Blogger Diego Bini

Criar um site para clínica médica: entenda como funciona

Saber como criar um site para clínica médica não é tarefa fácil. É necessário entender o que uma página do tipo precisa ter e como transportar isso para um sistema para clínica médica que faça sentido. Por exemplo, existem diferentes tipos de clínicas, com distintas necessidades. Pode ser necessário ter um sistema de agendamento de consultas, como pode ser preciso ter um recurso para conhecer os médicos disponíveis.

Ao mesmo tempo, existem certas demandas que são “universais”, independentemente do tipo de clínica. Nesse sentido, é importante saber como criar um site para clínica médica que tenha bom desempenho no Google (o maior vetor de tráfego orgânico da Internet, com 100 bilhões de pesquisas por mês). O mesmo vale para integrações com sistemas digitais usados para gerir a clínica.

Se você quer saber o que é necessário para criar um site para clínica médica e quer aprender como uma boa página dessas funciona, siga a leitura do artigo abaixo!

Como criar um site para clínica médica: 5 pontos para ter em mente

1. Integração com recursos de gestão

Toda clínica médica usa um software de gestão para lidar com os seus afazeres. Pode ser que esse software seja um programa de grande valor, pode ser um simples documento no Google Docs ou no Excel. Seja como for, é fato que a clínica precisa de um programa para organizar todo o seu trabalho.

Idealmente, o site da sua clínica precisará, portanto, de algum tipo de integração com esse software de gestão que você usa. Isso ajudará a criar várias funções e agilizar muito o trabalho.

Por exemplo, suponha que seu site permite ao cliente marcar um atendimento online. Essa confirmação de consulta deve ser enviada para o cliente com base na agenda do software de gestão. Tal integração permitirá maior funcionalidade ao site.

Alguns programas são mais fáceis de integrar, mas outros são mais complicados. É vital analisar bem a questão para saber como lidar com isso no início do desenvolvimento da sua página.

2. Tempo de carregamento

Você sabia que   antes de procurar um médico? Isso mostra como o buscador é vital na estratégia de marketing de qualquer empresa ou profissional do setor médico.

Por isso, é importante que você estabeleça seu site como amigável ao Google e com as melhores técnicas de SEO para conseguir um posicionamento de destaque nos resultados de buscas.

Na prática, isso significa ter um site que carregue em pouquíssimo tempo. Quanto mais ágil for a sua página, melhor ela será no Google.

3. Experiência do usuário

A sua clínica médica precisa privilegiar a experiência do usuário na sua página. Em primeiro lugar, as métricas de experiência do usuário (como taxa de rejeição e outras) são importantíssimas para determinar o posicionamento do conteúdo no Google.

Em segundo lugar, elas determinam as conversões e quão útil será sua página no geral. Isso inclui o posicionamento de botões, o uso de cores e muito mais. A ideia é fazer do seu site o mais intuitivo possível e fácil de ser usado.

 

4. Funcionalidades

Seu site precisará de determinadas funcionalidades. Algumas clínicas, por exemplo,  permitem o autoatendimento via página na Internet. É uma ótima opção, especialmente para trabalhar junto de anúncios no Google.

Já outras páginas permitem que o usuário acesse seus exames feitos na clínica ou possa consultar o prontuário eletrônico que foi emitido após a consulta. Tudo isso é possível (e opcional em muitos casos).

Depois de garantir que o seu site está bem otimizado para o Google, é hora de adicionar algumas funcionalidades para torná-lo mais atraente, revisando novamente para medir os efeitos desse conteúdo em suas métricas de SEO.

Pense naquilo que faz mais sentido para o seu site, sua clínica e nas integrações com o seu software médico a fim de escolher as funcionalidades mais indicadas para a sua página.

5. Estratégia de conversão automatizada

Por fim, pense que o seu site pode funcionar como uma estratégia de conversão de clientes automatizada. Por exemplo, suponha que você consiga integrar as agendas dos seus médicos com o site. Assim, o cliente pode marcar a sua própria consulta.

Integrando isso com o sistema de anúncios no Google e nas redes sociais, seu site se torna um ponto de conversão digital automatizado, trazendo resultados com poucos investimentos. Ótimo, não é mesmo?

Pronto! Agora que você já viu como criar um site para clínica médica, é hora de colocar essas estratégias em ação. Com essas dicas, ficará mais fácil fazer um checklist para garantir que a sua página tenha tudo que é necessário para se integrar bem em sua estratégia de marketing e de gestão. Com ela, ficará muito mais fácil controlar todo tipo de ação para que o seu site saia perfeito.

E aí, gostou do conteúdo? Então comente abaixo com a sua opinião sobre o assunto!

 

 

Link para assinantes!

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.