigado.

  12. Ivan Silva disse:

    Olá Adriano, primeiramente parabéns pelo post. muito bem elaborado e com certeza irá me ajudar bastante. Estou começando a me aventurar neste mundo do blog. Sempre tive vontade de criar um, mas sempre adiava a idea. Em fim. coloquei em pratica recentemente, já tem umas 2 semanas. o que eu gostaria da sua ajuda é que em relação a taxa de rejeição, que é um item importante, conforme mencionado no seu texto, o meu blog não começou bem. Está com uma taxa de 99%. Isso foi devido a acessos não de pessoas "normais" mas de links de sites que te levam para propagandas de otimização do seu blog. Não sei se fui claro no que eu quiz dizer. Mas em fim, como faço para evitar, eliminar este tipo de acesso para que não influêncie no meu ranqueamento? Obrigado desde já.. abraços

    • Adriano Luz disse:

      Ola Ivan, tudo bem?

      Você deve estar se referindo a acesso de robos de sites na qual nos cadastramos para otimizar o blog, correto?

      Se for, provavelmente é um número de acesso bastante pequeno, certo?

      Talvez proporcionalmente seja significante pois seu blog ainda esta no inicio e não tenha tráfego, mais essa quantidade de acessos de robôs deve ser algo que não passe de 50 visitas mensais, ou estou enganado?

      Se for, não se importe. O blog é iniciante e enquanto não começar a ter um tráfego (mesmo que pequeno) é difícil trabalhar qualquer coisa de otimização baseado nos dados do Google Analytics.

    • Adriano Luz disse:

      Aos poucos os visitantes começam a aparecer e a tendência é que estas visitas não tenham impacto sobre os indices globais.

  13. Willian disse:

    Muito bom esse post. Ultimamente, tem se tornado cada vez mais importante estudar as mudanças do algoritmo do Google, já que elas estão impactando tanto em SEO que os antigos analistas – em se tratando de uma profissão tão nova, é estranho dizer que há profissionais mais velhos, mas já existem – já não podem fazer SEO como faziam antes. As velhas fórmulas de construção de backlinks em qualquer lugar, repetição de palavras-chave etc. são ultrapassadas e mais prejudicam do que qualquer coisa.
    Tenho um adendo apenas. Queria ressaltar a ideia do "quanto mais conteúdo, melhor". Isso, pelo que venho estudando, não é tão verdadeiro. O Google nunca afirmou, com todas as letras, que os conteúdos das páginas devem ser de tamanho X ou Y. É certo que conteúdos muito pequenos não são bem vistos, mas não há um tamanho correto para eles.

  14. Carla Vieira disse:

    Ao inspecionar meu blog ele mostra varias mensagens de erro, isso atrapalha no seo do blog ou não? Desde já agradeço… Quase todas as minhas dúvidas eu entro respostas aqui.

  15. Ronaldo Prado disse:

    Gostei de seu artigo, já li vários em seu Blog, parabéns pelo conteúdo. Em minha opinião, páginas são iguais a empresas comerciais. Elas precisam mostrar para o que vieram e cumprir seu papel com excelência. Par obter êxito é preciso seguir as regras do jogo e proporcionar o melhor ao consumidor. Creio que fazendo isso certamente conquistaremos uma posição de destaque no mercado. Burlar o sistema nunca trará benefícios consistentes. O caminho e longo, árduo e cheio de surpresas. Então… Vamos lá!!

  16. cleiton bachmann de brito disse:

    tenho esse domínio mais não sei se os resultados vao ser exibidos no brasil ou em outro pais, se for em outro como fazer para aparecer no brasil.

    • Adriano Luz disse:

      Acesse o Google Webmasters Tools e defina qual o país alvo.

      Os resultados serão exibidos em todos os países, afinal cada um pesquisa em um idioma diferente, então as pesquisas de fora não encontrarão seus artigos. Porém se alguém pesquisar em português fora suas páginas poderão estar posicionadas.

      De qualquer forma é importante definir o Country Target no Google Webmasters tools.

  17. Janete Sales Dany disse:

    Parabéns pelo trabalho, entrei aqui para ver um artigo sobre o diHITT, comentei e continuei navegando nas páginas do seu Blog. O conteúdo de cada uma tem grande utilidade, minuciado, bem escrito e fatalmente prende a atenção do começo ao fim…Obrigado, quem sabe faz! Abrçs

  18. maicon p. disse:

    Parabéns pelo conteúdo do blog, vou tentar colocar algumas dicas na prática. Obrigado!

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Quer aprender como R$173.571,73 como Afiliado em 4 meses?Quero Assistir o Vídeo!