Dicas Marketing Digital Mônica Candido

O que é Growth Mindset?

De forma bastante simplificada, existem dois tipos de mindset (mentalidade), o chamado growth mindset (mentalidade de crescimento) e o chamado fixed mindset (mentalidade fixa).

Este texto abordará o primeiro desses tipos, presente em pessoas criativas, curiosas e ávidas por conhecimento. 

Entretanto, ao contrário do que se pode pensar, tal mentalidade não é natural, podendo ser desenvolvida em todos que almejam uma trajetória de sucesso.

Growth mindset: O que é?

Antes de tudo, uma breve contextualização histórica. Carol Dweck, psicóloga e professora, notou, há algumas décadas, diferenças fundamentais nos tipos de mentalidade de seus estudantes. Esse seria o pontapé inicial no desenvolvimento da teoria do growth mindset.

Junto a seus pares, Carol percebeu que, ao passo que certos alunos estavam muito mais suscetíveis a se desestabilizar por pequenos problemas, outros lidavam de forma mais dinâmica quando se defrontavam com o fracasso. Isso despertou nela certa inquietação.

Assim, ela iniciou seus estudos comportamentais, voltando sua atenção para os tipos de mentalidade identificados entre seus estudantes. Como resultado, Carol desenvolveu os conceitos de mentalidade fixa e mentalidade de crescimento.

A essência de ambos os termos diz respeito à forma como diferentes pessoas encaram a inteligência e o processo de aprendizagem em geral.

Ao passo que aquelas de fixed mindset partem do pressuposto de que o fracasso não se relaciona de forma alguma com o aprendizado e o desenvolvimento, aquelas de growth mindset veem nos erros uma oportunidade para o crescimento pessoal.

Sendo assim, pessoas de mentalidade fixa não creem na sua própria capacidade de se desenvolver, por isso, se restringem à sua zona de conforto, assim como crianças em uma escola de recreação infantil, imaturas para repensar sua forma de lidar com os problemas.

Em contrapartida, pessoas de mentalidade de crescimento são convictas de suas potencialidades de aprendizagem e desenvolvimento, sempre buscando evoluir a nível pessoal, mesmo mediante o fracasso.

Assim, aqueles que priorizam o desenvolvimento do growth mindset podem ser comparados a alunos que frequentam uma aula de violino passo a passo, no sentido de que, mesmo incorrendo em erros e falhas, seguem sempre avançando no seu próprio ritmo.

Fundamentando a teoria desenvolvida por Carol Dweck, as mais recentes descobertas neurocientíficas atestam a adaptabilidade do cérebro a partir das experiências pessoais de todos e cada um dos seres humanos.

A própria configuração dos neurônios, e das redes neurais que se conformam a partir das conexões entre eles, pode ser alterada a partir do processo de aprendizado, e consequentemente, do desenvolvimento de novas habilidades.

Em outras palavras, a própria dinâmica dos impulsos nervosos que movimentam o cérebro é passível de adaptação mediante determinadas práticas cotidianas das próprias pessoas, se elas assim desejarem.

Assim, não apenas a psicologia, mas também a neurociência corroboram a ideia de que os seres humanos são sujeitos ativos do seu próprio crescimento neural. 

Portanto, por meio de ações positivas, é possível avançar no desenvolvimento dos neurônios e sinapses.

Qual a importância do growth mindset?

Agora, já tendo sido esclarecidas a origem e a definição do growth mindset, é fundamental voltar a atenção para sua importância no cotidiano de pessoas comuns. 

Em um mundo dinâmico e repleto de incertezas, a importância da adaptabilidade é bastante evidente.

A busca por uma vida bem-sucedida é comum a basicamente todas as pessoas, portanto, também é absolutamente necessário se atentar às idas e vindas da própria vida, em termos de imprevisibilidade, para que seja possível de fato alcançar o sucesso.

A mais recente pandemia pela qual o mundo passou, deflagrada em 2020 a partir do surto global de COVID-19, foi uma das demonstrações de como a necessidade de se adaptar às constantes transformações da vida é imperativa para a existência da própria humanidade.

Assim, as pessoas que permanecem com a mentalidade fixa têm muito mais dificuldade em ser bem-sucedidas quando cenários caóticos como o citado anteriormente se instauram de forma generalizada, e em muitos casos, temporalmente extensa.

O mundo se modifica de forma cada vez mais acelerada com o advento da globalização e o desenvolvimento de novas tecnologias. 

Tendo isso em vista, é intuitivo pensar que para acompanhar tais mudanças, a mentalidade de crescimento seja a que mais faz sentido.

 

Em relação ao mercado de trabalho, essa mesma forma de pensar também é aplicável. Aqueles que se destacam enquanto profissionais normalmente são os que desenvolvem a capacidade de aprender e crescer de forma geral, sobretudo a partir de seus próprios erros.

Além disso, tais profissionais de growth mindset também tendem a viabilizar um ambiente de trabalho mais saudável para todos, verificável, dentre outras formas, por meio de bons resultados no LTCAT laudo técnico das condições ambientais de trabalho.

Empresas buscam estar preparadas para uma infinidade de cenários possíveis e, portanto, preferem profissionais que estejam alinhados com isso. 

Assim, pessoas de mentalidade de crescimento certamente serão as mais visadas por essas mesmas empresas.

Profissionais que são capazes de se adaptar a novas conjunturas e, consequentemente, a diferentes estratégias de atuação, assim como em um constante processo de manutenção em aeronaves, são os que mais se sobressaem em relação aos demais.

Como desenvolver growth mindset?

Finalmente, após ter sido esclarecida também a importância do growth mindset no cotidiano de pessoas comuns, é também fundamental explorar melhor como desenvolvê-lo de forma, ao mesmo tempo, simples, mas completa.

Tendo em vista que tal mentalidade é passível de desenvolvimento por todas as pessoas dispostas a isso, seguem listadas quatro práticas terapêuticas, assim como as de uma sessão de fisioterapia para cães, para viabilizar esse processo de forma fácil e eficaz:

  • Encarar os erros como aprendizados;
  • Aproveitar o caminho e não apenas a chegada ao destino;
  • Entender o prestígio como consequência ao invés de causa;
  • Ter abertura tanto a elogios quanto a críticas.

Primeiramente, sobre o primeiro tópico, é fundamental ressaltar que, apesar de parecer um pensamento contraintuitivo, os erros não devem ser evitados a todo custo, justamente por oferecerem, em muitos casos, oportunidades valiosas de aprendizagem.

Assim, tanto encarar os erros dessa forma quanto cultivar, nos mais diversos ambientes de convívio social, que essa seja uma prática comum é crucial para o desenvolvimento de mentalidade de crescimento a nível individual, bem como coletivo.

Tal qual um vidro temperado para carro, é importante que a resiliência aos choques (neste caso, entendidos como os erros) seja uma constante para todos aqueles que buscam desenvolver o growth mindset tanto em sua vida pessoal quanto profissional.

A respeito do segundo tópico, uma prática que em muito se relaciona com a descrita anteriormente é a de se aproveitar o percurso até se alcançar as metas estabelecidas, inclusive no que diz respeito aos erros cometidos no decorrer do processo.

Valorizar o caminho percorrido até a chegada ao destino final, em todos os seus aspectos positivos e negativos, pode ser proveitoso também no que se refere ao desfrute dos resultados obtidos, tornando o processo de conquista dos objetivos ainda mais edificante.

Em relação ao terceiro tópico, é fundamental entender a teoria da mentalidade de crescimento enquanto uma via para se aprender e se inspirar não apenas com o próprio sucesso individual, mas também com o de outras pessoas.

Além disso, como já mencionado, a chegada ao destino final é apenas parte de todo o processo de aprendizagem e desenvolvimento.

Portanto, o reconhecimento também não deve ser a única meta a ser perseguida, uma vez que a experiência vai muito além dele.

Assim, não apenas o prestígio é somente uma parte do todo, como também o prestígio apenas individual é somente uma dimensão do prestígio em si. Há tanto mais a ser aproveitado no processo, e o growth mindset viabiliza o reconhecimento dessa completude.

Por fim, sobre o quarto tópico, a abertura tanto a elogios quanto a críticas é uma excelente forma de evoluir. Elogios não devem servir apenas para inflar o ego, da mesma forma que críticas também devem ser encaradas como oportunidades de crescimento.

Bem como estar aberto a ouvir a perspectiva de outras pessoas é fundamental, também o é pedir feedbacks (retornos, devolutivas, entre outros) para fomentar uma cultura de diálogo franco e eficiente com pessoas próximas, tanto pessoal quanto profissionalmente.

Enfim, tal processo é similar ao de locação de caminhão bau, tendo em vista que tanto elogios quanto críticas fazem parte da bagagem que todas as pessoas levam consigo ao longo da vida, a qual também constitui suas respectivas personalidades e visões de mundo.

Considerações finais

Portanto, é pertinente concluir que a teoria do growth mindset possui inestimável valor para todas as pessoas que desejem aprender e se desenvolver tanto a nível pessoal quanto profissional.

Além disso, tal processo de desenvolvimento de mentalidade de crescimento é mais simples e eficaz do que normalmente se pensa, consistindo em práticas terapêuticas, assim como as ministradas em um consultório de podologia, para viabilizar esse processo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.