Blogger Diego Bini

4 dicas de marketing automotivo que realmente funcionam

Todo gestor de concessionária, dono de loja de material automotivo ou diretor de marketing de fabricantes e montadoras precisa conferir algumas dicas de marketing automotivo de vez em quando. Afinal de contas, não dá para negar que o segmento conta com um contexto muito específico e que nem sempre o que funciona em uma área vai funcionar em outra.

Por exemplo, comprar um carro, comprar um pneu ou um novo tipo de óleo para o motor são 3 experiências completamente diferentes. 95% de todas as jornadas de compra de automóveis no Brasil começam com uma pesquisa no Google. Isso mostra que os veículos são produtos que só são comprados depois do consumidor estar muito bem decidido, com bastante informação em mãos. Já para comprar um óleo, não é necessário tanta pesquisa. Logo, o marketing da loja vai atuar mais no momento da compra em vez de agir no momento de construção da demanda.

E aí, quer ver algumas dicas de marketing automotivo que realmente funcionam e trarão melhores resultados para sua empresa? Então siga a leitura do artigo abaixo!

1. Investir em conteúdo é uma das melhores dicas de marketing automotivo

O mercado automotivo é um setor de muito valor agregado. Isso significa que não é o preço que dita a tomada de decisão dos clientes, mas sim o valor oferecido (falaremos sobre isso com mais detalhe no próximo item).

Dessa forma, é importante educar o seu consumidor e fornecer insumos intelectuais para que ele forme sua decisão. Por exemplo, imagine que sua concessionária trabalhe apenas com carros Toyota. Um dos seus principais produtos é o Toyota Prius, um automóvel híbrido com várias vantagens, mas preço um pouco acima da média.

Para conseguir vender esse automóvel de forma consistente, é importante educar os consumidores sobre os benefícios do carro. Por exemplo, qual é a economia mensal em combustível com o Prius na garagem? Considerando seu consumo de incríveis 18,9 km/l de gasolina (quase o dobro de alguns concorrentes), ele deve ser significativo.

É importante que o consumidor tenha essas informações para tomar sua decisão. E isso é feito pela produção de conteúdo de qualidade, tanto em um blog para trabalhar com marketing de engines de busca, quanto em vídeos e outras ferramentas digitais.

2. Entenda como é o processo de tomada de decisão do seu cliente

O mercado automotivo tem um funcionamento muito próprio. Ele engloba vários produtos diferentes e, portanto, vários consumidores distintos também. Isso faz com que não exista uma maneira unificada para tratar os clientes e alcançá-los, o que aumenta a dificuldade de atuar no setor.

No entanto, é importante entender como funciona o processo de tomada de decisões do seu cliente, especialmente em qual momento ele decide comprar um produto.

 

Por exemplo, imagine o processo de comprar um carro. É uma decisão muito lenta, que é formada com o tempo, após muitos vídeos, textos e conversas. É algo que vai fermentando na mente do consumidor.

Já comprar um óleo para o motor é algo feito quase que na hora da revisão, é uma decisão com muito menos reflexão. Portanto, são duas maneiras diferentes de alcançar o consumidor.

Dessa forma, é importante adaptar suas estratégias para alcançar o cliente no momento de tomada de decisão e influenciá-la a seu favor.

3. Invista em remarketing para produtos mais baratos

Muitos produtos baratos, que são comprados pela Internet, podem ser vendidos pela técnica de remarketing. Basicamente, o remarketing é uma maneira de alcançar o consumidor que foi até seu site e viu um produto, mas não o comprou.

Essa ferramenta permite alcançá-lo nas redes sociais, no e-mail ou em outras plataformas, dependendo das informações que você tiver. Seu principal benefício é aumentar o aproveitamento de leads: usar o recurso faz com que uma porcentagem daqueles clientes que não compraram sejam impactados novamente.

4. Monte uma estratégia de captação em vários canais

Por fim, não pense que você conseguirá clientes de maneira consistente no mercado automotivo atuando em apenas um canal. Por exemplo, só com um blog ou só com as redes sociais.

Para poder ter o máximo de resultados nesse segmento tão concorrido é necessário ter uma estratégia de captação completa, que atue em vários canais diferentes. É preciso trabalhar com as redes sociais, blogs, influenciadores, vídeos e muito mais.

Pronto! Essas são as principais dicas de marketing automotivo para você colocar em prática na sua empresa, concessionária, loja ou qualquer outro tipo de negócio envolvendo o setor de carros e seus produtos relacionados. Lembre-se de que esse mercado tem muito valor agregado, o que faz com que lógicas simples de “o mais barato é quem vende mais” não se aplicam. Basta ver como o Onix vende mais que o HB20, mesmo sendo mais caro. É importante oferecer valor ao seu cliente e o marketing é o responsável por comunicar isso.

E aí, gostou do conteúdo? Então comente abaixo dizendo quais as suas maiores dificuldades para lidar com o marketing automotivo!

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.