Uncategorized Mônica Candido

Rebranding: o que é e como executá-lo com sucesso

A grande maioria das marcas, em algum momento, passa por um rebranding. Esse tipo de ação serve para reposicionar a empresa no mercado, adaptando-se a um novo modelo de tecnologia ou até mesmo para mudar seu foco de atuação.

Entretanto, a mudança da identidade visual da empresa pode gerar um forte impacto em seus resultados, tanto positivamente quanto negativamente.

É importante estar preparado para saber fazer essa ação corretamente e conseguir explorar melhor suas possibilidades com uma acao de marketing promocional.

Isso acontece porque o seu público já está acostumado com a identidade anterior. Normalmente, quando identifica parte de seus símbolos, cores ou outros elementos visuais, acabam assimilando imediatamente a sua marca.

Logo, ao mudar drasticamente, pode pegar o público de surpresa, que não está preparado para essa mudança de atitude e visual, e isso pode acabar os afastando.

Por isso é fundamental ter planejamento para conseguir atingir o seu objetivo com o rebranding.

É importante ter em mente que, embora o rebranding seja uma excelente na gestão de crises de uma empresa, quando algo sai do controle e precisa ter seus danos reparados, esse não é o momento para aplicar essa técnica.

A inovação tem sido um forte exemplo de como uma companhia pode se posicionar de maneira efetiva e atrair ainda mais público com um bom planejamento e uma estratégia de marketing de qualidade, usando flyer de divulgacao ou outras estratégias.

Os avanços tecnológicos cada vez mais tem inspirado as pessoas a se atualizarem, afinal, essas ações permitem que a empresa encontre um modelo mais especializado de negócio, pronto para as alterações que o mercado tem passado.

Por isso, qualquer marca que não pretende se tornar obsoleta no mercado identifica a necessidade de fazer uma repaginada, tornar-se atrativa para novos públicos e parecer menos inadequada.

O rebranding, neste caso, funciona como uma forma de amadurecer e profissionalizar ainda mais sua marca, garantindo uma nova visão do público para com seus serviços e atividades.

Quanto mais o negócio for capaz de aproveitar estes elementos, maiores são as chances de conquistar um bom espaço no mercado, abrindo novas portas e seguindo tendências e influências mais atualizadas, seja a sua marca de champagne artesanal ou qualquer outra.

Até mesmo empresas gigantes, com impacto mundial, percebem o momento de se atualizar e criar uma nova identidade visual, sem alterações bruscas, mas uma mudança que a torna mais atual e ligada ao novo público consumidor que começa a despontar no mercado.

Esse tipo de processo se torna fluido, uma vez que existem diversos recursos importantes para serem levados em conta durante todo o processo de rebranding de sua empresa.

Como fazer seu rebranding

Agora que você está familiarizado com o tema, é importante compreender os passos para fazer esse tipo de estratégia com qualidade e resultados positivos. Isso independe dos motivos para usar o método.

Claro que cada empresa tem seus próprios detalhes, o que acaba sendo percebido ao longo do planejamento do rebranding. No entanto, existem alguns pontos em comum para qualquer equipe que almeja levar em frente esse processo.

Além disso, é necessário entender que existem formas de adequar seu público a esse tipo de estratégia, seja para vender um armario arquivo para escritorio ou para sair de uma crise de identidade.

Enquanto algumas empresas optam por um modelo mais repentino, que gera impacto direto e chama a atenção, outras preferem uma mudança mais gradual, que permite que o público compreenda a mudança, ou, às vezes, nem mesmo perceba grandes diferenças.

1 – Cuidados com a identidade visual

Um dos principais e maiores impactos do rebranding é na identidade visual. Isso porque este elemento conta com tudo aquilo que está relacionado ao que o público enxerga, como:

  • Cores e design;
  • Tipografia e fontes;
  • Logotipos e mascotes;
  • Elementos de identificação.

Todos estes componentes são fundamentais na construção da marca, e possuem um impacto direto no que você está tentando apresentar. Isso significa que uma mudança nestes elementos terá um impacto profundo em seu público-alvo.

Quando você quer fazer uma declaração e deixar uma marca na mente de todo o público, a mudança brusca na sua identidade visual é um claro sinal de que algo mudou e a empresa já não é mais a mesma.

Isso funciona muito bem em reversões de crise, mas também é importante no caso de uma transição no mercado de ação, conquista de um público-alvo diferente e outros pontos que podem fazer a diferença nesse tipo de mudança.

Por outro lado, um rebranding mais gradual e simples é capaz de mostrar para o seu público que trata-se apenas de uma modernização, de adequar sua marca de computador completo ao novo mundo.

 

2 – Invista em canais de mídia

Uma vez que você decide explorar novos conceitos dentro de sua estratégia de marketing, é importante que as pessoas saibam sobre isso.

A comunicação é um dos principais elementos de qualquer empresa, e isso pode ter um resultado positivo na forma como você age no mercado. O contato com o cliente deve ser uma prioridade.

Não importa o tipo de mídia que você use para alcançar o cliente, existem diversas maneiras de dialogar. Antigamente, eram usados equipamentos e serviços mais tradicionais, como a mídia impressa e o contato telefônico.

Entretanto, vivemos em uma era digital, e como todas as outras áreas, a comunicação passa por uma importante transformação tecnológica, com o uso de front light banner, e outros, sendo fundamental ter uma boa presença nas redes sociais hoje em dia.

O usuário padrão passa boa parte de seu dia acessando estas redes de interação, buscando conteúdo de qualidade e que atraem sua atenção. Milhões de novas contas são criadas todos os dias.

Isso torna as redes sociais o principal canal de comunicação de qualquer companhia. Embora o ideal seja você estar presente na maior quantidade possível de plataformas, é importante saber se posicionar em cada uma delas.

Não basta criar uma conta e esperar as pessoas acessarem. É preciso ser proativo, criando conteúdo de qualidade e interagindo com eles.

Por isso, no caso de um rebranding, é possível que o primeiro impacto seja nas redes sociais. Você pode fazer um banner com foto apresentando sua nova identidade e publicar nas redes.

Por ser uma comunicação próxima com os clientes, é interessante deixar claro o motivo desse tipo de ação, garantindo que seu negócio manterá o público cativo e compreendendo a necessidade de mudança que você está apresentando.

3 – Realize o monitoramento de ações

Nenhuma empresa faria um processo complexo como o de rebranding se não estivesse atrás de objetivos específicos. Afinal, esse tipo de ação é fundamental para conseguir traçar uma linha de análise de resultados.

Qualquer ação da companhia precisa ser analisada e avaliada constantemente. É dessa forma que é possível identificar se uma ação é positiva ou não, e em que momento da ação algo parece dar errado.

Com a análise frequente, você é capaz de identificar todas as falhas na ação e reverter o quadro, obtendo resultados cada vez melhores.

Por que devo investir nessas ações?

Esse tipo de questionamento é muito importante para identificar se realmente é o momento certo de realizar esse tipo de estratégia. Nem sempre partir para uma ação mais radical é a opção mais assertiva.

Comece entendendo a situação em que sua empresa está no momento. Se você não consegue mais identificar seu público-alvo corretamente e está perdendo vendas, talvez seja o momento de repensar sua estrutura e partir para um novo nicho.

Logo, se sua grafica de impressao digital já tem um tempo de estrada, identifique se sua identidade visual ainda significa algo no mercado.

Muitos estilos de design são ultrapassados, e acabam não conversando com públicos novos. Além de que uma atualização é fundamental para conseguir se manter ativo no mercado. Dessa maneira, alguns pequenos ajustes já podem fazer a diferença.

Em alguns casos, você tem uma sensação de que a marca criada para sua empresa não a representa mais. Esse tipo de ação, normalmente, acontece quando você muda sua linha de pensamento empresarial.

Neste momento, o ideal é pensar em formas de explorar melhor seu conteúdo, muitas vezes modificando todo o visual da empresa para representar essa nova fase e revelar para seus consumidores e para o público em geral que existe algo novo no mercado.

Considerações finais

O rebranding é uma excelente maneira de se atualizar. Entretanto, essa ação deve ser feita com muito planejamento, para impedir que seu público já existente se afaste da marca durante a mudança.

Para conseguir explorar todo este potencial, você pode pensar em várias formas de se atualizar, aproveitando uma autorreflexão para mudar alguns elementos que acabam ficando datados conforme o mercado vai se atualizando e criando novas possibilidades.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.