guest post Mônica Candido

Criptografia de dados: qual a importância da ferramenta?

A criptografia é um assunto que vem ganhando bastante destaque, principalmente após a vigência da Lei Geral da Proteção de Dados (LGPD). Afinal, nos últimos tempos, tornou-se comum que todos temessem por sua segurança e privacidade no meio digital.

A maioria das pessoas ao redor do mundo está de alguma forma conectada a internet, seja nas redes sociais, assistindo a um vídeo no YouTube logado em sua conta ou até mesmo interagindo com outras pessoas através de games online.

A verdade é que muita informação é liberada na internet diariamente, que se transforma em um turbilhão de dados, alguns mais triviais e outros de suma importância, mas ainda assim, são muitas as informações que navegam através do ciberespaço, por assim dizer.

Porém, nem sempre pensamos o quão perigoso pode ser essa liberdade que conquistamos. 

Se a todo momento nossos dados podem estar expostos, não importa o que façamos no meio digital, se apenas interagimos nas redes sociais ou fazemos a compra de um anel com pedra de diamante em uma loja online.

Diferente do que muitos pensam, a criptografia não é um sistema de segurança usado apenas por grandes empresas ou organizações. 

Ela é usada até mesmo em ações consideradas mais simples para proteger os seus dados, como as mensagens em seu WhatsApp.

Portanto, para que não fique nenhuma dúvida de como funciona a criptografia, a sua importância e o seu impacto no dia a dia de sua empresa ou de sua casa, confira algumas orientações e benefícios que serão apresentados ao longo deste artigo.

 

Afinal, o que é criptografia?

Seja na hora de confirmar as informações de seu cartão de crédito no momento da compra de uma impressora etiqueta código de barras ou um smartphone de última geração, a criptografia estará ali para ajudar a manter os seus dados em sigilo.

De forma resumida, a criptografia nada mais é do que um conjunto de técnicas utilizadas para proteger e manter o sigilo de uma informação para que apenas o emissor e o receptor saibam o que foi enviado e consigam, de fato, entendê-la.

O modo mais comum de mensagem criptografada utiliza-se de alguns algoritmos para realizar uma codificação quando se envia a mensagem e a decodificação quando se recebe a mesma.

Isso dificulta bastante o trabalho de alguém tentar quebrar o código e descobrir o conteúdo.

Somente quem tem a chave, também conhecida como permissão, pode ler a mensagem que foi enviada, independentemente se foi de dentro de um ambiente coworking, que contenha uma cadeira para call center ou de uma empresa de alimentos. Afinal, a ideia é que a mensagem seja protegida.

Embora essa prática sempre tenha existido, é somente nos dias atuais que começaram a dar o devido valor a ela, afinal, nenhuma empresa quer ser responsável por deixar os dados de seus clientes vazarem.

A importância da proteção de dados

É quase impossível uma empresa permanecer nos dias atuais sem um bom sistema de segurança para proteger as informações que diariamente são lançadas na internet. Neste caso, iremos abordar a criptografia que, até hoje, gera um grande impacto no meio digital.

Desde uma empresa de entrega motoboy até negócios que trabalham com serviços terceirizados de TI, todas precisam investir em alguma forma de proteger os dados do cliente, pois pessoas mal intencionadas podem estar tentando obtê-los e tirar vantagem.

Caso aconteça desses dados serem vazados, diversos malefícios podem ocorrer tanto com o cliente quanto à empresa que não conseguiu proteger as informações e, na maioria das vezes, quando em processo judicial, a companhia sai na pior.

Mesmo porque, depois de obtidas as informações, os criminosos podem utilizá-las para comprar produtos, falsificar cartões e identidade das vítimas, gerando diversos problemas que podem não ter volta, dependendo de como seja feito.

Independentemente se a empresa trabalha com etiqueta bolinha colorida ou serviços logísticos, os criminosos podem utilizar de informações sigilosas da própria empresa para realizar chantagens e lucrar, prejudicando toda uma organização.

Como realizar uma criptografia

Existem diversos tipos de criptografia e muitas delas são realizadas por sistemas que mudam o padrão de combinação o tempo todo para dificultar a invasão de criminosos nos sistemas para conseguir retirar as informações e decodificá-las.

Atualmente, os tipos de criptografia mais utilizados são os que fazem uso de chaves e protocolos simétricos e assimétricos, que podem ou não ser decodificados durante a emissão ou durante o recebimento de uma mensagem.

 

Não apenas isso, mas os protocolos também ajudam nesse processo, transformando textos, imagens, vídeos e mensagens completas em caracteres especiais de vários tamanhos, formas e estilos, dificultando a atividade de qualquer criminoso.

Dessa forma, ambas as partes (emissor e receptor) estão mais seguras, principalmente o cliente quando for comprar em algum site online o seu caderno personalizado a4, afinal, a organização e codificação dos dados estará bem organizada.

É importante ainda se atentar que, a grande maioria das criptografias é realizada por sistemas de matrizes, ou seja, são tabelas com números, letras e uma infinidade de combinações que são projetadas para dificultar ao máximo a leitura.

Exemplos da utilização de criptografia no cotidiano

Agora, vamos acompanhar alguns lugares-chave onde a criptografia pode ser utilizada. Dentre todas as diversas possibilidades, algumas podem ser destaque pelo seu impacto no mercado ou pela frequência de uso, como:

  • WhatsApp;
  • Redes sociais;
  • Internet banking;
  • Plataformas da nuvem;
  • Contratos eletrônicos.

Tais ideias podem ser bastante expandidas quando pensamos no meio digital, ajudando a proteger os dados do cliente inclusive no momento de agendar consulta oftalmologista, embora esse não seja o foco de muitos criminosos.

Sem mais delongas, você vai entender mais sobre os lugares onde a criptografia pode ser bem utilizada no cotidiano, e que muitas vezes pode passar despercebida:

1 – Sistemas de Internet Banking

Com toda certeza, qualquer sistema que está diretamente ligado ao dinheiro de alguém necessita de um sistema de segurança eficaz, do qual seja realizada a manutenção quase diariamente. A criptografia é um desses sistemas, e que deve ser obrigatório.

Normalmente, quando alguém vai realizar um pagamento, consulta ou gerenciamento de sua conta através do Internet Banking, uma ferramenta de criptografia é mostrada no momento do login, para que assim ninguém consiga tirar uma foto ou copiar o código.

Não apenas isso, mas a conta tem uma ligação direta com, normalmente, o celular do usuário, fazendo com que somente ele consiga ter acesso às informações naquele momento.

Inclusive, o QR Code é o exemplo mais conhecido de criptografia pelas pessoas em transações bancárias, e é bastante utilizado nos dias atuais.

Indo desde uma compra onde são necessárias as informações do comprador, até mesmo em um sorteio de um estampo de corte e repuxo, onde a inscrição é feita por um celular através do QR Code.

2 – Criptografia também no WhatsApp

Este talvez seja o exemplo mais comum e que muitas pessoas sabem que tem, embora não entendam exatamente como funciona ou o motivo de existir. Porém, saiba que a criptografia em seu WhatsApp é mais importante do que se pode imaginar.

Se as mensagens do seu aplicativo não fossem criptografadas, qualquer um com más intenções poderia tentar invadir o banco de dados do WhatsApp e conseguiria saber tudo o que foi mandado em uma conversa para qualquer pessoa.

O problema é que essas informações podem ser informações sigilosas de uma empresa e até mesmo conversas pessoais ligadas pela intimidade dos indivíduos, sendo uma grande invasão de privacidade caso sejam expostas.

É por esse e outros motivos que o WhatsApp cria um ótimo serviço de criptografia e suas mensagens não são vazadas por aí, mesmo porque muitos utilizam o aplicativo para conversas pessoais e merecem ter a sua privacidade intacta.

3 – As redes sociais não estão livres

As redes sociais também possuem sua própria forma de segurança como meio de proteção a ataques de hackers e outros criminosos que queiram prejudicar os usuários utilizando informações disponíveis na plataforma.

A criptografia de dados é uma delas, utilizada em diversos aplicativos dentro das próprias redes sociais e até mesmo nas mensagens que você envia para os seus conhecidos, como no Instagram ou Facebook, por exemplo.

Considerações finais

Neste artigo, entendemos um pouco mais sobre o que é criptografia de dados, como essa ferramenta é aplicada em nosso cotidiano e alguns lugares onde ela é bem utilizada, mesmo que nem sempre percebamos ou saibamos de sua utilização.

Pode-se dizer que o futuro da tecnologia será empregado cada vez mais formas de proteger os dados do usuário, principalmente pela LGPD, então muitas empresas se preocuparão em atender tal demanda para evitar possíveis dores de cabeça, como processos judiciais.

Portanto, se você é dono de uma organização, esteja atento e descubra novas formas e lugares para proteger os dados de seu cliente e adapte as orientações disponibilizadas à realidade do seu negócio.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.