guest post Mônica Godinho

Processo criativo: o que escrever no meu blog?

Muitas pessoas começam suas carreiras digitais com a seguinte pergunta: o que escrever no meu blog? Isso porque o conteúdo de sua página é um dos elementos mais importantes para um bom engajamento.

Para escrever sobre assuntos como hambúrguer artesanal vegano, por exemplo, é necessário todo um processo, desde experimentar o produto até a análise de como criar um texto adequado para esse tipo de segmento.

Não basta criar um conteúdo de qualidade, é preciso estar atento a uma série de fatores que podem ser determinantes para seu sucesso.

Ferramentas de engajamento como o SEO (Search Engine Optimization, ou otimização para mecanismos de busca), backlinks e outros elementos devem ser inseridos de forma natural em uma redação.

Tornando, assim, o ato de escrever uma estratégia e não só um momento de criação.

Antes de criar um blog e começar a produzir conteúdo, você deve avaliar todo o processo criativo e entender seus conceitos, seu funcionamento e aproveitar experiências e informações anteriores para poder se aprimorar enquanto redator.

Se você gosta de escrever, estudar e pesquisar, pode estar no caminho certo para iniciar um blog de sucesso, entretanto, é preciso estar atento a uma série de fatores que podem auxiliar nesse processo.

Criar um texto sobre banho e tosa delivery para um petshop requer uma série de conhecimentos específicos, dos quais você só alcançará se fizer uma pesquisa de qualidade antes de começar a escrever.

Como iniciar um processo de escrita?

O primeiro ponto para iniciar um processo de escrita é a contemplação. Antes de pegar um papel e caneta ou sentar-se no computador para criar, aproveite para estimular sua criatividade por meio de atividades como:

  • Ouvir música;
  • Assistir a um filme;
  • Ler revistas ou livros;
  • Jogar videogame.

Ou quaisquer elementos lúdicos que inspirem sua mente a pensar em possibilidades de exercer o desejo de criação.

Caso você precise escrever um texto técnico, e não um conteúdo mais livre, é possível buscar inspiração tentando compreender melhor o assunto através de matérias científicas e conteúdos de pessoas relevantes no meio.

Para redigir um conteúdo técnico sobre um chaveiro profissional, por exemplo, você pode criar uma série de focos de estudo para aprimorar seus conhecimentos na área.

Isso acaba estimulando ainda mais o processo criativo e permite que você utilize diversos elementos de pesquisa para a criação de um texto mais completo.

Se você estiver criando algo lúdico, pode permitir que sua imaginação o leve a limites e extrapole padrões. Em outros casos, é preciso raciocinar com frieza para conseguir passar todas as informações necessárias sem tornar o conteúdo maçante para seus leitores.

É fundamental saber dosar esse tipo de conteúdo para conseguir criar o melhor possível dentre todas essas possibilidades.

Além do mais, um bom exercício, se você puder tirar um tempo para isso, é escrever o conteúdo em papel e caneta.

Isso porque, hoje em dia, com a automação agindo em todos os setores, muitas vezes o ato de escrever usando uma ferramenta digital acaba tornando o processo mais robótico, com pouca ou nenhuma criatividade.

Caso você queira, ao invés de escrever um texto inteiro à mão, pode usar um papel e caneta para desenhar um esqueleto da produção, identificando quais tópicos serão abordados e como você pretende utilizar o texto.

Em alguns casos, vale a pena alugar uma sala comercial por hora para ter um espaço diferenciado que permita a você explorar melhor sua criatividade.

Escrever nesse aspecto acaba surgindo como um exercício misto, uma vez que a criatividade será a força motora por trás da criação, e o raciocínio e a lógica darão corpo e consistência para este texto.

Dicas para seu processo criativo

Embora o processo criativo seja um elemento pessoal de cada redator, é importante se atentar para alguns detalhes que podem fazer a diferença na hora de escrever textos:

1. Intuição

Muitas vezes, não damos ouvidos ao nosso subconsciente, que está tentando nos passar informações e acionar nosso lado criativo. Aprenda a deixar sua própria intuição falar, identificando os caminhos que você deve trilhar para conseguir criar bons conteúdos.

Se você for escrever um texto para seu blog sobre vinho para presente, pode deixar sua intuição guiar o texto e pensar em como seus gostos poderiam impactar a venda.

Além disso, em alguns momentos, nossa intuição nos dá um gatilho a seguir para identificar com sucesso uma ideia que pode se tornar uma produção grandiosa. O importante é saber se arriscar no mundo da criação.

2. Exponha suas ideias

Escrever pode ser um processo solitário, mas isso não quer dizer que você não pode conseguir excelentes resultados com mais pessoas.

 

Conte suas ideias, exponha seu material e peça análises para pessoas de confiança. Muitas vezes, uma visão de fora acaba te permitindo reconhecer pontos fortes e fracos de sua produção, conseguindo melhorar ainda mais a qualidade final.

Além disso, as perspectivas de seus leitores serão diferentes das suas, então você terá um real feedback sobre o quanto as pessoas se interessarão pelo conteúdo que está criando.

Utilizar um serviço de entrega de documentos pode ser ótimo para enviar cópias de seu trabalho para pessoas de confiança darem ideias e opiniões.

3. Coloque suas ideias em papel

Quando não estamos atentos ao trabalho de criação, ideias passam pela nossa cabeça e acabam ficando esquecidas. Crie o hábito de, sempre que tiver uma ideia interessante, registrá-la.

Dessa forma, você conseguirá retornar à linha de pensamento nos momentos em que estiver interessado em escrever no seu blog, gerando novas opções e resultados para esse tipo de ação.

Ideias nunca são demais, principalmente para momentos em que você sentir que está com um bloqueio criativo. Revisitar ideias anteriores pode acabar ativando sua mente para produzir e criar com mais facilidade.

4. Se preciso, dê um tempo

O processo de criação exige muito do cérebro. A mentalização e a concentração para criar acabam forçando o corpo e criando uma série de problemas que podem ser ocasionados pelo esforço, como esgotamento, crises de ansiedade, entre outros.

É possível que o excesso de criação até mesmo faça você começar a duvidar de sua capacidade, com o que é conhecido como Síndrome do Impostor, onde você não consegue enxergar a qualidade de seu trabalho.

Você pode praticar um pouco de sua aula de canto iniciante para se distrair e recarregar as energias para retornar ao trabalho.

Por isso, pausas periódicas são fundamentais para o processo de criação. Isso porque você consegue desligar um pouco o cérebro, permitindo um momento maior de descontração que acaba te ajudando a se preparar para mais tempo de trabalho.

Se você tiver algum hobby, é um bom momento para explorar um pouco disso antes de voltar ao trabalho. Passar tempo com seus amigos e familiares também é uma boa opção, principalmente se você estiver trabalhando em casa.

Seja brincar com pets ou meditar, existe uma infinidade de possibilidades para você conseguir se distrair e evitar que o estresse tome conta de sua mente, impedindo-o de realizar um bom trabalho.

5. Peça feedbacks

Antes de se decidir por publicar seu conteúdo, é importante garantir que você fez o melhor trabalho possível. Para isso, conte com o apoio de seus colegas de equipe, amigos e parentes que possam ver o material que está sendo criado e analisar seu conteúdo.

O feedback é uma importante ferramenta de apoio para qualquer criador, pois é com ele que você conseguirá melhorar o produto, além de aprender a criar conteúdos cada vez melhores.

Esse tipo de retorno não só melhora a obra que você está trabalhando, mas pode impulsionar suas capacidades para aprimorar ainda mais seu processo criativo e suas habilidades.

6. Comemore suas vitórias

Trabalhar com criatividade é colocar um pouco de você em cada produção que realizar. Por isso, se permita comemorar e ficar feliz com elogios e sucessos em cada etapa de uma produção.

Um texto sobre banco plástico para jardim aprovado pelos seus leitores é um motivo de vitória, e você deve comemorar essa etapa.

Além de ser um momento de satisfação pessoal, esse tipo de ação automaticamente gera um sentimento de positividade, impulsionando sua vontade para criar textos maiores e ainda melhores. O otimismo pode ser uma excelente ferramenta para um produtor.

Conclusão

Normalmente, o processo criativo deixa uma sensação de que algo poderia ser aprimorado, revisado ou modificado para criar um trabalho mais adequado.

É importante para o criador entender o momento de parar de se preocupar. A obra completa deve ter um começo, meio e fim delimitados, para evitar que você se prenda a elementos que não pode controlar.

Por isso, tente sempre identificar quais são as melhores formas de concluir suas criações, e aproveite o auxílio de feedbacks e opiniões de companheiros de trabalho para conseguir terminar o projeto e não ficar se cobrando demais.

Para conseguir um melhor resultado no processo criativo, é preciso ter paciência e não forçar quando você não estiver conseguindo desenvolver todo o seu potencial. 

Com isso, você será capaz de criar conteúdos ricos e adequados, garantindo cada vez mais leitores para seu blog, e quem sabe, alguns clientes buscando o seu trabalho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.