guest post Mônica Candido

Quer evitar problemas de saúde durante a viagem? Veja quais protocolos de saúde seguir

Utilizar máscara, verificar as normas sanitárias implementadas nos locais visitados e evitar contatos físicos são alguns deles

O momento atual para o turista brasileiro demanda cuidados. O risco da contaminação pela COVID-19 ainda existe e, por isso, é fundamental seguir determinadas regras para preservar a integridade de todos, incluindo demais viajantes e funcionários dos estabelecimentos turísticos.

Assim, caso você compre uma passagem de ônibus para Curitiba ou outra cidade nos próximos meses, é preciso estar atento. A segurança de todos só pode ser assegurada se cada um fizer a sua parte e tomar as precauções necessárias. Neste texto, conheça algumas das medidas recomendadas.

Cuidados do turista

Para viajar com segurança atualmente, é importante que o turista adote uma série de atitudes para preservar não apenas o seu bem-estar, mas de todos ao seu redor. A principal delas é não viajar se estiver apresentando sintomas da COVID-19 ou se esteve na presença de alguém que manifestou a doença nos últimos 14 dias.

Verificação dos protocolos de segurança

Antes de viajar, procure se informar em sites de notícias confiáveis e em órgãos públicos, como prefeituras e secretarias de saúde, sobre a situação atual do seu destino. Obtenha informações sobre quais medidas de segurança estão sendo tomadas para preservar o bem-estar da população.

O mesmo vale para o local em que você irá se hospedar. Certifique-se que as normas sanitárias de segurança foram implementadas pelo estabelecimento e que eles estão adotando os cuidados necessários para não pôr em risco a saúde dos hóspedes e funcionários.

Curso de intercorrencias e ultrassonografia na hof
Você sabia que através da Ultrassonografia conseguimos reduzir quase que por completo os riscos de intercorrências, conferindo muito mais segurança para os pacientes? Além disso, o U.S consegue guiar a aplicação de hialuronidase em casos de necessidade de remoção do ácido hialurônico. Fique atento(a) para a abertura de novas turmas!

 

Uso de máscara e exposição ao vírus

 

Outra obrigação é utilizar máscaras que cobrem o nariz e a boca em todos os ambientes públicos que você frequentar. Esse cuidado já se faz necessário desde o ônibus que você pega para viajar, uma vez que um ambiente fechado pode facilitar a contaminação pelo vírus.

Caso viaje com veículo próprio, lembre-se de que cada parada é um momento em que você irá se expor ao vírus. Portanto, procure planejar a sua viagem com antecedência. Encha o tanque do seu carro antes de iniciar viagem e leve lanches de casa, diminuindo a necessidade de parar no caminho.

Ao chegar no hotel ou pousada em que for se hospedar, lembre-se que essa preocupação deve ser mantida. Evite tocar em superfícies sem necessidade e sempre que possível, higienize suas mãos com o uso do álcool em gel. Isso impedirá que o vírus se instale nelas e você se contamine ao levá-las para perto do rosto.

Contato direto e indireto

Evite cumprimentar outras pessoas com contato físico, seja com aperto de mão ou abraços. Procure manter uma distância de segurança de pelo menos um (1) metro e evite aglomerações nas recepções. Se possível, utilize os canais online e faça o check-in com antecedência.

Não compartilhe objetos pessoais com outras pessoas, pois a contaminação pode acontecer via contato cruzado. Inclusive, procure higienizar esses objetos (como copos, celulares, chaves etc) com frequência, utilizando um pano umedecido em álcool em gel.

Selo Turismo Responsável

Outro ponto importante a que o turista deve estar atento é o Selo Turismo Responsável. Trata-se de uma iniciativa do governo federal criada para preservar a saúde dos turistas e trabalhadores do setor de turismo. O selo é composto por uma série de protocolos sanitários chancelados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e que servem para orientar os estabelecimentos turísticos.

A recomendação do Ministério do Turismo é que o resort, hotel ou agência de viagem exiba o selo em seu site ou aplicativo em um local de fácil visualização. Assim, o cliente pode conseguir mais informações sobre o que está sendo feito por aquele local por meio de um QR code.

Para os serviços interessados, a obtenção do selo acontece de forma fácil e gratuita. É necessário que os estabelecimentos se inscrevam no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur). O órgão irá avaliar quais as medidas sanitárias aquele local deve adotar e verificar se essas medidas foram implementadas. Em caso positivo, o uso do selo é permitido.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.