guest post Henrique

Usando dados do usuário para tomar melhores decisões de UX

Todos nós estamos procurando maneiras de aprimorar nosso design de UX e encontrar maneiras de tomar melhores decisões de UX.  

Para quem não sabe, UX significa experiência do usuário e basicamente representa como um usuário interage e experimenta um produto, sistema ou serviço. Inclui a facilidade de uso de um site por uma pessoa, a eficiência com que ela pode navegar nas páginas de destino e assim por diante.

Os dados conduzem o coração de cada formulário de decisão online e, como resultado, é vital usar os dados do usuário para tomar melhores decisões de UX. Mas como nós fazemos isso? 

Continue lendo para descobrir como implementar e entender os dados do usuário pode ajudá-lo a tomar melhores decisões sobre a interface do usuário para melhorar sua experiência geral com a interface do usuário.

Usando dados quantitativos

Dados quantitativos são essenciais para entender o quão bem seu UX está operando. Por exemplo, ter uma compreensão completa dos dados numéricos oferece uma visão tremenda do seu site. O Google Analytics, por exemplo, é uma ferramenta poderosa que fornece insights de dados sobre novos usuários. 

Não apenas isso, mas o Google Analytics informará a porcentagem de visitantes que saem do site da sua empresa de caça vazamento, por exemplo, quanto tempo duram as durações médias das sessões e muito mais. 

Com ferramentas como essa, podemos entender melhor nossos dados para projetar uma interface melhor. Por exemplo, se analisarmos os dados e constatarmos que muito mais usuários clicaram em seu site após um novo design, você poderá dizer que nossas ferramentas de divulgação estão funcionando. 

Alternativamente, se você notar que a duração média da sessão é baixa, você pode saber que mais design deve ser construído para manter seus usuários em seu site por períodos de tempo mais prolongados. 

Usando dados qualitativos 

Por outro lado, os dados qualitativos fornecem ótimas informações sobre por que determinados eventos estão acontecendo em seu site. Por exemplo, dados não numéricos, como repetições de sessão, mapas de calor e funis de conversão, mostram quais recursos os usuários se envolvem e clicam mais. Ele também mostra o quanto eles rolam para que você possa examinar melhor o comportamento de um visitante individual. 

Isso é essencial para projetar melhor UX. Se pudermos entender até que ponto os usuários rolam e quanto conteúdo eles absorvem antes de perderem o interesse, você pode identificar exatamente onde eles se desinteressam e projetar um sistema melhor que envolva ainda mais seus usuários. 

Seja específico com dados 

Coletar dados quantitativos e qualitativos para análise é uma coisa. Mas o que o colocará acima da concorrência não é apenas coletar dados, mas ser específico com os dados coletados. Idealmente, você deseja combinar todos os ângulos da análise para aprimorar o desempenho do seu design. 

 

Por exemplo, combinando análises de dados quantitativas e qualitativas, você pode entender como projetar melhor seu site de receitas, por exemplo.. 

Hipótese de dados 

É essencial entender se você está no caminho certo ou não, e é por isso que você pode usar dados para ajudar a provar se o que você está fazendo está funcionando ou não. 

Uma ótima maneira de usar dados para aprimorar seu design de UX é testar várias hipóteses para suas opções de design. 

Você pode testá-los por meio de testes A/B ao mostrar a visitantes aleatórios duas variantes diferentes do seu design. Ou você pode usar um processo chamado teste A/A, que é quando você mostra a dois grupos diferentes de visitantes a mesma variante do seu design.

Ao coletar dados sobre quais grupos têm mais envolvimento em qual design, você pode entender melhor qual design de UX funciona melhor. 

Ao coletar esses dados, você pode provar qual design funciona melhor e tomar uma decisão informada para melhorar sua interface de usuário. 

Pensamentos finais

Tenha em mente que a análise de dados é uma área complexa onde os profissionais dedicam anos de suas vidas para entender completamente a otimização de sites e o design de UX. 

Portanto, embora essas dicas sejam um ótimo começo, esta é uma resposta muito simplificada sobre o uso de dados para tomar melhores decisões de UX. 

Para um detalhamento completo, continue aprendendo e expandindo seus horizontes para que um dia você possa se tornar um especialista em design de UX.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.