guest post Henrique

Veja destinos nacionais do Enoturismo, viagens para amantes do vinho

Há boas opções de vinícolas para visitar em todas as regiões do país; conheça alguns dos melhores destinos

Os amantes de vinho apreciam tanto a bebida que existe até uma palavra só para o tipo de viagem que essas pessoas movimentam em todo o mundo: enoturismo. São passeios para conhecer a história e a cultura dos locais e famílias que fabricam o vinho, além de apreciar o aroma, o sabor e as harmonizações com a bebida.

O Brasil tem vários destinos para quem aprecia essa modalidade de turismo. Partindo da Rodoviária de Salvador, você consegue chegar a vários desses lugares, tanto no Nordeste, quanto em outras regiões do país. 

Segundo dados da União Brasileira de Vitivinicultura (Uvibra), o número de pessoas interessadas nesse tipo de turismo por aqui tem mantido uma média de mais de 10% ao ano. Como vários desses passeios acontecem em fazendas, ao ar livre, estão entre os primeiros que foram retomados após as restrições da pandemia.

Cada cidade e vinícola oferecem experiências únicas, o que significa que bom mesmo é visitar o máximo de opções que conseguir. Fizemos uma lista com ótimos destinos, que tal se programar para visitar um a cada período de férias ou feriado?

Serra Gaúcha – Rio Grande do Sul

A Serra Gaúcha é uma das regiões do país mais conhecidas por suas vinícolas porque o clima mais frio favorece o cultivo das uvas, além de contar com a influência e a tradição europeia, que são muito fortes por lá. As cidades de Gramado e Canela, no Rio Grande do Sul, são os principais destinos que recebem esses turistas.

Algumas vinícolas tradicionais oferecem muito mais que degustações e passeios históricos. Na Casa Valduga, por exemplo, também há cursos para quem quer virar um especialista no assunto. Na Garibaldi Cooperativa Vinícola, uma degustação às cegas faz sucesso entre os visitantes.

 

Espírito Santo do Pinhal – São Paulo

Localizada a pouco mais de 200 quilômetros de São Paulo, a cidade, que fica na fronteira com Minas Gerais, tem altitude e clima favoráveis ao cultivo da uva e tradição na produção de vinhos. 

A Vinícola Guaspari, que recebe visitantes, tem mais de 50 hectares de vinhedos próprios e produz vários tipos da bebida. A colheita por lá é feita no inverno, quando o clima se parece mais com o europeu. A fazenda pode ser visitada em qualquer época do ano, com degustação e um tour que conta a história do local.

Vale do Rio São Francisco – Pernambuco

Quem pensa que o Brasil só produz vinho nas regiões Sul e Sudeste está enganado. Localizado no sertão do Pernambuco, o Vale do Ribeira é uma das regiões que se destacam. No meio da caatinga, algumas propriedades começaram a cultivar uvas e o resultado já atrai turistas de todo o mundo.

A Vinícola do Vale do São Francisco é uma das mais antigas, em funcionamento desde a década de 1970. Mas, hoje, pelo menos sete propriedades recebem visitantes, que podem conhecer um pouco mais sobre os vinhos produzidos nessa região. O cenário, diferente dos locais tradicionais de cultivo, com certeza é um diferencial.

Santa Teresa – Espírito Santo

A região de Santa Teresa, no Espírito Santo, tem fortes influências italianas, um dos motivos pelos quais também se destaca no enoturismo nacional. Localizada nas montanhas capixabas, a cidade tem pelo menos 50 hectares de área plantada com uva e até uma rota do vinho, com várias atrações para os turistas.

Os passeios incluem experiências como degustação e, para quem for na época certa, colheita. As paisagens também são exuberantes e o acesso também é fácil, já que Santa Teresa não fica longe da capital Vitória: são apenas cerca de 80 quilômetros. Além dos vinhos, a região também trabalha com a produção de espumantes.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.