guest post Mônica Candido

Tráfego no blog: 10 dicas que geram resultado

Hoje em dia, a maioria dos empresários já sabe da importância de estar presente na internet, bem como de manter um blog atrelado ao site da empresa. Porém, ainda são poucos os que sabem como aumentar o tráfego das páginas criadas.

De fato, foi-se o tempo em que ter um site institucional era o bastante, pois hoje existem tantas plataformas digitais importantes que apenas ficar “esperando” que os clientes em potencial encontrem seu site não é o suficiente.

Um exemplo dessas plataformas são os próprios motores de busca, dos quais falaremos bastante adiante, já que são fundamentais para a saúde do tráfego de um blog, principalmente se ele está iniciando na web.

Se pesquisamos algo como impressora etiqueta codigo de barras, que é uma demanda nichada, logo encontramos centenas ou mesmo milhares de resultados, a maioria deles com geolocalização, indicando as soluções mais próximas de nós.

Tenha certeza de que se esses mesmos sites não estivessem aparecendo bem ranqueados ali eles não teriam nem metade do tráfego que têm. Por isso decidimos escrever este artigo, explicando melhor como tudo isso é possível.

O mais bacana é que, atualmente, essas estratégias estão tão disseminadas e evoluídas que realmente é possível aplicá-las a qualquer segmento ou nicho de mercado, seja uma empresa de entrega motoboy ou uma loja virtual de roupas e joias.

Então, se você quer entender como exatamente isso é possível, aumentando consideravelmente o tráfego do seu blog e os seus resultados gerais, basta seguir adiante na leitura.

1. Os 4 tipos de tráfego

O primeiro grande passo ou grande dica a seguir é entender quais são os tipos existentes de tráfego, já que é muito comum algumas empresas não conseguirem resultado simplesmente por fazerem algo sem sinergia com o seu próprio negócio.

Por exemplo, uma empresa de fabricacao de peca agricolas, que é um segmento relativamente novo no Brasil, pode ganhar muito investindo em tráfego orgânico, que vem por meio do blog, já que matérias que expliquem do que exatamente se trata, tendem a atrair leitores.

Isso não quer dizer que o negócio não vá aproveitar outras modalidades de tráfego, mas certamente ele precisa entender qual a mais promissora. Neste sentido, podemos falar em quatro tipos básicos de tráfego digital, que são os seguintes:

  • Tráfego orgânico;
  • Tráfego pago;
  • Tráfego de referência;
  • Tráfego de linkagem.

Também existe o tráfego direto, que é quando alguém digita o seu site na barra de endereço, mas ele depende de outras formas de divulgação, geralmente offline, ou ninguém jamais saberá qual é o endereço do seu site.

2. O crescimento orgânico

Agora vamos aprofundar o tráfego orgânico, que depende do blog aparecer bem ranqueado nos grandes motores de busca, como Google, Bing, Yahoo e Ask Brasil.

Há dois modos de fazer isso, pagando pelos anúncios, ou então pelo SEO (Search Engine Optimization, ou seja, Otimização para Motores de Busca).

Sempre que falamos sobre tráfego orgânico, é sobre SEO que nos referimos. 

Os algoritmos para conseguir um bom ranqueamento variam de tempos em tempos, mas a essência sempre foi gerar conteúdos originais, gratuitos e de qualidade, que engajem o público.

Assim, se a empresa lida com estampo de corte e repuxo, ela precisa investir no marketing de conteúdo, trabalhando as principais palavras-chave do seu segmento com a eficiência devida.

Um exemplo de algoritmo é, justamente, a presença dessa palavra-chave, que deve aparecer na URL da página, na meta-description, no título e no primeiro parágrafo do artigo, e daí em diante.

Outro exemplo são as inovações inevitáveis, como criar páginas responsivas, que possam abrir em qualquer dispositivo mobile, como celulares e tablets.

3. O tráfego de referência

Esta modalidade que citamos acima nada mais é do que conseguir fazer com que seu blog e seus conteúdos sejam “referenciados” por outras páginas, o que ocorre por meio de links.

Aliás, essa gestão de link (que no marketing digital se chama link building) é um dos algoritmos de maior peso para os grandes motores de busca, e que gera muito tráfego.

Mas a estratégia vai além disso, focada em parcerias com nomes que já são uma autoridade no seu segmento. 

Se uma papelaria vende etiqueta bolinha colorida, ela não precisa trocar links com um concorrente direto, é claro, mas com um setor transversal. Neste caso, poderia ser uma fábrica de papel e celulose. 

Além de melhorar o SEO, aumentando por si mesmo o tráfego do blog, você ainda consegue fortalecer a marca, mostrando que ela está bem inserida no mercado e tem parcerias com os melhores.

Um exemplo de como fazer o tráfego de referência rodar bem é o guest post, que é justamente quando você troca de artigos com um parceiro, deixando links do seu site no material dele, e vice-versa.

4. O tráfego de linkagem

Esse tráfego de linkagem tem algo a ver com o de referência, com a diferença de que aqui é você mesmo quem espalha seus próprios links.

Isso permite fazer com que seu tráfego aumente com base em recursos que você já tem, como suas redes sociais e seu banco de leads.

No primeiro caso, desenvolva campanhas de tipo marketing 360 graus, que sempre levem em conta todas as suas frentes digitais.

Ou seja, ao escrever um artigo sobre como agendar consulta oftalmologista, faça um link para suas redes sociais. Ao mesmo tempo, implemente os botões de compartilhamento com elas dentro do próprio blog.

 

No caso do banco de leads, você precisa de campanhas e ações de marketing que façam e-mail marketing, como no caso das famosas newsletters, que você dispara com frequência aos seus clientes ou contatos em potencial.

Disparar todos esses links de cada matéria escrita vai fazer com que mais pessoas cheguem nelas, alimentando o tráfego da página e criando um círculo virtuoso.

5. Crescer com tráfego pago?

Certamente, pagar pelos patrocínios e anúncios para impulsionar seu blog é uma estratégia indispensável, ela só exige alguns cuidados.

O principal deles é desenvolver bons conteúdos, em vez de pensar que pagar para aparecer vai resolver todos os problemas. Afinal, se o cliente entrar no site e não encontrar nada valioso ali, ele sairá sem fazer a ação desejada.

Por outro lado, os anúncios são extremamente acessíveis e práticos. Você pode customizar uma campanha com valores que começam baixos, e ir aumentando aos poucos, além de definir o perfil de pessoas que deseja impactar.

6. A agenda editorial

Depois de compreender melhor os tipos de tráfegos e como cada um deles pode ser potencializado por ações práticas que você precisa tomar, é possível incrementar algumas frentes, como a da escrita dos artigos.

No fundo, é preciso ter uma postura de excelência no seu blog, a começar pela agenda editorial, que permite publicar com a frequência devida e com uma melhora na produção dos temas.

Se você for fazer uma série sobre caderno personalizado a4, é preciso que cumpra a agenda firmada de antemão, pois assim seu público aprende a esperar por suas novidades.

Isso também faz com que os leitores compartilhem mais o seu conteúdo, aumentando significativamente o tráfego da página.

7. Diversifique as multimídias

Um erro muito comum é pensar que um blog só pode fazer sucesso se ele tiver artigos bem escritos.

É verdade que é preciso escrever bem, contudo, também é possível e até preciso diversificar nas multimídias, trazendo também vídeos explicativos, áudios e conteúdos em outros formatos, como e-books, infográficos, planilhas e afins.

Além disso, se um conteúdo pode ser ouvido em vez de lido, a pessoa pode consumi-lo enquanto faz outras coisas, como dirigir ou exercitar-se.

8. Sobre títulos atraentes

Tanto ao escrever e-mail marketing quanto o próprio blog, é preciso ter certa habilidade ao escolher os títulos das matérias.

De fato, não apenas seu material começa pelo título, como o próprio leitor vai ter acesso a ele antes de tudo, de modo que pode ser atraído de modo mais assertivo.

Hoje em dia, formatos excelentes são os post-listas, como “10 motivos para presentear com um anel com pedra de diamante”, que atraem cada vez mais pessoas, aumentando o tráfego do seu blog.

9. Invista no visual

Pouca gente costuma levar em conta a importância do aspecto visual de um blog, o que, aliás, tem vários sentidos na hora de ser melhorado.

O primeiro deles é o de trazer sempre fotos bonitas e em alta definição para o texto, seja com ilustrações ou fotos de produtos.

Outro aspecto é o da identidade visual do blog, que se for bem feita, tende a ser marcante e ficar na cabeça das pessoas, favorecendo compartilhamentos e acessos futuros.

Assim, se as pessoas indicam e estão sempre voltando, seu tráfego aumenta consideravelmente, além de que algumas dessas estratégias também ajudam no SEO.

10. Quando terceirizar?

Por fim, é preciso considerar que talvez seu blog não esteja tendo um bom tráfego por conta de alguma limitação técnica.

Isso pode se dar na hora de escrever os artigos, de configurar as campanhas pagas ou mesmo de otimizar a página. Portanto, uma dica fundamental é saber a hora de terceirizar.

Talvez você seja ótimo no seu ofício, mas não em escrever, então prefira contar com os serviços de um revisor ou mesmo redator.

Também há profissionais focados apenas em tráfego pago, bem como na implementação de um SEO mais assertivo, etc.

Ou seja, é preciso profissionalizar o seu blog caso você espere dele resultados profissionais, certo? Com as dicas que demos acima, vai ficar ainda mais fácil fazer isso e evoluir dia a dia.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.