guest post Mônica Candido

Como é o Concurso do Tribunal de Justiça e como se preparar?

Está interessado em realizar o concurso do Tribunal de Justiça? Confira essas dicas e saiba como se preparar.

A estabilidade e a remuneração são os principais fatores  que atraem o interesse de milhares de brasileiros para o concurso Tribunal de Justiça. Com vagas que atendem a diferentes perfis de concurseiros, as oportunidades vão desde o nível médio até o nível superior.

O que é o Tribunal de Justiça

O Tribunal de Justiça é o órgão responsável por reexaminar as decisões de primeira instância em processos judiciais. Também é responsável pela organização dos fóruns nas comarcas de um estado, realizando concursos públicos para a contratação de servidores públicos. 

Sua função é essencial para o sistema jurídico brasileiro, tendo em vista a garantia de acesso a todas as fases do processo, desde a primeira instância até os níveis superiores.

Como trabalhar no Tribunal de Justiça

Para trabalhar no Tribunal de Justiça e nos fóruns das comarcas, é fundamental realizar concurso público específico, e essa regra vale tanto para escreventes técnicos como para oficiais de justiça e magistrados. No caso específico dos desembargadores, que são os “juízes de segunda instância”, o processo é um pouco mais complicado. 

Para se tornar desembargador, além da formação em direito e da aprovação em concurso público para juiz ou para um cargo no Ministério Público, é preciso ter pelo menos três anos de experiência e se destacar na área jurídica. Alcançados todos esses requisitos, a ocupação do cargo de desembargador depende, ainda, de indicação.

As vagas no Tribunal de Justiça

Elas podem variar de acordo com as necessidades do Tribunal de Justiça, com vagas para carreira de magistrado, oficial de justiça e escrevente técnico judiciário, por exemplo.

No caso da vaga de escrevente técnico judiciário, as funções incluem a execução de atividades relacionadas à organização e ao suporte técnico e administrativo às unidades do TJ. Além disso, compreendem dar andamento aos processos judiciais e administrativos, atendimento ao público, elaboração e conferência de documentos, controle de materiais de expediente e demais atos comuns à rotina da vara de atuação.

 

Como estudar para o concurso do TJ

Para estudar para qualquer concurso público, é fundamental ler todo o edital. Nele, o concursado encontrará as principais informações sobre prazos de inscrição, realização de provas, exigências e o conteúdo abordado.

De forma geral, a preparação básica é sempre a mesma e inclui matérias como: língua portuguesa, direito administrativo, direito constitucional, administração financeira, administração pública, raciocínio lógico e informática. Se o edital ainda não foi publicado, o interessado pode começar estudando essas matérias, aguardando assim a publicação do edital para avaliar todos os conteúdos exigidos.

O suporte de empresas especializadas em concursos públicos pode ajudar nos estudos, principalmente por oferecerem uma visão mais direcionada para as exigências de cada banca. No caso da vaga para analista administrativo, que depende de formação superior, as matérias cobradas também incluem língua portuguesa, direito administrativo e constitucional, direito civil, informática e raciocínio lógico.

O estudante precisa ter em mente que a preparação prévia, mesmo antes da publicação do edital, pode fazer toda a diferença no desempenho durante as provas. Criar um planejamento de estudos considerando a preparação em matérias básicas e nos temas mais cobrados em provas anteriores ajuda o candidato que quer sair na frente. Nesse contexto, o suporte de escolas preparatórias especializadas em concurso público pode ajudar na aprovação. 

Independentemente da vaga escolhida, a dica é sempre se organizar, estabelecer uma meta diária de estudos, estudar provas anteriores e contar com o suporte de uma escola preparatória. 

Somado a isso, o candidato precisa ter em mente que o edital é o principal norteador dos seus estudos, por isso é necessário estar atento aos requisitos, prazos e exigências. Todo o conteúdo abordado na prova está descrito no edital, razão pela qual é fundamental conhecê-lo. 

Com foco e dedicação, é possível conseguir aprovação em um concurso público, seja do Tribunal de Justiça ou de outro órgão. A escolha da vaga e do órgão para o qual se vai prestar o concurso deve ser feita com base nos objetivos e planos do concurseiro.  

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.