guest post Mônica Candido

Como escolher um sistema de gestão para seu e-commerce

Ter um ERP é uma das decisões mais importantes para quem deseja ter um e-commerce. Isso porque, ele será o responsável por integrar diversos setores da distribuidora, como estoque, logística, financeiro, controladoria entre outros. 

E é por integrar tantos setores da distribuidora que é preciso atenção e cuidado ao escolher um dos pilares para o sucesso de qualquer empresa que deseja expandir seu negócio para o mercado virtual, o ERP.

Mas a pergunta que fica é: como escolher um sistema ERP adequado para o e-commerce da sua empresa? Confira:

O que é um ERP para e-commerce?

O ERP para e-commerce nada mais é do que um sistema integrado de gestão voltado para o controle de lojas virtuais, garantindo operações eficientes e geração de lucro. Além disso, há particularidades neste tipo de negócio que precisam ser contempladas, coisas que um ERP comum não atenderá à sua distribuidora. 

Entres os módulos que um ERP para e-commerce tem são: faturamento, financeiro, fiscal, logística, gerencial, compras, estoque e relacionamento. Com esses módulos, sua distribuidora poderá automatizar processos, definir projetos  e otimizar lucros. Tudo de maneira integrada, evitando erros e retrabalhos.

Como escolher o ERP adequado? 

Até aqui já entendemos o que é o ERP para e-commerce, agora chegou a hora de saber como escolher o ERP ideal para o sistema da sua distribuidora. Confira a seguir algumas dicas que podem ajudá-lo!

Escolha um ERP especializado no seu nicho

Existem no mercado diversos ERP’s especializados, que atendem diferentes nichos, além de atuar em segmentos específicos como: serviços, distribuidora, reformadora, indústria entre outros. Por isso, ao escolher um ERP busque aquele que se enquadra no segmento de atuação da sua empresa. 

Assim, seu negócio ganhará velocidade na implementação e efetividade nas soluções. 

Avalie o custo-benefício

Avaliar o custo benefício que o ERP trará para sua distribuidora é um passo importante na hora de escolher o software. Não basta ter preço acessível se não entrega as funcionalidades que a distribuidora precisa, o que também não adianta ter um sistema completo se as funcionalidades principais que a empresa precisa não são oferecidas. 

O ideal é verificar dentro das opções de mercado o que elas oferecem de funcionalidade, suporte e treinamento, fazendo o levantamento de custos com a implementação de mensalidade. 

Ou seja, sua distribuidora precisa de um sistema integrado, um e-commerce nativo onde o gestor terá a sua disposição a mesma equipe de atendimento do ERP, que conhece bem os caminhos das duas tecnologias.

 

Faça testes antes de fechar contrato

Antes de fechar contrato, o mais indicado é testar o ERP para e-commerce. Isso irá ajudar o gestor a avaliar se o sistema é adequado ao seu negócio e se atende às necessidades da distribuidora, evitando surpresas desagradáveis no futuro. 

Certifique-se que o contrato atende ambas as partes, colocando toda a equipe a parte das obrigações e dos direitos da empresa com essa aquisição. Além disso, busque referências, indicações de clientes ou amigos que já trabalham com o sistema. 

Quais são os benefícios do ERP para e-commerce?

Entre as principais vantagens que um ERP para e-commerce pode oferecer, estão: 

Reduz a redundância de dados e os erros

Com o ERP integrado ao e-commerce, dados e informações de envio, pagamento, pedido e outros detalhes dos clientes são coordenadas de forma conjunta, evitando erros e qualquer redundância no sistema da distribuidora. O que poderia facilmente acontecer com o trabalho manual. 

Aumenta a produtividade interna

Como falamos, o sistema integrado desempenha um papel importante em simplificar processos e se tornar mais automatizado e produtivo. Como por exemplo, os pedidos feitos seja pelo site ou através do aplicativo força de venda, são integrados ao sistema em tempo real, possibilitando que qualquer funcionário possa rastrear o produto instantaneamente. 

Emissão de relatórios financeiros

Quando falamos em gestão financeira, o ERP pode ser um grande aliado ao e-commerce. Isso porque, ele classifica as despesas e cruza com a disponibilidade de receita, apresentando um fluxo de caixa mais otimizado e eficiente para a distribuidora. 

Com a integração do ERP com o e-commerce, todos os dados de venda quanto de títulos a receber ficam armazenados e gerenciados dentro do sistema de gestão. Podendo utilizar eventualmente para o envio de cobranças diretamente para o cliente. 

Como podemos ver, um ERP para e-commerce pode trazer inúmeros benefícios para a distribuidora. Já que além de facilitar grande parte dos desafios enfrentados no mercado online, oferece profissionalismo, simplifica processos e torna as ferramentas da distribuidora mais profissionais, baseando-se em melhores resultados. 

Mas é preciso atenção na hora de escolher um ERP, afinal, será uma parceria de longo prazo. 

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.