guest post Mônica Godinho

Estratégia: 5 dicas para estar por dentro do segmento do seu blog

Se tem algo que fez sucesso nas últimas décadas, desde os primórdios da internet, lá no fim dos anos 1990, foram os blogs. Por isso mesmo, cada vez mais as marcas e os autônomos têm buscado dicas para seu blog crescer em engajamento.

De fato, nos primeiros anos a internet se limitava a sites e páginas estáticas, que apenas forneciam dados básicos em um domínio. Depois ela evoluiu para os e-mails, e enfim, para os blogs, que foram as primeiras páginas que permitiram interação dinâmica.

Neste sentido, eles são o início do que depois passaria por outra revolução no nosso modo de se comunicar: as redes sociais. Isso porque os blogs foram pioneiros em oferecer caixas de comentários e opções de curtida e compartilhamento.

Assim, se o usuário entrava em uma página sobre instalação de internet, ele podia não apenas tirar dúvidas e ter um atendimento mais personalizado e ao mesmo tempo mais dinâmico, como ainda compartilhar aquilo por meio de poucos cliques.

Logo os blogs se disseminaram pelo mundo todo, atendendo desde profissionais liberais e autônomos, passando por jornalistas e escritores, até atrizes, modelos e nutricionistas. Algumas pessoas se tornaram verdadeiras celebridades graças aos blogs.

Também há casos de pessoas que ficaram milionárias, pois essas páginas começaram a gerar tráfegos enormes, atraindo uma audiência grande e chamando atenção de marcas, que queriam atrelar seu negócio a essas novas celebridades.

Mas o que vamos focar aqui é que, mesmo quando os blogs não são voltados para o prestígio de uma celebridade, eles podem ser muito vantajosos, sobretudo no sentido de fortalecimento de marca e geração de leads e novas oportunidades.

Realmente, hoje os blogs se tornaram uma peça indispensável quando o assunto é marketing de conteúdo, inbound marketing e posicionamento. Até pelo alto potencial que a ferramenta oferece em termos de SEO e posicionamento nos grandes buscadores.

Basta abrir esses motores de busca e fazer uma rápida pesquisa por algo como placas informativas personalizadas, e pronto, encontra-se mais de 97 mil resultados, em apenas 0,42 segundos. Muitos deles encaminham para blogs e vlogs.

Aí é que entra o outro lado desse universo de possibilidades e oportunidades: a concorrência e o fato de que o mercado se torna cada vez mais saturado. Até porque, todo dia novas empresas surgem, oferecendo as velhas soluções de sempre.

Por isso decidimos escrever este artigo, com as 5 dicas mais importantes para você ficar por dentro do segmento do seu blog, tornando ele uma referência na área. Confira!

1. Como dominar seu segmento?

O primeiro grande passo para ter sucesso no mundo dos blogs é gostar realmente do assunto principal que o site vai trazer. A razão é bem simples, e vai muito além da mera questão motivacional, de “ter vontade de escrever sempre”.

Trata-se da capacidade que você tem de se manter em dia com o seu segmento ou nicho de mercado. Neste sentido, o blog é da família do jornalismo, e é preciso tratá-lo mais ou menos como um periódico, que traz novidades quase diárias.

Inclusive, é possível montar uma agenda editorial com base nisso. Por exemplo, se você trabalha com aula de canto iniciante, é possível montar a seguinte agenda fixa:

  • Segunda-feira: postar dicas;
  • Terça-feira: histórias engraçadas;
  • Quarta-feira: mais dicas;
  • Quinta-feira: notícias da área;
  • Sexta-feira: novidades da marca.

Ou seja, um dia da semana fica voltado para “notícias da área”, o que pode incluir pesquisas acadêmicas e científicas sobre os impactos positivos que as aulas de canto podem trazer. Então, você não vai falar apenas de si mesmo ou da sua marca.

Isso também faz com que você estude frequentemente as novidades do seu segmento, trazendo o que ocorre de melhor nele para seus leitores e visitantes.

Tenha certeza de que se você acertar o timing e sempre trouxer novidades na frente da concorrência, isso já será meio caminho andado para o sucesso do seu blog. Imagine, por exemplo, como a área de computador novo deve mudar constantemente.

Inclusive, hoje os próprios motores de busca ajudam nisso, até mesmo de maneira automatizada. Assim, ao cadastrar-se neles, é possível pedir para ser avisado sempre que uma novidade for publicada com as palavras-chave da sua área.

2. Por dentro da persona da marca

Hoje em dia todo mundo já ouviu, ao menos uma vez, o termo “público-alvo”. Acontece que esse conceito foi aprofundado, então, é preciso definir também a persona da marca, e junto criar dois ou três perfis com base nela.

O interessante é que dominar seu segmento, tal como aprofundamos acima, já ajuda nisso também. 

Afinal, ao pesquisar o mercado, investigando a concorrência, as novidades e as palavras-chave da área, fatalmente você já se atualiza sobre o que as pessoas têm buscado, ampliando a assertividade do seu blog.

A grande diferença aqui é que o público-alvo traz apenas informações básicas, como idade, profissão, gênero e poder aquisitivo dos clientes em potencial.

Agora, se você trabalha com higienização interna automotiva e quer entender a fundo o comportamento do seu cliente, vai precisar aprofundar os perfis da persona, respondendo às seguintes perguntas:

 

  • Quem é o meu cliente ideal?
  • Onde exatamente encontrá-lo?
  • Quais blogs ele mais lê e visita?
  • Que redes sociais ele mais acessa?
  • O que adora e o que odeia em uma marca?
  • O que ele faz nas horas vagas?
  • Como consome notícias e novidades?
  • Quais filmes, séries e músicas ele curte?

Ao criar dois ou três perfis semifictícios que respondam essas perguntas, você pode dar nome e até mesmo atribuir uma foto de alguém real a eles.

Quando for escrever seus artigos e blog posts, ficará evidente que o seu horizonte estará muito mais claro, e o material vai se tornar muito mais assertivo.

3. Identidade verbal e visual: o que são?

É muito comum ouvir falar em identidade visual, que é aquilo que garante que todas as fotos, imagens e até as cores da sua marca, sigam sempre a mesma lógica, de maneira harmoniosa.

De fato, ela é extremamente importante, até porque um bom blog precisa trazer fotos boas, pertinentes aos temas e com alta qualidade técnica.

Além disso, o layout e a usabilidade do blog também passam por aí, e também precisam seguir a identidade visual da marca.

Já a identidade verbal é mais desconhecida, embora seja igualmente importante. Trata-se da filosofia da marca, dos famosos pilares de “Missão, Visão e Valores”.

Se o blog veio para dar vida digital a uma loja de material de construção, qual é a cultura organizacional da empresa? Isso é importante para que o público sinta a coerência da marca, mas também para os funcionários.

Quando o blog já tiver redatores e revisores, eles vão precisar dessas coordenadas para fazer a manutenção da agenda editorial, definindo pautas relevantes, o estilo da escrita, o tipo de linguagem empregada e daí em diante.

4. O poder dos motores de busca

Acima, apenas mencionamos os buscadores, mas eles merecem mais atenção. Realmente, não é possível falar sobre blogs sem tocar neste ponto.

Já abordamos como eles são poderosos em trazer milhares de resultados em poucos segundos, inclusive ajudando em pesquisas de mercado. Já a marca precisa fazer o esforço contrário: aparecer com destaque na busca dos outros.

Um modo gratuito de conseguir isso é o SEO, que é a Otimização Para Motores de Busca. Para isso, você precisa que seu blog cumpra com os algoritmos e parâmetros dos buscadores, especialmente no sentido de escrever artigos originais e relevantes.

Outro modo é o dos links patrocinados. Com eles você impulsiona uma palavra-chave como “cordão para caneca”, e ela simplesmente começa a aparecer com destaque dentro de poucas horas, trazendo muito mais evidência para o seu blog.

5. Como criar conteúdos disruptivos?

Vamos finalizar com essa quinta dica. Até aqui já ficou claro que manter um blog de sucesso é muito mais do que “gostar de escrever”, já que envolve uma série de questões técnicas e estratégias indispensáveis.

Por isso, outra maneira de promover seus conteúdos é por meio do inbound marketing. Ele é que traz a filosofia de gerar conteúdos originais e de qualidade, que são uma demanda das novas gerações, ávidas por marcas conectadas e inovadoras.

Então, além de artigos comuns, recorra a outros formatos, tais como:

  • Newsletters;
  • E-mail marketing;
  • E-books;
  • Vídeos e áudios;
  • Infográficos;
  • Checklists.

Ou seja, seu blog vai atender uma gama muito maior de pessoas. Imagine, se a empresa trabalha com gravação de áudio, é claro que sua persona gosta de tecnologia.

Assim, ao trazer vídeos e áudios no blog, seus seguidores vão poder assistir ou mesmo ouvir as matérias em vez de precisar lê-las, o que permite que consumam o material enquanto fazem outras coisas, como exercícios físicos.

Enfim, essa quinta dica é importante para mostrar que a internet é mesmo muito dinâmica e, por isso, quem quiser realmente ficar por dentro do segmento do seu blog, vai precisar ler e se esforçar sempre.

Com as ideias práticas que trouxemos acima, isso vai ficar muito mais fácil.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.