guest post Mônica Candido

Dados de forma inteligente nas ações de marketing: confira como usá-los

Toda empresa precisa coletar dados para estruturar suas estratégias de marketing e vendas, independentemente de ser B2B ou B2C.

São as informações sobre os clientes que vão embasar as estratégias de divulgação, atração e retenção. 

Entretanto, não basta apenas coletar os dados, é necessário saber usá-los de maneira inteligente.

Quando o seu negócio coleta dados sobre o consumidor, descobre mais sobre os hábitos de consumo, seu comportamento de compra e outros aspectos que garantem algumas vantagens competitivas.

Perante um mercado tão competitivo, quem detém a informação sobre ele sai na frente da concorrência. E devido às mudanças no comportamento do consumidor moderno, não dá para arriscar e agir às escuras.

É preciso ter em mente que as estratégias de marketing vão consolidar o seu negócio, mas, para isso, a marca precisa saber com quem está falando.

É assim que ela vai definir as melhores práticas, canais e até mesmo moldar o seu produto ou serviço, de acordo com as características do público-alvo.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar o conceito e a importância da coleta de dados, quais devem ser coletados, suas funções e como usá-los nas estratégias de marketing.

O que é coleta de dados?

Coleta de dados tem como intuito captar conteúdo estratégico, encontrado em ferramentas de análises, formulários e softwares que entregam esse tipo de informação.

O objetivo é garantir que as empresas conheçam bem seus resultados, o mercado, o consumidor e como está o seu desempenho.

Quando uma empresa de instalação de internet quer medir o sucesso de suas estratégias de marketing, primeiro considera alguns indicadores importantes.

É com eles que a companhia mede o seu crescimento, os resultados da área de vendas e os seus próprios resultados.

Entretanto, esses números não entregam nenhuma outra informação sobre quem está comprando os seus produtos ou serviços. 

Eles também não mostram o que leva uma empresa a ganhar ou perder cliente.

Tampouco eles evidenciam o quanto o consumidor está satisfeito com a experiência dele em relação a uma marca.

Esse tipo de informação só pode ser obtido por meio de uma análise eficaz dos dados coletados para as estratégias de marketing.

Se um negócio coleta informações sobre seu público-alvo, consegue economizar dinheiro e ainda cria um banco de dados a respeito de seus clientes que fomenta os esforços de marketing e as estratégias de relacionamento.

Se você tem acesso aos dados certos, não precisa investir em ações muito amplas ou agressivas para alcançar os consumidores que têm mais chances de comprar com você.

O fato é que a coleta de dados é muito importante para o marketing porque a marca concentra seus esforços nos leads que têm mais chances de conversão.

Esse trabalho pode ser feito por meio de um computador semi novo da empresa, e agora que você já sabe qual é a sua importância, no próximo tópico, vamos mostrar quais dados é importante coletar. 

Que tipos de dados seu negócio deve coletar?

Você já sabe que é importante coletar dados, mas também precisa saber quais informações a sua organização precisa.

A coleta de dados pode mostrar vários aspectos do comportamento do consumidor. 

Assim sendo, quando você pede o contato dessas pessoas, está investindo em uma ação básica que pode ser conquistada por meio de estratégias, como:

  • Formulários de contato;
  • Assinatura de conteúdo;
  • Download de materiais;
  • Cadastros.

Juntamente com as informações que o usuário oferece, informações sobre seu comportamento e interações trazem insights muito importantes para a organização.

Se a empresa tem uma plataforma e-commerce, um aplicativo ou outros canais como os blogs, precisa saber como as pessoas navegam em cada um deles.

Por exemplo, uma gráfica de banner acadêmico precisa saber quais são as páginas mais acessadas, onde o usuário clica, quanto tempo ele permanece nas páginas, além dos tipos de dispositivos e como eles são usados pela pessoa para chegar a você.

Quando tudo isso é transformado em dados, as estratégias de marketing se tornam mais assertivas e inteligentes.

Por exemplo, se o visitante não clicou no banner de promoção, a companhia precisa investigar as razões e fazer algumas mudanças, como alterar o texto ou as cores usadas.

E se o e-mail que você enviou não foi aberto, talvez seja a hora de mudar a chamada para ação para que o consumidor se engaje com o conteúdo.

 

Ademais, se a empresa solicitou um endereço de e-mail ou dado pessoal, o usuário só vai aceitar fornecê-los se receber alguma coisa em troca.

Assim sendo, um fabricante de guarda roupa em madeira pode oferecer algum benefício, mas independentemente de qual seja a proposta, ela deve estar bem clara.

Com isso, o que se nota é que a obtenção de dados para as estratégias de marketing pode acontecer de muitas maneiras, além de as informações variarem muito, bem como suas fontes.

Se uma empresa pode descobrir, por exemplo, como as pessoas navegam em seus canais, de modo a aperfeiçoar suas estratégias de marketing, como esse e outros dados que citamos acima podem ser usados de maneira inteligente? Veja a seguir.

Usando os dados de forma inteligente nas estratégias de marketing

Todo e qualquer tipo de dado em relação ao consumidor, coletado por uma empresa, pode ser usado para fins de marketing de muitas maneiras, e dentre as mais inteligentes estão as listadas a seguir.

Proteger os dados

Uma empresa de digitalização de livros pode utilizar os dados do consumidor como forma de proteger informações confidenciais.

Um exemplo disso são os aplicativos bancários, que permitem acesso e movimentação de seus clientes por meio do reconhecimento da impressão digital.

Somente ele terá acesso a suas informações financeiras e elas estão sempre protegidas contra fraudes.

Os sistemas que usam dados para proteger dados reúnem todas as interações de um cliente e algoritmos de aprendizagem de máquinas para sinalizar e identificar tentativas de fraude.

Ao passo que as tecnologias de captura e análise vão se aperfeiçoando, as companhias também encontram modos mais eficazes de coletar e contextualizar dados sobre os seus consumidores.

Tornar excepcional a experiência do cliente

Os dados do consumidor, para muitas companhias, são uma maneira de entender e atender melhor às demandas dos clientes.

Ao analisar o comportamento deles, uma empresa que aluga sala privativa consegue mudar sua relação, ofertas de marketing e ainda adequa melhor os seus serviços ao mercado em que está inserida.

No entanto, isso só acontece quando é feita uma vasta quantidade de análises em comentários, opiniões e outras informações do tipo.

Transformar dados em lucros

As organizações que capturam dados também podem lucrar com isso. 

Por exemplo, um fabricante de carimbo para empresa que está captando uma grande quantidade de informações, pode gerar um novo fluxo de receitas.

Se você tem as informações certas em mãos, passa a conhecer melhor os seus clientes e como é o comportamento deles.

É dessa forma que geramos insights para definir melhor as campanhas de marketing, consequentemente, há um aumento das vendas e o consumidor vai se sentir mais satisfeito.

Aperfeiçoar as estratégias de marketing

Por meio de dados contextualizados, seu negócio vai conseguir entender de que maneira os consumidores estão se engajando e de que forma eles respondem às campanhas de marketing.

Com isso, uma gráfica de folder promocional terá mais facilidade para ajustar suas ações e estratégias, tendo como base o comportamento de seus clientes.

Ao usar essas informações de maneira preditiva, a companhia tem uma ideia melhor daquilo que seus clientes desejam, com base em tudo o que eles já fizeram.

Em outras palavras, se você tem boas informações sobre quem é o seu consumidor, poderá engajá-lo com mais facilidade, por meio de várias estratégias, como no caso e-mail marketing.

Todos os dados de contato passam a servir como base para estabelecer uma comunicação com essas pessoas, ao passo que os dados de interação e comportamento podem ser usados para descobrir a melhor maneira de falar com o cliente.

Conclusão

Se o seu negócio souber coletar os dados dos clientes e tiver objetivos claros com eles, será capaz de obter resultados cada vez melhores e mais significativos.

A organização melhora consideravelmente a experiência de seus clientes com ela, em qualquer estágio da jornada de compra e por meio de qualquer canal de interação.

Também é uma forma de reunir informações que tornem a organização plenamente capaz de otimizar suas estratégias de marketing a qualquer momento.

Ademais, se você sabe, precisamente, quem é o seu consumidor, vai elaborar personas mais fiéis e direcionar ainda mais as estratégias de marketing.

Portanto, por meio das práticas que mostramos aqui, suas campanhas e ações trarão resultados surpreendentes para a sua empresa.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe um comentário

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.