guest post Mônica Candido

Como é possível escolher um cirurgião plástico pelo Google?

A transformação digital vem modificando drasticamente a maneira como a sociedade lida com seus hábitos de consumo. Os dispositivos tecnológicos estão à nossa disposição o tempo todo para que possamos tomar decisões e fazer compras cada vez mais conscientes de produtos e de serviços.

Escolher um cirurgião plástico no Google é uma realidade de muitos pacientes. Se antes o marketing médico acontecia pelo “boca a boca”, hoje já é cada vez mais comum que as pessoas busquem informações e avaliem a credibilidade e reputação dos profissionais em sites, blogs e redes sociais.

No entanto, buscar por um cirurgião plástico no Google sem avaliar outros quesitos pode ser um erro. Não são poucos os casos de pacientes que se sentem insatisfeitos após o resultado de uma intervenção cirúrgica e estética.

Muitos médicos são procurados para realizar cirurgias corretivas, aquelas responsáveis por modificar o resultado do primeiro procedimento cirúrgico. A falta de cautela na hora de eleger um cirurgião plástico acaba sendo uma das principais causas desse tipo de problema.

Isso ocorre porque nem todos os médicos são qualificados em todos os procedimentos estéticos. Dados do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (CREMESP) indicam que aproximadamente 97% dos médicos que sofreram processos éticos-profissionais com relação a cirurgias plásticas não eram especialistas na área em questão.

Como escolher um cirurgião plástico no Google

Sabemos que, apesar dessas questões, ainda assim é muito tentador e cômodo que pacientes queiram fazer uma busca por cirurgião plástico no Google para fazer sua escolha com consciência. 

A orientação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) é para que todos os pacientes utilizem alguns critérios em nome da própria segurança. Alguns deles são:

 

  • Verificar se o médico em questão é credenciado pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;
  • Se certificar de que o médico possui registro no Conselho Regional de Medicina da região onde trabalha;
  • Marcar uma consulta prévia para sanar todas as dúvidas referentes ao procedimento que se pretende fazer;
  • Levantar suspeitas sobre profissionais que ofereçam orçamentos com valores muito abaixo do comum;
  • Questionar se a clínica onde acontecerá a cirurgia plástica possui o alvará de funcionamento concedido pela prefeitura do município;
  • Pedir para olhar o certificado da vigilância sanitária do espaço.

Cuidado com as redes sociais

Ao procurar um cirurgião plástico no Google, não é incomum que acabemos redirecionados para perfis em redes sociais, como Facebook e Instagram.

Com a alta demanda de informações sobre saúde existentes na internet, é natural que muitos especialistas queiram produzir seu próprio conteúdo como forma de marketing médico e para manterem uma comunicação com seus pacientes.

No entanto, muitas vezes infelizmente esse tipo de comunicação acaba ferindo o código de ética da medicina.

Não é difícil fazer uma rápida pesquisa no Instagram e encontrar algumas imagens de antes e depois de procedimentos estético e cirúrgicos, como mamoplastia e rinoplastia. Tal divulgação, todavia, não é permitida pelo Conselho Federal de Medicina.

As regras do CFM têm como principal missão preservar a integridade dos pacientes e barrar o sensacionalismo e a autopromoção na medicina.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.